Sexta, 10 de julho de 2015



Atualizado diariamente ao meio dia.
Eventualmente, a tarde, notícias urgentes.









CONFRARIA DO CACHORRO QUENTE:
ENCONTRO HISTÓRICO EM MONTEVIDÉU!

É evidente que os participantes da Confraria do Cachorro Quente são conscientes e estão preocupados com o rumo da economia mundial. Estamos plenamente informados da situação econômica do nosso país, porque vivemos intensamente cada momento. Sim, a preocupação é grande.
Como estamos ainda no meio do ano e até dezembro temos um longo caminho, quiçá tortuoso, teremos que ter um momento de lazer extremo, quando vamos, por alguns momentos, esquecer a crise - mesmo que não se saiba direito o que isso significa.
Diante disso, a CCQ está se mobilizando para passar alguns dias no vizinho país, com o objetivo de observar a situação econômica dos nossos hermanos. E pretendemos ainda constatar se eles conseguem manter a qualidade de seus panchos e chivitos. Como não somos bobos vamos aproveitar para comprar alguns acepipes que só são encontrados por lá, além de algumas iguarias fronteiriças.
Numa sexta-feira da primeira quinzena de dezembro zarparemos, em uma van, para a capital uruguaia, com rápida parada na fronteira para abastecimento individual. Ainda não sabemos se todos ficarão no mesmo hotel ou adotaremos o "cada um por si". Retornamos na segunda, com nova parada na fronteira, para compras natalinas.
O grupo ainda está em formação.
-
Ontem, realizamos o 13º Encontro da Confraria do Cachorro Quente, no  Pugg's Hot Dog, na esquina da avenida Osvaldo Aranha com rua Santo Antônio. Muito legal.
Olha só:








--

MILITARES PRESSIONAM SENADO

A revisão da Lei da Anistia da ditadura sucumbiu à forte pressão militar exercida pelos comandos do Exército, Marinha e Aeronáutica na manhã de ontem no Senado Federal. Esta é a certeza do senador Randolfe Rodrigues (PSO-AP), autor da proposta de lei rejeitada numa sessão rápida e esvaziada da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE): apenas cinco dos 19 senadores que integram a comissão estavam presentes.
Por votação simbólica, na sessão presidida pelo senador Aloísio Nunes Ferreira (PSDB-SP), apenas dois senadores — Lasier Martins (PDT-RS) e Lídice da Mata (PSB-BA) — votaram a favor da proposta que redefine crimes conexos, excluindo dos benefícios da anistia os agentes da repressão que torturaram e mataram no período de 21 anos da ditadura.
"Nos últimos dias, vários senadores me relataram o assédio que sofreram de emissários das Forças Armadas que pregavam a manutenção da impunidade que a anistia de 1979 garante aos torturadores no Brasil", revelou o senador Randolfe Rodrigues.
O esvaziamento da sessão da CRE confirma a denúncia do senador do PSOL, que apresentou em 2013 o seu enxuto projeto de lei (PLS) 273, que se fundamenta em apenas cinco linhas do Art. 1º: "Não se incluem entre os crimes conexos, definidos no art. 1º, parágrafo 1º da Lei nº 6.683, de 28 de agosto de 1979, aqueles cometidos por agentes públicos, militares ou civis, contra pessoas que, de qualquer forma, se opunham ao regime do governo vigente no período por ela abrangido".

--


MUNDO MIDIÁTICO - 1

Band dispensa estrelas

Do Paulo Bogado, no Facebook:

Caros amigos e amigas, venho através deste post informar que acabo de me desligar do Grupo Bandeirantes e quero muito ....mas muito, agradecer a todos que deixaram que eu entrasse em suas suas casas todos os dias por estes 4 anos. A vida é feita de desafios e estamos prontos para novas jornadas.Um beijo no coração de cada um de vocês. Obrigado.
-
Com todo o respeito ao Ribeiro Neto, mas não tem pique para substituir Paulo Bogado no Brasil Urgente local.
Ribeiro é do futebol e ponto.
Sem comparações, lembro das vezes que tentaram transformar Luiz Carlos Reche em apresentador do Balanço Geral, na TV Record, e até mesmo na Band, com um programa de variedades. Não é a praia do Reche.
Assim como não é a do Ribeiro Neto.
Além disso, a direção da Band está promovendo o desmonte da TV, coma demissão até mesmo de estagiários.
(Se der traço, a culpa vai ser o RN)

-

Recebo:

