Sexta, 24 de março de 2017



PRÊMIO PRESS - JORNALISTA DE WEB 2016 - JL PRÉVIDI



Atualizado diariamente até o meio-dia.
Eventualmente, à tarde, notícias urgentes.










SERGIO ZAMBIASI:
NO ESTALEIRO, QUE NEM EU.
SEM MUITOS DETALHES.
MAS É COISA NO BOBO 






semi-licença-saúde






(clica em cima que amplia)








A POLÊMICA - IDIOTA - SOBRE A MEDALHA
PARA O DEPUTADO FEDERAL JEAN WYLLYS



"Feito um para o outro"

A Medalha do Mérito Farroupilha é destinada a pessoas que contribuíram para o desenvolvimento econômico, social e cultural do Rio Grande do Sul.
Ponto.
Cada deputado estadual pode destinar a sua a quem quiser.
Imagina-se que todo ilustre e nobre parlamentar tenha bom senso.
Como esta não é uma característica da deputada Manuela D'Ávila Pinto, entende-se porque ela cismou em dar a medalha para o deputado federal Jean Wyllys, que não tem absolutamente nada a ver com o Rio Grande do Sul.
...
Manuela vai se juntar a outros desatinados que já deram a medalha a Zezé di Camargo e Luciano, Eduardo Campos, Patrícia Poeta, entre muitas outras personalidades que muito devem ter contribuído para o desenvolvimento do RS.
Mas o campeão foi um beócio que tentou dar a Medalha para o presidente cocaleiro da Bolívia. Zacarias Morales. É sério!!
Teve também uma deputada, popular e socialista, que homenageou vários familiares. A deputada estadual Marisa Formolo (PT) homenageou 21 familiares em uma solenidade na Assembleia Legislativa. Filhos, irmãos, irmãs e até cunhados e genros da deputada receberam a medalha da 53ª Legislatura, enquanto o irmão de Marisa, Armando Formolo, foi agraciado com a medalha do Mérito Farroupilha, a principal honraria do parlamento gaúcho.
O mais fantástico é que ela justificou a palhaçada!
...
Entenderam? Se a deputada D'Ávila Pinto quiser dar a Medalha para o presidente da Albânia, eterna fonte inspiradora do PCdoB, tudo bem. Aproveita a dica, Manu, o nome do carinha é Bujar Nishani.
...
Mas a deputada está tão fora da casinha... olha um dos projetos que vi em sua página oficial:

Denomina de Escola Estadual de Ensino Médio Edson Luis, a Escola Estadual de Ensino Médio Presidente Costa e Silva.

A justificativa é um primor:

(...)
A alteração se dá em razão do descontentamento e desconforto da comunidade escolar em geral
com o presidente homenageado ao dar nome ao colégio. Artur da Costa e Silva foi o segundo presidente da ditadura militar, e quem promulgou o Ato Institucional 5, com poderes de fechar o Congresso Nacional, cassar adversários políticos e institucionalizar a repressão. Sua era ficou conhecida por dar início a fase mais dura e brutal do regime militar no país.
O descontentamento com a denominação se comprova no esforço da comunidade em alterar essa
realidade. Como forma de questionamento, professores do colégio criaram, em 2009, o projeto “De Costa para a Ditadura”. Ademais, a mesma é comumente chamada pelo nome escolhido pelos próprios alunos, qual seja “Escola Estadual Edson Luis”, em homenagem ao estudante morto pela Polícia Militar do Rio de Janeiro durante o governo Costa e Silva, em março de 1968. Durante a ocupação da escola, em 2016, uma faixa com o nome eleito pelos estudantes chegou a ser colocada em frente ao prédio.
(...)

Não tem o que fazer.
Ou melhor, ela poderia dar uma Medalha pos mortem ao Edson Luis.
..,
Pra encerrar: A nobre e atuante deputada queria que o RS pagasse todas as despesas do deputado Wyllys - avião, hotel e comida.
Cortaram as asinhas dela e a moça ficou furiosa!!


