Quarta, 13 de janeiro de 2016



HORÁRIO DE VERÃO

Atualizado diariamente até às 10 horas.
Eventualmente, à tarde, notícias urgentes.








Semana das antigas 3


Maracangalha, de Dorival Caymmi (1956)









mundo paradisíaco

HAHAHAHA!!!!!!!!!!!






Paraíso do cocô 2


Do repórter Emanuel Soares:

Li no teu blog a informação sobre o esgoto no Norte da Ilha. Como teu leitor, quero contribuir com a discussão para esclarecer alguns pontos para os que desejam passar férias aqui:

O dado que aponta 100% de rede coletora de esgoto nos bairros do norte de Florianópolis não é verdadeiro. No meio do ano, a Casan lançou um edital para ampliar a rede em Ingleses. Como pode ter 100% se a rede vai passar em ruas que ainda não tem? (link 1 abaixo) Metade de Ingleses não tem rede de coleta do esgoto.

Acho que é um alerta importante para os meus conterrâneos gaúchos. As praias do Norte da Ilha estão impraticáveis por causa da poluição. Metade de Ingleses está sem condições sanitárias de banho. Alguns pontos da badalada Jurerê também não tem condições e Canasvieiras está TODA IMPRÓPRIA PARA BANHO. A próxima análise sai no site da Fundação do Meio Ambiente na sexta-feira.

Além disso, as viroses causadas pela poluição chegaram em um ponto de um surto. Eu fui uma das vítimas (link 2). As autoridades tomaram apenas medidas paliativas para resolver o problema. Jogam toda a culpa na população, sendo que o esgoto vazou das tubulações da Casan no dia 31, quando faltou energia elétrica após um forte vento no Norte da Ilha.

Todos colocam Florianópolis como paraíso, mas não está assim. Podemos ter aqui as belezas naturais que o litoral gaúcho não possui, mas vivemos um gravíssimo problema de saúde pública neste momento. Ainda é tempo de escolher o local de férias.

1 - http://www.casan.com.br/noticia/index/url/governo-do-estado-e-casan-lancam-edital-para-esgotamento-sanitario-dos-ingleses#0

2 - http://www.sc.gov.br/mais-sobre-saude/dive-sc-e-secretaria-de-saude-de-florianopolis-apresentam-relatorio-sobre-surto-de-diarreia-na-capital

-

DOIS COMENTÁRIOS

Do jornalista Clovis Heberle:

Para quem, como eu e a turma da minha geração, conheceu o litoral catarinense na década de 70 - íamos de carona até Garopaba...), é chocante ver o que aconteceu lá. Mas parece que contra a ganância e a ignorância não há obstáculos: aqui no Imbé, planejado para ser Cidade-Jardim, está tudo pronto para o início da construção de edifícios, sob os aplausos dos políticos locais.

Do publicitário Duda Tajes (Eduardo Tajes na Carteira de Identidade):

A Prefeitura de Florianópolis foi eficiente para solucionar a crise de Cagasvieiras: entre 10 da noite e 4 da manhã, fizeram uma barreira com areia da praia mesmo para não deixar o esgoto chegar no mar.
Agora tem um piscinão de cocô e o mar cheio de cocô para os turistas escolherem o que mais lhes convém.
Agora vai!

O ABSURDO COMPROVADO!!


O Gerson Schirmer postou no Facebook:

Essa foto do César Goulart é a notícia do Verão em Floripa. Represaram o rio esgoto para não poluir mais nossa Canasvieiras. Sensacional flagrante!

(clica em cima que amplia)


Meu Deus, está aí o que o Duda escreveu acima!!