Falando sério: é triste ver o Cascatinha sendo mandado embora mas, sinceramente, o rádio aqui acabou, jornalismo não existe mais. Tem que fazer como a Pampa. O negócio é acabar com funcionário-padrão e botar estagiário prá fazer gilete-press no microfone.
O mercado de trabalho aqui vai ser assim. Um mandando num rodízio de estagiários ganhando 400 reais por mês. De que adianta ter 10, 15 ou 25 anos de "casa", isso não quer dizer nada. No dia seguinte, você não é nada, é só mais um.
Hoje um jornalista com "25 anos de casa" vale tanto quanto um estagiário que não sabe diferenciar paroxítona de proparoxítona. Vamos combinar que esse choro de leite derramado porque estão demitindo jornalistas é choro de ludista. O jornalismo acabou. Quanto ao Cascatinha, espero ele num lugar melhor, porque a Band eu deixei de ouvir faz tempo.
-

A direção da Bandeirantes não permitiu que Fernando Albrecht se despedisse das pessoas que o acompanharam por 12 anos.
A direção da Bandeirantes não permitiu que Paulo Bogado se despedisse de seus telespectadores, que por quatro anos o acompanharam no Brasil Urgente.

--

FOTO MAIS IDIOTA DA SEMANA


O crucifixo marxista do Zacarias Morales.





--


MUNDO MIDIÁTICO - 2

Lembram desta nota de ontem?

REEDIÇÃO DA REVOLUÇÃO FARROUPILHA
Claro, em 20 de setembro é a data aprazada.
Como a degola foi uma característica da revolução federalista, terão os pescoços arrancados do corpo um número extraordinário de profissionais que não vão conseguir "se superar".
Esses revolucionários...

O Blog do Prévidi sabia antes dos come... executivos.

--



QUEM SOU EU?




Não tem dica. Virem-se.
-
Todo dia uma dica.
Quem acertar primeiro, ganha um brinde do Blog do Prévidi.
-
Respostas para jlprevidi@gmail.com
-
Ontem foi mais difícil.
Apenas dois acertos: o canoense Cristiano Barbosa Vieira e Raul Ferreira.
Vários Chutes: Antônio Britto, Mano Changes entre outros.



Na foto o estudante de jornalismo Jairo Jorge, atual prefeito de Canoas.

--


MUNDO MIDIÁTICO - 3

Boazinhas da semana:


Polícia e bandidos trocam tiros no centro de Parobé
Eles foram perseguidos por terem roubado um carro em um bairro do município. Três homens ocupavam os veículos.

Três homens suspeitos de terem assaltado um homem

-

Ingressos para Grêmio x Criciúma já está à venda para sócios

-

Polícia cumprirá reintegração de posse na prefeitura de São Leopoldo

Prédio está ocupado por cerca de professores em greve

-
Mega-Sena não tem vencedor e prêmio acumula

-
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 35 milhões no próximo sábado (11)
Ninguém acertou as seis dezenas nesta quinta-feira (9)

-

Protesto de moradores de ocupação provoca lentidão na Capital


--

A JORNALISTA CUIDADORA DE ANIMAIS


Apaixonada por animais, a jornalista Beatriz Araújo decidiu, no fim do ano passado, dar um tempo na profissão e se dedicar a um trabalho muito prazeroso: passear e cuidar de animais de estimação na residência dos peludinhos. “Como adoro cachorros e gatos, criei a Mi-Au da Bia Pet Sitter, em que cuido do bichinho em seu ambiente, onde estão acostumados, evitando o estresse”. É um serviço para pessoas que ficam muito tempo fora e não têm como passear ou brincar com o seu animal, ou para quem viaja e quer segurança. A missão da Mi-Au da Bia é o bem-estar, a segurança, a responsabilidade e a tranquilidade para os animais, e claro, para os seus donos.
As visitas duram cerca de uma hora e neste período, no caso dos gatinhos, é feita a higienização das caixas de areia, a troca de água e a ração. O resto do tempo é de muito cafuné e brincadeiras, deixando o peludinho relaxado e feliz. No caso dos cães, são realizados passeios e atividades ao ar livre, estimulando seu potencial, além de gastar energia. É feita uma primeira visita para conhecer o animal e também saber quais as recomendações e hábitos a serem respeitados.  Após o atendimento, o responsável recebe, por meio eletrônico, um breve relatório e fotos de seu peludinho para matar a saudade.
Entre em contato com a Mi-Au da Bia Pet Sitter pelo (51) 9856.1691/3339.4262; pelo facebook.com/miaudabia ou pelo miaudabia@gmail.com

