Quarta, 19 de novembro de 2014



Atualizado diariamente até o meio dia.
Eventualmente, a tarde, notícias urgentes.










um Bom Dia! especial




Para dois amigos que, pelo que sei, moram em Imbé. Clóvis Heberle se divide entre Imbé, Porto Alegre e várias praias pelo Brasil. Está sumido do Blog do Prévidi. Carlos Sávio, assim como o Clóvis, foi meu colega no Zero Hora e na Assembleia Legislativa. Muita festa fizemos por Porto Alegre. O Sávio sumiu, não tenho notícias dele. Nem consegui uma foto.







ponto do dia



A PETROBRAS ESTÁ IGUAL
AO CONGRESSO NACIONAL: SÓ...




Além dessa papagaiada, coisa de otário, de impeachment de dona Dilma e intervenção militar, gente muito escrota, metida a entender de política, fica querendo culpar pessoas ligadas a este ou aquele partido pela já histórica roubalheira da Petrobras. Me irrita muito este papinho: "O PT continua roubando na Petrobras", "O PSDB deu início a roubalheira". Pior ainda é aqueles que vomitam, "Não é só o PT que está envolvido".
Meu Deus, basta ver os números, o valor das ações, por exemplo, para constatar que esses bandidos QUASE conseguiram terminar com a maior empresa brasileira. Qual a importância do partido dos ladrões? Ah, sim, serve apenas para discussão de boteco.
E eu pergunto: O que fazer com estes bandidos que quase conseguiram terminar com a Petrobras?
Por acaso vocês acreditam que uns criminosos que roubam milhões e milhões de dólares vão conseguir viver honestamente, ganhando 10, 15 mil reais por mês? Vão trocar as refeições do Fasano pelo refeitório de uma empresa? Não, meu amigos, não tem jeito! Esse tipo de bandido que roubou a Petrobras não tem nada de diferente do traficante, acostumado, do seu jeito, a ter os seus luxos na favela.
E acredito que esse tipo de gente não "se arruma" nem na cadeia. Só piora. O traficante continua mandando na sua boca através dos celulares; os bandidos, das empreiteiras e que gravitavam em torno da Petrobras, vão continuar mandando em seus negócios também, seja através do leva-e-trás de seus advogados ou mesmo de celulares.
Fazer o quê com essa gente?
-
Já escrevi que o Congresso Nacional não tem jeito. Isto não quer dizer que todos os deputados federais e senadores não prestam. Claro que não. Muitos são bons brasileiros. O problema é a instituição, que está podre há muito tempo. Não tem solução.
Da mesma forma, o símbolo da podridão da Petrobras é aquele prédio no centro do Rio de Janeiro. Assim como no Congresso, muitos funcionários são bons brasileiros. Mas a instituição é tão podre como a cara daquela mulher, que simboliza tudo isso, que é a presidente Graça.
Não tem jeito.



* * * * *



ponto midiático



COMEÇOU O FESTIVAL DE "PRÊMIOS" PRO ZERO HORA!!

A temporada iniciou ontem com a divulgação do Top de Marketing da ADVB.
Em Comunicação, o "destaque" foi para o Zero Hora, com o case "ZH 50 anos - A celebração que marca a transformação de Zero Hora".
Hahahaha!!!!!!

--

PLENI, O IDIOTA - A arrogância do sujeito não tem limites. Quem sofre são os funcionários da Rádio Gaúcha. E, lógico, o que ainda resta de ouvintes - ouvintes, não estou tratando de rádios ligados.
Ontem, pleni, o idiota, mandou demitir a telefonista da madrugada da emissora. Quem atende agora é a moça da Zero Hora.
Vamos ver o que faz o sindicato da categoria, MPT, etc.

--

PLENI, O IDIOTA - 2 - Foi demitido nesta manhã Leonardo Freitas, operador da central técnica da Rádio Gaúcha.
Pleni, o idiota, exige a cabeça de mais 5 na técnica para fechar as contas do ano.
E o passaralho continua. Ele promete mais.
Desde o início da semana, pleni, o idiota, está sempre com um sorrisinho.