--


mundo fantástico

DUAS DO PAULO MOTTA


ROMANCE

Certo dia meu tio em pó Demêncio Ventana - cremado, suas cinzas repousam num vidro de caramelos sobre a lareira da Tia Chininha - me confidenciou, irritado, que a Arminda, ermã* do Castelhano da borracharia, queria um romance com ele!
"Pois se quer romance que vá ler um livro, desde que não venha estorvar minha vida, percanta* dos diabos!" respondeu ele, contrariado com a proposta da donzela.
Sei que somos humanos, mas quando nos envolvemos em romances exageramos na humanidade e, invariavelmente, nos tornamos grandes chatos e não paramos de falar no ente querido, no jeito dela-dele, o cabelo, a música, os encontros e desencontros, os apelidinhos cretinos e aquela coisa toda. Até o peido acidental fica engraçado.
Mas o céu dos pombinhos se tornará cor de chumbo quando ela resolver partir e partirá; partirá teu coração, tua alma e te quedarás bêbado, rolando pelos bares e torrando a paciência dos amigos que não te aguentam mais, santa paciência, Batman!
Se tudo estava ruim, ficará péssimo quando tu descobrir que ela está com outro mais bonito, mais forte, que faz academia e nunca botou um cigarro na boca!
A sarjeta ficou pequena e tu mais perdido que pão d'água em aniversário, pobre desgraçado apaixonado e doido.
Onde está aquela segurança que alardeavas entre os teus semelhantes, ó pequeno rato? Foi pro ralo junto com o que te restava de auto-estima.
Mas o tempo - ah, o tempo! - vai te curando sem perceberes e, lá um belo dia de outono uma fada-madrinha italiana com verdes olhos de esmeralda, surge por detrás do balcão do armazém do gringo e te diz: "Oi, sou irmã do Giovani e vou passar as férias aqui! Posso te ajudar?".
As trombetas de Gedeão iluminam tua cara apatetada e a vida volta a florir, sublime, em teu coração, frangalho de gente! E a outra nem era tudo aquilo!
E assim é e assim será por toda a eternidade enquanto estivermos passeando pelo mundo e nos tornando importantes para alguém, a cada momento. O truque está em como nos tornarmos importantes pras pessoas; como cativá-las e conquistá-las sem precisar carrões nem status financeiro. E muitas vezes precisamos saber perdê-las, também.
Acho que um bom começo é dar bom dia aos colegas na segunda-feira. Tá bom, tá bom: boa tarde, depois do almoço já está bom.
Até já, gurizada!

Ermã - Mesma coisa que irmã, na campanha.
Percanta - Moça, mulher

-

SANTO ANTÔNIO

Tia Chininha, viúva do querido Tio Demêncio, meu tio em pó, cremado, suas cinzas repousam, contentes, num vidro de caramelos sobre a lareira. Tia Chininha quando fala que são suas cinzas, sempre algum asno exclama: "Mas como ele fuma, não?", aí de-lhe explicar que são cinzas mortuárias de um grande bagaceiro chineiro despudorado borracho que foi Demêncio Ventana.
Mas como eu dizia, Tia Chininha já na curva dos oitenta - se passar dos oitenta acho que bailará na curva, só de carne já comeu umas duas tropas de gado - se adonou de um brinquedo do neto, o Aspirininho, filho do Aspirino - era pra ser Che Guevara Ventana, mas Tia Chininha trancou o pé que não e não, que aquilo não era nome de cristão e ficou assim, Aspirino Junior - que vinha a ser um boneco do Obi-Wan Kenobi o tal brinquedo.
Pois bem, um dia, Aspirino flagrou-a em seu quarto, orando diante do boneco e indagou:
"Que tá fazendo, mãe?", e ela:
"Orando pro meu Santo Antônio, seu fariseu herege ordinário!".
Nessa delicadeza que lhe é tão peculiar, meu primo deixou-a em orações pedindo forças à Força, sem coragem de explicar pra velhota que não era o que parecia ser.
Tinha que ser minha parenta!


--


porto alegre abandonada

Dá para acreditar?

O sujeito vai abrir um bar ou restaurante na cidade.
Cumpre todas as exigências da Secretaria Municipal da Indústria e Comércio, a SMIC.
Tem autorização para funcionar até a meia-noite.
Aí o cara cumpre tudo que a Secretaria Municipal do Meio Ambiente, SMAM, exige.
Tem autorização para funcionar até as 22 horas.
-
Meu Deus, Porto Alegre merece uma Luciana Genro!!