--

SEGURANÇA DA OI

A Oi oferece a seus clientes um guarda-chuva de serviços de segurança móvel, o Oi Segurança, que inclui, dentre suas funcionalidades, a localização do aparelho celular. O Oi Segurança entrou no portfólio de serviços de valor agregado da Oi no final de 2014 e, em menos de seis meses, já superou a marca de 1 milhão de clientes com os produtos Antirroubo e Proteção Completa.
Com o Antirroubo, o cliente da Oi pode realizar diversas ações remotamente no seu smartphone ou tablet via SMS ou web em caso de perda ou roubo. As principais funcionalidades são a localização do aparelho (que é enviada por e-mail ao cliente), bloqueio remoto do aparelho, gerenciamento do conteúdo, disparo de alarme e captura de foto de quem está tentando utilizar o equipamento. O cliente pode contratar uma, três ou cinco licenças para proteger seus dispositivos, de acordo com a sua necessidade e de sua família.
-
A assinatura mensal do Antirroubo custa R$ 3,90 (um dispositivo), R$ 8,90 (três dispositivos) e R$ 12,90 (cinco dispositivos). Já o Proteção Completa, possui todas as características do Antirroubo, além de proteger o dispositivo contra vírus, spam e outras ameaças digitais. A assinatura mensal do Proteção Completa custa R$ 5,90 (um dispositivo), R$ 14,90 (três dispositivos) e R$ 19,90 (cinco dispositivos). Os produtos estão disponíveis para smartphones e tablets Android e computadores Windows.
Mais informações estão disponíveis no www.oiseguranca.com.br

--

PENSANDO BEM

Bandido chinelão (4)





Perto desses bandidos envolvidos na roubalheira da Petrobras, Renan Calheiros não passa de um ladrão de galinhas muito pé-de-chinelo!

A 14ª Vara da Justiça Federal de Brasília atendeu a pedido do Ministério Público Federal e abriu ação civil de improbidade administrativa contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). A decisão foi publicada no "Diário de Justiça" da Primeira Região no último dia 16.
Uma ação de improbidade pode levar a punições como devolução do dinheiro que eventualmente tenha sido obtido de forma ilegal, perda de bens, pagamento de multa e também pode acarretar inelegibilidade.
Com a decisão da 14ª Vara, o senador passa a ser réu na ação civil e poderá apresentar sua versão. Depois, será a vez do Ministério Público enviar a réplica. Renan ainda poderá recorrer para pedir o fim do processo.
À noite, o presidente do Senado divulgou a seguinte nota: "Trata-se de uma pseudo denúncia muito antiga, café requentado com óbvias motivações. Mas, como sempre, de forma clara, pública, como já o fiz há 8 anos, farei todos os esclarecimentos que a Justiça desejar. Nada ficará sem respostas concretas e verdadeiras."
Renan Calheiros também é alvo de investigação na Operação Lava Jato, sob suspeita de ter recebido dinheiro desviado da Petrobras. Ele nega irregularidades.
O caso
A Procuradoria da República do Distrito Federal  enviou a ação à Justiça em setembro do ano passado. Renan foi acusado de ter recebido propina da construtora Mendes Júnior para pagamento de despesas de uma filha com a jornalista Mônica Veloso.
Depois da decisão do juiz Waldemar Claudio de Carvalho, a defesa de Renan tentou questionar informações da ação, mas, em decisão publicada no último dia 30, o magistrado manteve a decisão sobre a continuidade da ação civil.
Pelo episódio, Renan também foi alvo de denúncia criminal da Procuradoria Geral da República ao Supremo Tribunal Federal, mas a abertura de uma ação penal ainda será julgada pela Corte.
Segundo o MP, Renan forjou documentos para justificar o dinheiro que recebeu da construtora e enriqueceu ilicitamente. Também é alvo da ação civil Cláudio Gontijo, que atuava a favor da Mendes Júnior e fazia os pagamentos.
O episódio envolvendo Mônica Veloso, desvendado em 2007, levou Renan na ocasião a renunciar ao cargo de presidente do Senado.

--

ZOO FAZ ENQUETE NO BLOG DO PRÉVIDI
QUAL O NOME DO VEADINHO?