-

EU NÃO DISSE? ELA NÃO TEM O QUE FAZER - Olha este primor que recebi ontem à tarde:

O  Seminário Escola de Desprincesamento - Formando Educadores, Educadoras e Estudantes para uma Educação sem Machismo, ouviu na tarde desta quinta-feira (23) profissionais e entidades que estão desenvolvendo módulos voltados para a desconstrução dos conceitos que historicamente limitam a condição feminina e empoderam os homens.
A iniciativa da deputada Manuela d’Ávila (PCdoB), responsável pela Procuradoria Especial da Mulher na Assembleia, reuniu no primeiro painel o projeto Escola Sem Machismo, da ONU Mulheres; O Desafio da Igualdade, da ONG Plan Brasil; e Meninas na Ciência, da UFRGS, oferecendo um panorama de ações estratégicas de enfrentamento do machismo aos mais de 600 profissionais da educação e estudantes que lotaram o Teatro Dante Barone. O presidente do Legislativo, deputado Edegar Pretto (PT), na abertura, destacou seu vínculo com o movimento da ONU, ElesPorElas, que incentiva o diálogo sobre o machismo entre os homens, reafirmando o compromisso com a construção de espaços para o empoderamento das mulheres na política.
Procuradora Especial da Mulher, a deputada Manuela d’Ávila explicou a ideia da discussão do ponto de vista do “desprincesamento” como possibilidade de desconstrução de preconceitos a partir do ambiente escolar, “para ajudar a transformar a realidade de opressão que as meninas e mulheres ainda sofrem em nosso país”. Adiantou que o seminário deverá se repetir em diversas cidades do interior do Estado.

-

SEM COMENTÁRIOS, POR FAVOR - Mas leiam o que os adolescentes aprendem nas salas de aula. Isto é uma reprodução de um texto, não é brincadeira.
Duvido que uma pessoa, por mais moderninha que seja, não se espante com isso.

(clica em cima que amplia)



-


TEM TRETA NISSO AÍ - Pelo que sei, a Assembleia gaúcha, há alguns anos, recebeu uma ordem, de alguém do Tribunal de Contas - ou algo parecido -, para que parasse de anunciar em sites e blogs. Sem a menor explicação. Um gênio ligado às "Contas" chegou a dizer quer a AL teria que anunciar em TODOS os blogs e sites que fossem produzidos no RS. Hahahaha!!!
Pois bem., um leitor do Blog do Prévidi, que também acompanha O Antagonista, me mandou isto:

(clica em cima que amplia)



BINGO!! Um banner da Assembleia gaúcha em O Antagonista.
Aí vocês podem perguntar: "Mas como? O atual presidente da Assembleia é de 'esquerda' e está anunciando no Antagonista?".
Calma, vamos continuar acompanhando os sites e blogs de "esquerda".
Do RS ninguém foi brindado - pelo menos eu não vi.

-


MAIS UMA VEZ, SACANAGEM NO AZEITE DE OLIVA

Do www.portalaz.com.br


Na semana em que os consumidores ainda estão confusos em relação à qualidade da carne brasileira, um novo teste da associação Proteste constatou adulteração em diversas marcas de azeite de oliva, algumas delas consideradas impróprias para consumo in natura.
De acordo com a entidade, de 24 marcas avaliadas, sete apresentam fraudes por conterem misturas de óleos vegetais e animais. "São produtos não indicados para o consumo, por exemplo na salada ou no pão", afirma o diretor da Proteste, Henrique Lian. Uma das marcas não é extra virgem, embora a informação conste no rótulo.
As marcas adulteradas, segundo a entidade, são Tradição, Figueira de Foz, Torre de Quintela, Pramesa e Lisboa, todos importados e boa parte delas envasadas no Brasil. Duas outras marcas têm liminares da Justiça impedindo a divulgação de seus nomes.
"Não dá para saber se a fraude vem da origem ou se ocorreu no processo de envasamento", informa Lian. Segundo ele, o teste foi feito em laboratório de Portugal, credenciado pelo Ministério da Agricultura e pelo Conselho Oleícola Internacional (COI). As marcas escolhidas são as mais vendidas no mercado.
 ...
Essa é a sexta edição da avaliação. As anteriores ocorreram em 2002, 2007, 2009, 2013 e 2016. Alguns dos produtos, como o Tradição, o Pramesa e o Figueira da Foz são reincidentes na reprovação.
Lian explica que o Ministério da Agricultura já emitiu multas a produtores ou importadores de produtos adulterados, mas problemas persistem.
"O Ministério refaz os testes e, muitas vezes, quando confirma o problema e pede a retirada do lote, o produto já foi vendido", diz o diretor da Proteste, organização não governamental que promove avaliação de vários produtos, inclusive de automóveis, no quesito segurança.