--


mundo dos eventos

Livro e Jazz em Canoas

A noite de quarta-feira (13) será dedicada a dois destaques culturais em Canoas, em literatura e música. Na Biblioteca Pública Municipal João Palma da Silva (rua Ipiranga, 105), a partir das 19h30, tem palestra com o escritor Rodrigo Rosp, seguido de sessão de autógrafos do livro “Inverossímil” (Dublinense/Não Editora/Terceiro Selo). Rosp, que também é autor de “A Virgem que não Conhecia Picasso” (2007), “Fora do Lugar” (2009) e “Fingidores — Comédia em Nove Cenas” (2013), falará sobre técnicas literárias, em especial o conto.
-
Já na Casa das Artes Villa Mimosa (avenida Guilherme Schell, 6270), tem a primeira edição das audições comentadas na Audioteca do Jazz. A partir das 19h, o músico, escritor e pesquisador Sérgio Karam falará sobre a obra de um dos mais completos músicos do gênero, o frontman, maestro e arranjador Duke Ellington. Desde novembro, a Audioteca  do Jazz está devidamente instalada na Casa das Artes e possui um extenso acervo de grandes nomes do jazz. Os próximos encontros com Karam acontecem no dia 20 (com  Charlie Parker, Thelonious Monk e o nascimento do jazz moderno) e 27 (com Ohn Coltrane, Ornette Coleman e o jazz contemporâneo).


--


mundo reflexivo

Tanto cupim na praia que parece uma das pragas do Egito.

Valter Nagelstein


--


 mundo midiático

Variadas

PRESS NO CAMPO

Já está circulando a nova edição da revista PRESS AGROBUSINESS, que  trata, em sua matéria de capa,  de todas as etapas que o criador brasileiro de gado de corte tem de observar, desde o parto até o abate, para garantir uma carne de qualidade, capaz de abrir espaço nas gôndolas do mundo inteiro. O Brasil já é um dos maiores exportadores de carne do mundo, comercializando mais de 1,5 milhão de toneladas do produto, com volume de negócios superior a US$ 7 bilhões por ano.
A edição traz, também, reportagem sobre o cultivo de oliveiras, que está mobilizando produtores do sul do Estado. A azeitona pode ser a região sul o que a uva foi para a serra gaúcha. Hoje já são 109 produtores a cultivar a fruta em cerca de 1.500 hectares. O RS já colhe mais de 300 mil toneladas de azeitonas, responsáveis pela produção de 33 mil litros de azeite extravirgem.
A soja é pauta de outra matéria, que mostra o sucesso da oleaginosa em todas as regiões do Rio Grande do Sul e sua chegada, em especial, à metade sul, impulsionada pela alta do dólar e pela grande demanda no mercado internacional. A soja deve responder por 46% do total de grãos colhidos em 2015, no Brasil. Da safra recorde de grãos estimadas em 2015, da ordem de 210 milhões de toneladas, 95 milhões de toneladas serão de soja, 12% a mais que no ano anterior. Só no RS, a lavoura de soja ocupa mais de 5 milhões de hectares.
Na entrevista de capa desta 2a edição da Press Agrobusiness, o presidente da Farsul, Carlos Sperotto, fala de seus planos para o novo mandato de três anos a frente da entidade que já preside há 21 anos. Entre os diversos temas abordados pelo dirigente está o do seguro agrícola, que, segundo ele, é fundamental para que nossos produtores rurais tenham competitividade internacional. Ele reconhece a crise econômica pela qual passa o país, em boa parte pela crise política que vive, mas não se assusta quanto aos resultados que o campo deverá mostrar em 2016. "O setor primário é o setor primeiro da economia. As pessoas, mesmo em crise,  continuarão comendo e daí a necessidade do campo em produzir alimentos" ressalta ele.
A revista traz, ainda, matérias sobre biodiesel; o cultivo da cevada no RS; o desempenho de nossa lavoura de feijão; o tamanho e os desafios da nossa indústria de queijos; o uso do marketing na venda de embutidos; a força da nossa criação de cavalos crioulos; a necessidade e o desafio da sucessão nas empresas familiares do campo; e ainda muito mais. Uma edição para ler e guardar.
Mais informações no www.revistapress.com.br/agrobusiness
-
BAITA CAPA

