Segunda, 16 de junho de 2014 - parte 2


Atualizado diariamente até o meio dia.
Eventualmente, a tarde, alguma notícia urgente.



ponto ridículo




URGENTE!! URGENTE!! URGENTE!!


GLOBO/RBS/GAÚCHA NOTIFICA RÁDIO GUAÍBA!
(PARECE BRINCADEIRA, MAS NÃO É)


O plenipotenciário não gosta mais do Nando Gross

Quem ouviu, gostou.
A Rádio Guaíba (Grupo Record), impedida de transmitir os jogos da Copa, usou - e abusou - da criatividade, especialmente no jogo Brasil e Croácia. Simples: se a pessoa está vendo o jogo pela TV opta, certamente, por aguentar um galvão bueno da vida e não abaixar o som e ligar o rádio - o delay é insuportável. Aí, o Nando Gross e a equipe de esporte da Guaíba foram para o estúdio assistir ao jogo e comentar. Ficou muito legal, porque se podia assistir pela TV e escutar comentários de quem entende de futebol, de verdade.
Pronto, pra quê?
Os caras da Rádio Gaúcha entraram em desespero. Ficaram furiosos.
Tanto que na sexta, dia 13, a direção do Grupo Record RS recebeu uma notificação da Rede Globo, lembrando que a Guaíba era proibida de transmitir o jogo.
O mais interessante e curioso: também na sexta, a tardinha, a direção da Record recebeu uma "notificação extra-judicial" endereçada ao Grupo e, acreditem "A/C Luís Fernando Moretti Gross (Nando Gross)".
É inacreditável!! Hahahahaha!!!!
Agora, sentem-se para ler esta, a seguir.
A tal notificação extra-judicial foi assinada pelo departamento jurídico da RBS ou algum advogado, não?
NÃO!!
Creiam, estava assinada pelo senhor Cyro Martins, o plenipotenciário da Rádio Gaúcha!!!
Hahahahaha!!
Ué, tá certo, plenipotenciário é plenipotenciário!!
Outra.
O senhor Cyro Martins não deve ter ouvido a narração do Pedro Ernesto, da própria Gaúcha. Porque passou todo o tempo do jogo destilando o seu ódio à equipe da Guaíba, classificando a sacada da "mesa redonda com comentários" de "irregular", "aético", entre outras baboseiras.
Vamos aguardar com vai funcionar a criatividade do Nando Gross e equipe nesta terça, dia de Brasil e México.
Pra encerrar: A Rádio Grenal, da Rede Pampa também fez uma mesa redonda com sua equipe e não foi notificada pela Globo/RBS/Gaúcha.
Ou seja, a "bronca" do plenipotenciário é com o Nando Gross, apenas.


35 comentários:

  1. gozado,o radio tem a Band,em rede,a maior do Brasil e recomendas os comentarios da Guaíba e da GRENAL.Afinal onde está tua isençao,deu pra ti,nao te leio mais és faccioso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. JG, faz beicinho faz...
      Magoou !!
      abraço
      Maurelio

      Excluir
    2. A Band foi boa enquanto teve Vagner Martins, Carlos Guimarães, Cristiano Silva entre outros... JG por favor... eu ao menos não suporto, Baldasso então urgh!!! Pobre do Rech, depois que foi para a Band esta em queda livre, mas esse ao meu ver e um bom radialista, agora a Guaiba com o Nando melhorou muito.

      Excluir
    3. Facciosa é a Band com BALDASSO, assessor de imprensa de D'alessandro e RECH, colorado de 4 costados...insuportavelmente PARCIAIS. É Grenal e Guaíba....perderam!!!

      Excluir
  2. Se tivesse lido a nota em questão saberias que em nenhum momento "recomendo os comentários da Guaíba e da Grenal. Não tinha razão para eu citar a Band ou qualquer outra rádio, porque a bronca é da Gaúcha e a Guaíba. Apenas tratei da bronca do pleni com o Nando. A Grenal foi citada apenas como exemplo, pois não recebeu notificação.
    Pena perder um leitor que lê muito rápido - ou interpreta da forma que lhe convém.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem é João Garcia, Rech e Baldasso para falarem em facciosos e isentos??????????????????????????????????????????????? Dá-lhe Previdid!!!

      Excluir
  3. Boa Prévidi.... Esse gordinho da Band é muito chato. Fala em isenção e na rádio dele só tem torcedores e não vou citar para qual time gaúcho.