PRIMEIRA PARCIAL

Os 5 mais votados:

- Jean Wilis
- Jeanwillys
- Bamby
- Gaudério
- Cidade Baixa




Você está convidado a decidir sobre o nome do novo integrante do Zoológico.
É um FILHOTE DE VEADO!
Todos os cervídeos apresentam ao nascimento pintas brancas no dorso e na região lateral do corpo, as quais desaparecem com a primeira muda. É uma forma de camuflagem.
Entendeu? Eles se camuflam!!
-
Vamos lá, usem a criatividade!
Dê (ui!) o seu voto em jlprevidi@gmail.com

--

PIADINHA


Do Sensacionalista:

Para lutar contra o racismo, Pelé pinta o rosto de preto



O racismo é um problema que tem mexido com várias celebridades brasileiras. Michel Teló, em protesto contra esse mal, pintou metade do seu rosto de negro. Pelé gostou da iniciativa e embarcou no protesto, pintando, também, metade do seu rosto: “Os brancos também têm que lutar contra o racismo, pois é um mal que afeta a todos nós, entende?”
Um estudo realizado no mês passado mostrou que 92% dos brancos que fazem blackfacetambém são favoráveis a outras medidas para ajudar os negros. São elas:
– Acabar com as cotas em universidades, pois isso os deixa mal acostumados.
– Impedir que sua filha(o) namore um negro(a), afinal eles precisam fortalecer o povo deles e não ficar se embranquecendo.
– Conscientizar os negros para entender que lápis cor de pele não pode ser o lápis preto.
– Conversar diariamente com um negro, afinal, é importante também conversar com a empregada.
– Usar camisa 100% branco para que os negros se fortaleçam ao saber que todos têm direitos iguais.

7 comentários:

  1. Realmente tá bem difícil ouvir rádio.
    Sou um viúvo da Ipanema (lá dos tempos antigos!). Mas gosto de ouvir notícias tb. Tentei ouvir a band na FM. Depois de vários minutos de propaganda, entrou o apresentador, Rech, leu mais TRÊS comerciais. Aí eu pensei: agora vai!
    Nada. Ele começou OUTRO comercial, daqueles merchandising mais descabidos...
    Larguei!

    ResponderExcluir
  2. Falando em rádio de novo:
    Acabei de ouvir na gloriosa Gaúcha(14h50). Um tal de repórter Paulo Rocha, relatando a tentativa da Brigada Militar de entrar na Prefeitura de São Leopoldo, que "dezenas ou centenas" de manifestantes impediram.
    DEZENAS OU CENTENAS??? É muita, muita diferença ...
    Pela manhã também. O repórter não conseguiu dizer se eram 80, 100 ou 150 pessoas trancando o trânsito na manifestação dos sem teto.
    Poxa eu não entendo essa dificuldade que eles tem com contagem de pessoas. Ou será com matemática básica mesmo? Chega a ser ridículo! E os apresentadores nem se abalam, parecem que não faz diferença.

    ResponderExcluir
  3. Prévidi, infelizmente dizer que o mercado de comunicação está em crise é pouco: na verdade passamos por uma transformação profunda, em que jornalistas de verdade são substituídos pelos tais "produtores de conteúdo", que na prática quer dizer: um bando de gurizinhos e guriazinhas que mal sabem escrever, não conhecem nada de história (nem a recente, nem a antiga), não tem noções de ética (copiar conteúdos dos outros, mudar uma frase e publicar é comum e normal para essa gente) e vai ferrar com o mercado ganhando 500, 600 Reais pra fazer o trabalho de um profissional. As empresas? Não está nem aí para qualidade, querem salvar o que ainda resta de lucro. O futuro é assim: um monte de blogs, sites e portais sem nenhuma relevância e os meios tradicionais caindo no lugar-comum da mediocridade.

    ResponderExcluir
  4. Aviso aos viajantes.
    Os produtos adquiridos nas Free Shops do Uruguay são para consumo fora do Uruguay.
    A aduana uruguaia costuma engrossar com os produtos comprados na ida, e simplesmente os confisca, principalmente as bebidas.
    Abs

    ResponderExcluir
  5. Tem gente com um pé fora da Pampa. Radialista conhecido, com identificação com uma das emissoras mais populares da empresa tem proposta e deve dizer adeus às chateações do Roger dos Reis e o TJ Martins.
    Os desmandos e frequentes desrespeitos aos profissionais por parte da empresa acabaram cansando um profissional com mais de 40 anos de casa.
    Sai para uma condição (muito) melhor e se livra das malas.
    Tá feliz da vida!
    Bom, se eu trabalhasse lá e recebesse uma boa proposta para sair, também ficaria felicíssimo de azevedo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corrigindo: 40 anos de rádio.

      Excluir