--

CONTRA FERNANDO CARVALHO - A direção do Sindicato dos Radialistas/RS entrou ontem com representação na OAB/RS, contra o advogado Fernando Carvalho que está atualmente atuando no programa Sala de Redação da Rádio Gaúcha. No ofício está claro que o exercício ilegal da profissão é crime e o advogado e dirigente do Inter "está de forma irregular atuando como penetra em nosso mercado de trabalho"

--.

"PENSE" CARROS - Recebo:

Tudo bem que o Gilberto Leal esteja mais pra Paulo Santana do que Davi Coimbra - pela idade, mas não dá pra deixar de rir do Pense (??) Carros, o classificados de veículos que se acha Caderno de Veículos. Tocado a seis mãos (e nenhum cérebro) por jovens corpos femininos, o espaço está "eivado de discrepâncias", como diria Paulo Brossard de Souza Pinto. Erros de português, erros técnicos e falhas de revisão. Credibilidade zero, conhecimentos idem.
Já foi muito relevante no País e ruma ao mesmo patamar do jornal: coluna humorística.
Anexo apenas uma página do site, esta com 3 erros em sequência.  Fiquei com vergonha de postar as restantes.

(clica em cima que amplia)



--

QUALIDADE NO CONTEÚDO - No Diário Gaúcho. Recebo:
Saiu na edição “di onti” – A notícia se referiu a um toque de recolher, determinado por traficantes do bairro Teresópolis.


--

ESCOLINHA ZH - Capa do Correio do Povo online:

Bancos têm que instalarem caixas eletrônicos para cadeirantes

--

NOVA "ATRAÇÃO" - Publico o comentário do Eduardo Escobar sobre o novo programa da Rádio Gaúcha, Timeline, porque não ouvi. E não pretendo. Gosto muito do Potter na Atlântida e no Patrola, da RBS TV, e do David Coimbra quando escreve. Como diz aquele personagem do desenho animado, "não vai dar certo".
Escreve o Eduardo:
Quero fazer justiça e me retratar.
Ontem eu postei um comentário sobre o novo programa da Rádio Gaúcha, o Timeline, que entrou no lugar do Polêmica, que era apresentado pelo Lauro Quadros.
Pois bem, acho que não deveria ter detonado o programa no seu primeiro dia, porque além de ser a estreia, e nas estreias muita coisa pode dar errado, a gente ainda tem uma lembrança e uma referencia muito boa, que era o gigante Lauro Quadros.
Então resolvi dar uma nova chance ao programa e hoje escutei a segunda edição e quero fazer justiça.
Eu disse que o Potter e o Coimbra gaguejam muito.
É mentira! Eles não sabem o que vão falar, e isso é diferente de gaguejar.
E a Kelly Matos não é fraquinha. Como diz o meu guru Daniel Jaeger Marques ela é bem fortinha, se é que vocês me entendem. Mas pro rádio tá difícil.

--

OLHA QUE MARAVILHA! - Só com a ajuda dos universitários:

por Eduardo Torres - 17/11/2014 | 16h13
Bairro da Zona Sul de Porto Alegre registrou três assassinatos entre o final da manhã e a tarde desta segunda.
Dois homens foram uma mulher foram mortos em pontos diferentes da Restinga.




* * * * *



ponto g



CAMINHADA CONTRA PEDOFILIA - No próximo domingo, dia 23, será a vez de Porto Alegre se juntar à marcha contra o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes com a 1ª Caminhada da Galerinha contra a Pedofilia. Organizado pelo Instituto Visão Social e pela Fundação O Pão dos Pobres, representantes oficiais no RS da campanha ‘Todos contra a Pedofilia’, o evento ocorrerá a partir das 9 horas no Parcão e contará com a presença do promotor de justiça mineiro Casé Fortes, idealizador do movimento nacional.
-
Conforme Fortes, é preciso muito debate e troca de informações a respeito deste crime que está muito próximo de todos nós. É preciso ir às ruas, falar desse tema nas escolas, igrejas, repartições públicas, empresas e outros locais para enfrentarmos o problema de convivermos com pedófilos.
“Na maioria dos casos denunciados, o pedófilo é alguém conhecido da vítima ou até mesmo membro de sua própria família. Também pode ser alguém desconhecido, que a aborda via internet. Por isso, preste muita atenção no dia a dia de seus filhos. O silêncio gera a impunidade e a informação é a maior arma contra a pedofilia. Procure um promotor de justiça em sua cidade ou o Conselho Tutelar e denuncie. Pedofilia é crime”, afirma.