    ResponderExcluir
  4. A sacada adotada por Guaíba e Gre-Nal, de debates no horário do jogo do Brasil, não chega a ser inédita. Em 2002, a Jovem Pan não comprou os direitos de transmissão da Copa do Mundo na Ásia e lançou mão do mesmo modelo, com sua equipe de esportes comentando as partidas da Seleção. Não consta ter havido a menos remotíssima e mínima bronca das três emissoras detentoras de direitos que eram escutadas em São Paulo naquele Mundial (Bandeirantes e Transamérica, próprias, e Globo, que formou rede com o Rio de Janeiro). Quanto a 2014, vale registrar que nós aqui em Porto Alegre temos três opções: a Gaúcha AM/FM por ela mesma, a Bandeirantes na "Rede Verde e Amarela" (Bandeirantes AM, BandNews FM e Ipanema FM) e a CBN AM em rede com a matriz - e ainda tem a Itatiaia de Belo Horizonte retransmitida pela ABC AM de Novo Hamburgo para quem for do Vale dos Sinos, aumentando para quatro opções. Porém, não são rigorosamente todos os jogos que todas fazem. Agora mesmo, por exemplo, Irã x Nigéria é ouvido apenas na RB 640 e na BandNews porque a CBN preferiu transmitir este jogo só pela internet para manter o jornalismo normal no dial e a Gaúcha preferiu manter o "Chamada Geral" normalmente e fazer apenas posto desta partida.

    ResponderExcluir
  5. Bela sacada da Equipe da Guaiba! Agora me admira a atitude da Gaucha em não reconhecer a inovação e a forma que o Nando Gross adotou para manter a audiência, afinal de contas, as palavras de ordem na RBS são criatividade e inovação... e pelo que entendi, não houve a narração do jogo propriamente dito, mas...

    ResponderExcluir
  6. Oi amigo Prévidi... boa tarde. Muita chuva aí na capital? Espero que ela não lhe cause transtorno. Alias... favor não me falar em transtorno. Até porque, tal palavra me veio á mente após ler seu tópico de hoje. Juro: bateu pânico aqui no vale, mais especificamente, na minha ‘ilha’.
    (Se você ou alguém internauta assistiu ao filme ‘Um grande garoto’, entenderá porque chamo meu ‘flat’ de ilha)
    Mas, focando no assunto de hoje: Saiba você que, na semana que antecedeu o Grande Prêmio do Canadá F1, ganhei da Marlboro um guia de imprensa (Marlboro F1 Guide), repleto de estatísticas; a conhecida empresa do ramo fumageiro, costuma distribuir, via empresa de remessas UPS, tal livro para jornalistas automotivos do mundo inteiro (entre nós: imagine o custo desta distribuição mundial!). Sobre o Marlboro F1 guide, vale citar que tem 1.068 páginas de informação – estatísticas, dados sobre GPs disputador por cada um dos 789 pilotos que um dia sentaram em um carro de Fórmula 1... enfim, um produto digno de consulta e referência.
    So what? Daí que, outro dia, baixei o som da minha TV e inventei de comentar a corrida de Fórmula 1. Modéstia a parte, recebi ‘n’ elogios. E, parafraseando um conhecido cronista do grupo RBS, abre aspas e dois pontos: ‘Meus vinte e um leitores também gostaram’.
    Pois é: de forma ‘pirata’, comentei para a rádio #21 FM o evento ‘Labbatt’s Beer F1 Canadian Grand Prix at Circuit Gilles Villeneuve’. Isto quer dizer que eu corro o risco de receber uma similar ‘notificação extra-judicial’? Enquanto isto não acontece e, por precaução, irei ligar para meu advogado, Dr. Afrânio (just in case, ele atua na Wiggen & Leithner, conhecida empresa do ramo jurídico... acho que você já deve ter ouvido falar, saiu anuncio no jornal, dia desses).
    Well, my friend... por enquanto é isso. Com renomado apreço e admiração por seu trabalho,
    Kind regards,

    Paulo McCoy Lava
    Jornalista de Automobilismo






    ResponderExcluir
  7. Muvuca renovada...A atitude judicial com "nuances" mesquinhas da Rádio Gaúcha é fruto de sua paranóia - até justificável - diante da mística e da resiliência de sua concorrente, Rádio Guaíba. Aliás, o RS é o lugar do Brasil onde não se deseja competir e sim aniquilar a concorrência, seja ela qual for (eu sei do que estou falando). É ruim ver passar décadas e observar que não muda o espírito da líder. Esta maneira de se fazer as coisas é antiga, pernóstica, antipática e com resultados péssimos. A audiência da Rádio Gaúcha não pode ser avaliada sem que haja uma competidora como a Guaíba. Se a Guaíba morrer, uma enorme parte da Gaúcha morre junto e só gestores vorazes e incompletos não sabem disto.
    Todavia, alegra-me saber que outro fenômeno ainda persiste. Uma rádio Guaíba, combalida por uma gestão que só agora, talvez, lhe faça honras, continua sendo uma incubadora de talentos, até mesmo de talentos nem tão talentosos e que, ainda assim, abalam as estruturas pleni ou até impotenciárias da emissora da RBS. Este é o grande caroço a deglutir: Como posso ser líder se trato meus concorrentes como algo que devo não ultrapassar, mas pulverizar?
    Será que a nova turma da esquina da Ipiranga com Érico um dia saberá se comportar com mais contemporaneidade?