-
OS VEGETAIS DO PAULO MOTTA

Fomos dormir madrugada, ontem, com o Lobinho contando suas aventuras de caserna.
Sempre digo que na idade dele eu era um delinquente, um pivete que volta e meia ia pra cadeia por baderna, borracheira, essas coisas leves, mas ele não seguiu os passos do pai, que lástima!
Esse garoto está se transformando num debochado irônico, não sei a quem puxou.
Ouvimos o cara na tevê contar que vários vegetais caíram na via pública com o temporal, bloqueando o caminho. Imaginamos, imediatamente, brócolis, couves-flor, rúculas e alfaces esparramados pela rua atrapalhando a vida dos humanos, muito engraçado.
São as novidades com as quais a imprensa nos brinda com certa frequência. Está ficando mais difícil entender o que o locutor janota quer dizer com vulnerabilidade social, mobilidade urbana, menor apreendido - não pode dizer que o pivete foi preso - e a redesignação sexual, bancada pelo SUS, para tratamento da desordem do transtorno de identidade aos transexuais e transgêneros.
No infringir dos embargos: mudança de sexo para travestis. Espero que não me tachem de doidofóbico e cerquem minha casa com tochas e cães para me jogarem numa linda fogueira em praça pública, tomara que não.
É muita palavra nova e muita coisa que mudou de nome pra minha cabeça medieval, que não consegue acompanhar essa geração do recorta-copia-cola-deleta.
Meu falecido Tio Demêncio Ventana certa feita se viu cercado por uns bandidos, lá pelas bandas do Para-Boi, em São Borja, que lhe intimaram:
"É tu que anda dizendo por aí que quando nóis estemos solitos semo tudo cagão, hein, hein?"
E Tio Demêncio, na bucha:
"Nããão, o que eu disse foi que os elementos do seu grupo quando isolados, carecem de seus atributos de audácia!".
"Ah, bom, então tá..."
Mas penso que mudando os nomes, as designações das coisas, complica e não resolve. É mudar o nome do doente esperando que ele melhore. Ou dourando a pílula pra nos empurrar goela abaixo.
O Lobo comprou tecido pra fazer uma fantasia de Beetlejuice, do Os Fantasmas Se Divertem e tá me azucrinando aqui.


--


mundo solidário

Do meu amigo Egon Müller

Em benefício de uma criança pobre de 11 anos, que foi atropelada e ficou paraplégica, recebemos a doação de uma garrafa de vinho, Marcus James Zinfandel, safra 1995, da adega de um grande empresário de Caxias do Sul, para que possamos fazer um "leilão do bem", e comprar fraldas para o menino.
A garrafa está lacrada, e nestes 20 anos ficou numa adega na posição horizontal.
Aceitamos ofertas acima de R$ 300, mais o frete até a cidade do comprador. Ofertas para o e-mail gol@redesul.com.br


--


mundo da fotografia

Do Ricardo Stricher

Uma mosca varejeira, na Redenção.

(clica em cima que amplia)






--


mundo das piadinhas





4 comentários:

  1. Prévidi,
    Nosso Brasil, relativamente tranquilo, infesto a manifestações terroristas até o presente momento, buli com o perigo na medida em que, decisão monocrática de um reitor esquerdista, importa da Europa um terrorista argelino para lecionar física na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Esse professor, condenado e preso a cinco anos de cadeia na França por atividades - comprovadamente - terroristas (há documentos, trocas de e-mails com grupos terroristas e com o EI), é um especialista em física das partículas, ou seja, tem contato com materiais radioativos.
    Imaginemos então, numa hipótese ao extremo, que o carinha queira largar uma bomba num domingo de flaflu no Maracanã? Uma bomba comum – TNT – em si, não seria catastrófica, morreriam de 30 a 40 torcedores, mas (e aí, nesse caso, o “mas” importa muito!) ele poderia potencializar a mesma com materiais radioativos que ele, como físico e professor da universidade, teria acesso, provocando a morte mediata e dolorida de milhares de torcedores.
    Precisamos urgente uma Lei antiterror que estabelece, entre outros itens, a impossibilidade de um indivíduo (no caso o tal reitor esquerdista e “humanista”), por uma decisão individual, ter o poder de trazer ao nosso país especialistas que tenham um passado “comprovadamente” terrorista. Isso, minha opinião, é bulir com o perigo! Abraços

    ResponderExcluir
  2. As loiras e morenas que aparecem na capa da revista não são as loiras e morenas de Unistalda da fazenda da "Gessinger familie"?

    ResponderExcluir
  3. TeethNightGuard is offering precise fitting and high quality custom made dental guards.

    ResponderExcluir
  4. Whether your prime concern is taste or variety, Vaporfi is will fulfill your vaping needs.

    With vape juices that comes from food-grade ingredients, their vaping flavors are amazingly smooth and consistent.

    ResponderExcluir