--

VEM PRO SUL CHEGA A PORTO ALEGRE - O festival Vem Pro Sul, que tem percorrido o Estado promovendo atividades gratuitas nas áreas de esporte, cultura e gastronomia, chega a Porto Alegre nos dias 22 e 23 de novembro (sábado e domingo) para encerrar o festival.
O evento, aberto ao público, é uma realização da Associação Brasileira dos Esportes de Praia (ABEP) e Prefeitura de Porto Alegre, produção do Grupo Austral, patrocínio da NET e financiamento PRÓ-ESPORTE/RS.
No sábado, a programação inicia às 8h e vsi até às 17h com atividades esportivas nas áreas de futevôlei, slackline, beach tennis e stand up paddle No dia 23, domingo, das 8 às 20h o evento terá as oficinas na área do esporte, além de cainhada e corrida rústica, ação social dos médicos do sorriso, 4 deliciosos food trucks e shows com as bandas Reijow e Chimarruts.
O Vem Pro Sul já passou por Rio Grande, Pelotas, Santa Maria, Caxias do Sul e Uruguaiana.

--

O MINGAU DO TELEFONE - Léo Iolovitch escreve:
Ontem passei num local onde TODAS PESSOAS FALAVAM AO TELEFONE.
Então lembrei do MINGAU, que trabalhava na antiga CRT e conquistava as mulheres com a simples promessa da instalação de uma linha...
Lembre aquele tempo e divirta-se com MINGAU E OS TELEFONES. Clique no link abaixo:
http://www.olivronanuvem.com.br/site/mingau-telefones.html

--

IRONIA DO ZH

(clica em cima que amplia)



--

SEXO ORAL SEM CONSENTIMENTO DÁ CANA!

Nos Estados Unidos. Leia (e vá imaginando a cena):

Megan Davis Hoelting, de 31 anos, foi presa após invadir a casa de um amigo do seu marido no condado de Williamson (Texas, EUA) e fazer sexo oral sem o consentimento do morador.
De acordo com o boletim de ocorrência, obtido pelo site "Smoking Gun", Megan entrou na residência por uma porta destrancada. O morador relatou ter acordado com a invasora agarrando as suas pernas e vestindo apenas roupa íntima. Depois, ele sentiu a mulher iniciar o sexo oral.
Ao perceber de quem se tratava, o morador ordenou que Megan deixasse a casa. A invasora se recusou e a sua vítima chamou a polícia.
A mulher foi indiciada por invasão de residência e ataque sexual. Sua ficha corrida inclui furto, agressão, intoxicação em público e fuga da polícia.



* * * * *



ponto da piadinha






* * * * *



ponto final



AFINAL, A RBS NÃO ARROTA
QUE É UM EXEMPLO DE ADMINISTRAÇÃO?



MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO 
MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO 
Procuradoria do Trabalho no Município de Caxias Do Sul