    ResponderExcluir
  8. Grande ídolos Prévidi e João Garcia,
    com o perdão da intromissão, a questão, no meu entender é outra. Nós, amantes do rádio, queremos é um rádio plural, democrático, universal. Hoje, não temos isso, nem aqui na província, nem no Brasil. Há uma clara prevalência e império de uma rede nacional, que passa por cima de tudo e todos, qual um rolo compressor. Alguém poderá dizer, num cinismo retórico, que o Globo de lá, e a globinho de cá, se impuseram pela competência. Competência sem um mercado regrado, não é competência; é, sim, imperialismo! Que venha, rápido, urgente, para amanhã, uma Lei das Mídias para cá! Não pode ser somente o tamanho da conta bancária que balize o mercado; há que haver regras bem claras e incentivadoras de uma sadia concorrência. A continuar assim, a dupla Globo e Globinho continuará a mandar e comprar tudo ( rádios aqui, alí, acola, jornais idem, TVs uns 30 canais, revistas, editoras de livros, TVs por assinatura, provedores de internet, tudo, tudo, tudo... Absurdo! Não é à toa que o sujeito saia compulsoriamente da RBS, e, mal recolhidos os panos do para-quedas, torne-se senador, governador, deputado federal e escambal! Que venha uma "democratizadora" Lei das Mídias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eis uma teoria Gramsciana desimportante, surrada, reciclada e desaprovada por um país inteiro. Por que ainda insistem nessa bobagem de "Ley de Medios" a lá Hugo Chávez? Como é que gente que respira e lê jornal ainda repercute uma besteira bolivariana, tropicalizada no Foro de São Paulo e repercutida por um partido desacreditado, uma ideologia derrotada e por pessoas obsoletizadas por sua total falta de preparo ético e moral?

      Excluir
  9. Não consigo entender como uma Rádio que se diz super líder, com 70, 80% de audiência, se preocupe tanto com uma que tem 5 ou 10%. Tá na cara que não é nem assim. Não tem nada de ilegal comentar o jogo. O que tem é que ficou muito melhor ouvir a "comentada esportiva"a Guaíba, do que o papo furado dos prepotentes da RBS. Ninguém tá mais no papo deles. Só eles não sabem.

    ResponderExcluir
  10. O Pretinho Básico anunciou antes da Copa que iria fazer o mesmo tipo de transmissãoe uns dias antes falaram no ar que tinham sido proibidos.

    ResponderExcluir
  11. É muito agradável ouvir a narração pela Band (rede nacional)...

    ResponderExcluir
  12. A conduta desses arrogantes, pois se os classificar como cretinos ou idiotas os estaria ofendendo não pode passar em brancas nuvens.
    Somos segundo sei a única nação com dimensões continentais que concede, isto mesmo, concede, pois tanto os canais de rádio quanto os de TV são próprios do Estado Brasileiro, logo de sua cidadania. As instalações físicas apenas são desses arrogantes concessionários que odeiam a ideia de se ponha ordem nesse verdadeiro galinheiro.
    Como pode alguém ousar desafiar os senhores dos meios de comunicações que acumulam fortunas usando algo que não lhes pertence e que repito, são os canais de RÁDIO e TELEVISÃO?
    Só mesmo essa massa idiotizada para se submeter a esses cretinos que a entopem com o lixo de colocam no ar como novelas e outros do mesmo naipe.
    O tal galvão é uma besta endeusada por seus patrões.
    Quando havia somente rádio os locutores precisam dramatizar os jogos a fim de levarem os ouvintes a terem uma ideia do que ocorria nos estádios. Hoje esse chato denominado galvão se rasga gritando quando um tento é lavrado dando a entender que somos todos um bando de idiotas. Idiotas são o galvão e seus patrões. A repetidora local com seus veículos nos vende carniça por filé mignon. Exemplo claro é o erudito, culto como nenhum outro em nosso estado como o Dr. Coimbra que do alto de sua erudição incontestável ano passado decretou extinta a antropologia ao escrever que é Apolítico.
    São se coçar bando de retardados e encerro sugerindo que paguem seus tributos para poderem participar de licitações.