PORTARIA DE IC Nº 451.2014 DE 13/11/2014
PROCESSO Nº: 000659.2014.04.006/0
INQUIRIDA(S):RBS PARTICIPAÇÕES S/A (SUCESSORA DA TELEVISÃO GAÚCHA S/A.)
CNPJ Nº 68.737.857/0001-22
AVENIDA ÉRICO VERÍSSIMO, Nº 400, 5º ANDAR, PORTO ALEGRE/RS, CEP 90560180
TEMA(S): TEMAS: 09.04. - CTPS E REGISTRO DE EMPREGADOS, 09.14.06. - Salário 
Mínimo Nacional, Normativo ou Profissional
O Procurador do Trabalho ao final subscrito, no uso das atribuições que lhe são 
conferidas pelos artigos 129, III, da Constituição Federal, 6º, VII, “a” e “d”, e 84, II, da Lei 
Complementar 75/93, e § 1º do artigo 8º, da Lei 7.347/85, e considerando
o contido nos autos do expediente epigrafado, noticiando irregularidades a serem 
apuradas por este Órgão Ministerial;
e que essa conduta exige a imediata intervenção do Ministério Público do Trabalho, 
instituição responsável, no âmbito laboral, pela defesa da ordem jurídica, do regime democrático 
e dos interesses sociais e individuais indisponíveis (artigos 127 e 129, III, da Constituição 
Federal);
RESOLVE:
I - INSTAURAR, nos termos da Resolução CSMPT nº 69 de 12 de dezembro de 2007, 
Inquérito Civil para apurar em toda a sua extensão a conduta lesiva praticada pela empresa 
acima qualificada, bem como de seus representantes, prepostos ou agentes, e buscar elementos 
para a adequação administrativa ou judicial dessa conduta, visando a defesa da ordem jurídica, 
do regime democrático de direito e dos interesses sociais e individuais que ao Ministério Público 
incumbe;
II - DESIGNAR, para secretariar os trabalhos, os servidores Ivyson do Vale Longoni, 
Rodrigo Ricardo Fernandes, Sílvia Regina Santiago, Simone Guisso Konig, Paulo Streb Vieira e 
Verônica Angela Reckziegel, todos lotados nesta unidade do MPT;
III - PUBLICAR esta Portaria, afixando-se, pelo prazo de 30 dias, em quadro próprio no 
átrio desta Procuradoria, e postando no endereço http://www.prt4.mpt.gov.br;
IV – DETERMINAR o regular prosseguimento da investigação, mediante a 
implementação das determinações já exaradas pelo Procurador(a) oficiante nos presentes autos.

Caxias Do Sul, 18 de novembro de 2014.
Rodrigo Maffei
PROCURADOR DO TRABALHO


8 comentários:

  1. Pitacos:

    1 - A gritaria da classe em relação à participação do Fernando Carvalho no Sala...não foi feita antes contra o Cacalo?

    2 - Essa da americana invadir a casa do amigo do marido pra tomar leite: e ainda há pessoas que acham que é em sites pornôs onde se encontrariam os relatos sexuais mais inusitados...

    3 - Uns 2 ou 3 anos atrás, após ler uma matéria (que nem lembro mais o que era) no caderno sobre carros da ZH, que continha informações absurdas, escrevi pro email do Gilberto Leal alertando sobre os erros na referida matéria. Creio que, como escrevi de forma educada, assim também foi a resposta do Gilberto Leal, reconhecendo os equívocos que apontei, mas eximindo a ele (e sua equipe) de culpa, pois segundo me respondeu, apenas fizera uma tradução de um artigo que havia saido de uma agência internacional de notícias. O que apenas corrobora minha ideia de que em tempos de globalização, editoria de mundo de empresas jornalísticas sediadas em fim de mundo (RS/Porto Alegre), localizadas em país periférico (Brasil) nada mais é do que um terminal de computador com acesso a internet, onde o estagiário faz tradução de artigo da Reuters, AP, etc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cavalo acho que têm licença para tal...já nos anos 80 era da finada rádio sucesso com o denardin,garcia e cia ltda

      Excluir
  2. Prévidi
    1- Impeachment não é papagaiada, nem coisa de otário. O Collor por muito menos foi queimado em praça pública com hurros e vivas do PT. Ou esqueceu do discurso do Lula na época, conclamando os brasileiros a nunca mais esquecerem a lição?
    Um partido não pode se apoderar de um Estado e saqueá-lo impunemente.
    Se a imprensa acha isso normal estamos a caminho do totalitarismo.

    2- O Pleni Idiota, nunca foi pleni, nunca tomou uma decisão na vida, nem saberia como fazer, apenas executa o que seus chefes mandam. O que está acontecendo é mais uma etapa do corte de custos da consultoria Galeazzi. Quando vai terminar? Ninguém sabe. Pode ser que a empresa termine primeiro por falta de funcionários.



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Collor por muito menos" - tu não sabes NO que o Collor mexeu, nos interesses que apenas cutucou. Te basear em discurso do Lula e do PT é sim uma babaquice.
      Impeachment quando ela é reeleita? Golpe! pelo menos deixa assumir. Nem o FHC apoia uma bobagem dessas.

      Excluir
    2. "Um partido não pode se apoderar de um Estado e saqueá-lo impunemente"

      Um partido? PT, PP, PMDB, PSDB e muitos outros....
      Ou esqueceu que o doleiro delator tem origem no PSDB, que todas as construtoras denunciadas doaram mais de 20 MILHÕES para a campanha do Aécio Neves....

      Excluir
  3. E a Pampa? Vai ser vendida ou não?

    ResponderExcluir
  4. Caro amigo Prévidi: abaixo texto que publico em jornal local de Taquari. Abraços.

    A Crise na Petrobrás
    Há alguns meses, andei escrevendo um artigo, publicado aqui neste semanário, no qual apliquei a metáfora que “extrair petróleo do pré-sal é o mesmo que minerar em Marte”. Neste artigo eu forneci argumentos técnicos e científicos que não são somente meus, mas de muito competentes especialistas da área: traduzindo, não há no mundo tecnologia disponível que garanta segurança para alguém retirar óleo no mar a 5, 6, 7 quilômetros abaixo da linha d’água. Temos que entender também, mesmo que sejamos um país soberano, que há certas regras em níveis mundiais que estabelecem limites aos riscos de acidentes (e trágicos vazamentos) no alto mar. Esta introdução quer apenas afirmar o erro primeiro feito quando da capitalização feitas alguns anos trás: pegou-se mais de 70 bilhões de dólares do mercado com o objetivo de investir no pré-sal. Em oito anos o que deu? Praticamente nada! O nível de produção está estabilizado (não saímos dos 2 milhões de barris/diários), gastou-se sabe-se lá como o dinheiro da capitalização, e a empresa cresceu como rabo de cavalo ( prejuízos ao país, aos investidores e aos funcionários!). Mas a questão, agora, não é esta, e sim a (brutal) crise que a empresa está passando em vista da corrupção em seus quadros.
    Já se fala em 21 bilhões de prejuízo por obras superfaturadas, propinas a entes públicos, propinas a altos funcionários, etc.. Jamais na história republicana do nosso país tivemos tal crise institucional decorrente da generalização da corrupção. A crise é tão grande que até mesmo o Ministro-chefe do STE, Doutor Toffoli, (indicado pelo Presidente Lula) já “insinua” não dar posse à presidente eleita (que crise!). Já são dezenas de presos entre entes públicos, funcionários da Petrobrás e empresários (com a deleção premiada, todo mundo que “entregar” todo mundo para salvar sua pele).
    Com todo o respeito aos que pensam em contrário, só há uma solução para o caso da Petrobrás e outras estatais nossas, a imediata privatização. Se a Petrobrás fosse uma empresa 100% administrada por profissionais (gente da mais alta competência, buscada a peso de ouro no mercado) certamente a situação seria outra; mas não é assim, nem nunca será (e isso independe de quem está no poder, se PT, PMDB, PSDB. Altos cargos de gerenciamento numa estatal do estofo da nossa Petrobrás – Diretoria de Abastecimento, Diretoria de Contratos, de Serviços – quando nas mãos de “indicados políticos” serão, certamente, fontes de corrupção). O problema do atual governo é que se somou aos endêmicos casos de corrupção um elaborado novo esquema de extorsão aos fornecedores para abastecer os cofres partidários, basicamente do PP, PR, PMDB e PT. Inicia como “uma causa nobre”: vamos pedir uma ajuda ao empreiteiro tal para nossa próxima campanha. Mas na medida em que o dinheiro entra já começa a confusão mental: isso é meu ou do partido? Na dúvida, deposito uma parte em meu nome num dos inúmeros paraísos fiscais à disposição.
    Presidente Dilma, em nome do país, da governabilidade, da democracia, por favor, inicie logo um processo de privatização da Petrobrás. Qual o interesse estratégico a Petrobrás ter distribuidoras de petróleo, postos de gasolina, refinarias (a de Recife, em construção, sairia no orçamento original por 5 bilhões de reais; já está em 23 bilhões, e subindo!)? O interesse estratégico é o país ter o absoluto controle das jazidas, do solo e licitá-los aos interesses nacionais e internacionais, dentro do regramento estabelecido pela nossa soberania (executivo e congresso). Neste momento, crucial, urge o uso do pano presidencial para fazer uma limpeza na empresa. Demitir TODA a direção por absoluta incompetência!