    ResponderExcluir
  13. Previdi, tu fala sério mesmo quando tu diz que a Guaíba tem uma equipe melhor que a Gaúcha?? Tu achas mesmo que o nando era importante para a Gaúcha? claro que não,pq se fosse não teria saído.
    Sei que tu tens ódio da RBS e 99% de quem te lê tb.Mas vamos falar sério Guaíba não tem a menor chance em tomar ouvintes da Gaúcha.Record tb quando comprou os direitos de transmissão das Olimpíadas fez o mesmo,nada mais justo afinal pagou pelo produto.
    Eduardo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fora o Macedo, o Scola e o Pedro Ernesto, a equipe da Gaúcha perde em muito para a da Guaíba (Não fosse o Juremir, a Guaíba seria imbatível "neste momento", como diz a campanha malandra do governo do estado). Nando Gross foi uma excelente aquisição e melhorará à medida em que espane o ranço que sempre acompanha um profissional de um microfone para o outro. Depois disto, será correr para o abraço. A Guaíba será líder diante da Gaúcha? Não. E nem precisa. Jamais precisou e não precisa. O nicho dela está consolidado e só falta saber vender melhor este ativo que é bem funcional e que poderá se tornar muito mais rentável. Tem é que saber vender.
      Aliás, falando em faturar, a Gaúcha com o Lauro e o Juremir aumentaria o faturamento bastante (pelo menos em 2014). Só teria de mudar a rádio de nome, na verdade um pequeníssimo ajuste: Rádio "Gauche".

      Excluir
    2. Na minha opinião o Nando Gross era o único comentarista lúcido da Gaúcha. Mas se o sr. gosta das insanidades e ideias retrógradas dos comentaristas da RBS, respeito.

      Excluir
    3. Na tua opinião, falaste bem.
      Não te conheço por isso não posso dizer que tu és insano ou atrasado, tenho por educação não ofender as pessoas,mas tb sei ofender.Problema é teu se gostas do Juremir e do Nando, eu não.Se tu tens algum problema com a RBS não me interessa.Toda vez que escrevo algo no blog do Previdi falo diretamente para ele.Insano e atrasado é tu!!!!!
      Eduardo

      Excluir
    4. Alguém que mantém em seus quadros Wianey Carnê como comentarista principal, não têm a melhor equipa...longe disso.
      Alias...nos repórteres da empresa, vai ser complicado tirar algum comentarista dali...achador têm aos montes...

      Excluir
  14. Grande João ( no duplo sentido, o carinhoso e o físico ),
    me ajude: todo dia, uma da tarde, saio a fazer minha caminhada diária. Então, usando meu móvel com fone de ouvido, fico curtindo tanto a gaúcha quanto a Guaíba. Tu nem imaginas o quanto eu queria também estar ouvindo os debates de vocês aí na Band. Porém, é a modernidade, ninguém mais usa o antigo radinho de pilha e os telefones moveis só possuem FM. Quando estou em casa eu ouço muito a tua rádio, que já era boa e ficou ainda melhor com a adição do L.C. Reque. Tu podes nos informar se há algum plano da direção em ter uma FM para partilhar o sinal da AM, full time? Abraços, gordinho ( na realidade, ex-gordinho ) simpático, e "take it easy" com o Prévidi que é, dos blogueiros, o que mais prestigia a Band.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É só baixar o TuneIn Radio, aplicativo Android ou IOS, que poderás ouvir a Band AM 640 com excelente som. Uma EXCELENTE alternativa ao Esfera Pública, o programa oficial do PT na Guaíba que certamente escutas com entusiasmo.

      Excluir
    2. A Band aos poucos tenderá ao desaparecimento total se não der jeito de migrar para FM.

      Excluir
    3. E demitir alguns por ali...

      Excluir
  15. Não assisto a globo e tampouco ouço a gaúcha. Não perco meu precioso tempo assistindo/ouvindo esta rede de comunicação responsável pelo abobalhamento do povo brasileiro. Sou GUAIBEIRA e passei um ótimo domingo ouvindo Nando Gross ( que eu não conhecia antes), seus colegas de Rádio GUAÍBA e convidados inteligentes falando sobre futebol, outras copas e noticiando o que acontecia nos jogos. Enquanto permitirem...

    ResponderExcluir
  16. Ouço a Gaúcha, Band e Grenal. As três são boas, especialmente as ultimas duas citadas. Dar audiência pra empresa de bi$pos da univer$al?? Jamais! A Guaíba era Guaíba antigamente, hoje perdeu a personalidade e pior, seguindo o modelo da Record/Igreja Univer$al, está cada vez mais copiando a Gaúcha, assim como a Record tenta sempre copiar a Globo. Abraços! Thiago. Encantado/RS.

    ResponderExcluir
  17. vou ouvir a Guaíba hoje, gostei da dica.A transmissão pela tv fechada ou tem comentaristas que fazem raríssimos e parcos comentários e narradores que só dizem obviedades. Na Gaúcha o Pedro Ernesto é de uma grossura atroz e não consegue fazer um comentário inteligente sem dar uma queimada nas obras da Copa para agradar os críticos do evento.

    ResponderExcluir
  18. É lamentável que a RBS, popular "Globinho" não permita que os outros trabalhem. Concorrência não é sinônimo de proibir as demais emissoras de laborarem, especialmente a Guaíba, a Rádio mais tradicional do Sul do país. Quanto a Band AM, com o devido respeito, trata-se de uma emissora que vive de terceirizações, inclusive dos seus funcionários, na expectativa de fugar das obrigações trabalhistas. Parece que a atual diretoria do Grupo Caldas Júnior - Record - está sabendo dar o real valor a emissora de seu domínio. Foi um absurdo não venderem os direitos de transmissão da rádio das copas. DANILO BELTRAMI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Empregar o verbo fugar no sentido de fugir está incorreto. Até essa polícia de quarteirão absurdamente disfarçada de milicos já aprendeu que fugar tem o sentido de afugentar ou compor música erudita em forma de fuga. Pela sua peculiaridade esse verbo tem limite em sua conjugação. Sugiro consulta a uma boa gramática.

      Excluir
  19. Hahahhahahah, esse Cyro Martins é mesmo um bolha. Quem trabalha lá ou já trabalhou lá sabe bem disso. O pessoal não fala nada por medo.

    ResponderExcluir
  20. Conhecida frase do frase do bardo (“a classe alta é o teatro da classe baixa”) motivou, de novo, minha presença aqui no blog. Evidente, quando W. Shakespeare registrou tal frase, certamente referia-se à época na qual as pompas da corte inglesa eram as únicas “superproduções” que o povo conhecia (os bem-nascidos viviam a aventura social com que a classe inferior mal podia sonhar). Mas, os tempos mudaram e, por conseguinte, pessoas ricas não tem mais qualquer interesse no imaginário popular – a não ser, claro, quando dão o curto passo que separa a notoriedade do escândalo. Uma situação que, além de satisfazer a curiosidade pela vida alheia e o natural gosto pela fofoca, só aumenta o fascínio – ou o desgosto.
    Enfim: independente de toda a polêmica que este assunto está causando, me pego pensando em uma situação: ao invés de constar na ainda inacessível “página da internet”, este tópico do Prévidi deveria ser recolhido para outra página mais duradoura, como as de uma revista. Melhor ainda, para um livro. Até porque, fosse um acontecimento ocorrido em alguma rádio Norte-Americana, apenas sacudiríamos a cabeça – “a vida é assim mesmo”, diriam algumas pessoas. Mas não: o lance ocorreu aqui mesmo na ‘aldeia’, gerou imensa comoção (os comentários acima não me deixam mentir) e, a partir daí, tal “feature” torna-se um teatro. Teatro como entretenimento, pois envolve um esporte (Futebol). Teatro social, pois envolve pessoas com alto poder aquisitivo. E teatro como fonte de curiosidade – todo mundo fala à respeito, todo mundo quer saber detalhes. Mal posso esperar os acontecimentos resultarem em uma minissérie dirigida pelo Jorge Furtado. Ou, vá lá, uma novela na Globo. Aliás, se isto acontecer, me convidem: Ficarei contente no papel de figurante. Não, minto: minha humilde pretensão é ser um pacato cidadão que aparecerá vinte e um segundos na tela, lendo notícias sobre o ‘affair Rádio Gaucha x Nando Gross’ no blog do Prévidi... ‘notebook Dell/NASCAR’ sob a mesa da praça de alimentação do Moinhos Shopping, aguardando encontro com uma passista de escola de samba (PS: E se não for pedir muito, sugiro aquela mulata fornida que apareceu na TV dia desses, vestindo camisa do Flamengo e calçando Havaianas brancas. Grato).
    With kind regards,

    Paulo McCoy Lava

    ResponderExcluir
  21. Alias como fez bem para a Guaíba a saida do Reche, para aqueles que achavam que era o fim do Gauiba, que nada foi a reivenção, uma boa sobrevida. Enquanto Isso a Band cada vez mais no rodapé, também com alguns antiprofissionais de lá é bem merecido.

    ResponderExcluir