    ResponderExcluir
  5. Prévidi: matéria que publico em jornal local de Taquari.

    A Crise nos jornais e revistas
    O grande jornalista José Prévidi (do conceituado e altamente visitado blog do Prévidi) tem se dedicado nos últimos tempos a debater a crise na imprensa gaúcha, notadamente no jornal escrito, ou jornal-papel. As pessoas, principalmente os jovens, não tem mais olhos para este tipo secular e tradicional de mídia: eles só têm olhos para seus finíssimos smart fones com suas múltiplas plataformas de comunicação e informação. Zero-hora, Correio do Povo, Jornal do Comércio, O Sul, O Pioneiro, todos têm suas tiragens diminuídas dia-a-dia. O grande problema é que, como corolário disso tudo, vem o desemprego, brutal e desumano.
    O nosso querido Rio-Grande sempre teve uma imprensa dinâmica e polêmica. Tudo começou, lá em 1827, com o Diário de Porto Alegre. Depois vieram, a partir de 1863, os Jornal do Comércio, os partidários A Reforma e A Federação, o nosso querido semanário O Taquariense em 1887, o Correio do Povo em 1895. A Zero-hora, hoje, disparado, o maior vespertino do estado, inicia (com o título Última-hora) como um projeto do saudoso jornalista Samuel Wainer no início dos anos 60 do século passado. É no Zero-hora e na rede RBS, por serem os maiores, que a crise bate mais forte.
    Mas muitos (e eu me incluo entre estes muitos) não consideram este episódio, em si, uma tragédia: produzir jornais em papel significa também derrubar árvores, milhões de árvores. Só para termos uma base, o maior jornal do Japão, o Yomiuri Shimbum tem ( ou tinha) mais de 14 milhões de jornais diários! Isto significa milhões de árvores derrubadas, 60 rotativas girando e consumindo energia, 2.700 caminhões transitando e jogando gás carbono à atmosfera (já muito poluída do Japão). O mundo moderno, mundo no qual a emissão de carbono e consumo de energia virou uma praga, um mal, isto não pode nem deve ser mais aceito. Tudo o que o Yomiuri Shimbum informa em papel, pode ser informado em bites na tela de um computador, smart-fones, tablet, etc., com emissão de carbono e consumo de energia bem, mas bem menores!
    Acredito que, como consequência deste processo, os jornais ficarão mais ou menos assim: os grande, da capital, serão reduzidos em número e em tiragem, ficando sua distribuição racionalizadas aos grandes centros urbanos. Nas pequenas comunidades, Taquari inclusa, ficarão pequenos jornais, cada vez mais semanários, com tiragens reduzidas e adequadas à necessidade do leitor local.
    Só como referência final, a famosa revista VEJA – semanário da Editora Abril iniciado em 1968 – ainda mantém uma grande tiragem, mas tem grave problema de distribuição. Aqui, na nossa Taquari, eu tive de cancelar minha assinatura de mais de 30 anos haja vista a mesma chegar em minhas mãos ( e olhos ), problema de logística insolúvel, somente nas quintas-feiras – enquanto que em São Paulo, Porto Alegre ela chega, às bancas e residências, já no domingo à noite.

    ResponderExcluir