Avanço
Lian ressalta que houve melhora em relação ao teste de 2016. No ano passado, de 20 marcas avaliadas, oito foram reprovadas, sendo quatro por fraudes na fórmula e quatro classificadas erroneamente, já que eram apenas virgens (e não extra virgem, que é o azeite feito com o esmagamento de azeitonas a frio).
Foram considerados de excelente qualidade os azeites O-live, Andorinha e Carbonell. Na lista de produtos com qualidade e melhor custo benefício estão O-live, Carrefour Portugal, Qualitá e Filippo Berio.
Também foram aprovados no teste os azeites Borges, Cardeal, Cocinero, Gallo, La Española, La Violetera, Taeq, Serrata, Renata e Broto Legal Báltico.
Em nota, a empresa Olivenza, envasadora do azeite Torre de Quintela, informou que irá "analisar o lote deste produto e verificar o ocorrido". A empresa informa ainda já estar trabalhando para que este tipo de imprevisto não ocorra e que vai se adequar à legislação brasileira "afim de oferecer um produto de qualidade."
Representantes do Tradição, Figueira de Foz, Pramesa, Lisboa e Beirão não foram localizados pela reportagem.

Boicote
Como há muita burocracia no procedimento adotado pelo Ministério para comprovar as fraudes, Lian sugere aos consumidores ficarem atentos aos testes e a "boicotarem os produtos reprovados".

-

REFLEXÃO - Do Twitter:
Esse estado islâmico é muito burro.
O brasileiro clamando por uma bomba em Brasília e eles atacam Londres.

-

TERCEIRIZAÇÃO - Um a favor e outro contra.

Andre Arnt
Segundo os críticos da terceirização, o Bradesco (como exemplo meu) vai mandar todos os caixas embora e contratar, via terceirização, outros.
Considerando que a empresa terceirizada paga seus impostos e precisa ter margem de lucro, para ser viável a operação para o Bradesco, a redução nos salários dos novos contratados tem que compensar esse gap.
Isso só teria sentido, se o Bradesco pagasse hoje aos seus caixas salário exorbitados.
Como sabemos que o Bradesco tem dono e, portanto, não funciona como governos e empresas públicas, os salários estão dentro da lógica do mercado, inviabilizando a transação "pink & cérebro" dos anamatras (descubra o que é isso!).
Se, somente para efeito de exercício, a tese acima estiver errada, e o Bradesco está rasgando dinheiro em salário de caixas, ele poderia demitir todos os caixas-marajás e contratado outros mais baratos.
Em qualquer caso, a influência da lei das terceirizações inexiste.
No fim das contas, o que vai fazer uma empresa pagar a mais ou a menos numa economia livre é a disponibilidade de mercado. E esse mercado, para crescer, precisa, acima de tudo, de menos parasitas drenando recursos e provocando onerações para a sociedade que trabalha e produz.
...
Gelson Santana
“A terceirização de forma irrestrita para qualquer tipo de atividade prejudica os direitos dos trabalhadores e , a partir de agora, poderá ser comparada ao trabalho análogo à escravidão”, afirmou o presidente do STICC (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Construção Civil de Porto Alegre) , Gelson Santana, sobre o texto-base aprovado na calada da noite de quarta-feira (22) pelos deputados federais.
“Principalmente os trabalhadores da construção civil, que já sofrem com a precarização nos canteiros de obras, com falta de higiene e segurança, agora não terão mais os seus direitos trabalhistas protegidos. A CLT está sendo rasgada”, salientou, Santana.
“A UGT Nacional, assim como as demais centrais sindicais do País, estão na luta contra essas reformas que não escutam o outro lado.O lado mais fraco, formado pelos trabalhadores de baixa renda,”concluiu o líder sindical.

-

PALESTRA DO MARÇAL E OUTRAS - A Associação Riograndense de Imprensa (ARI) retoma sua programação anual, depois das férias de verão, para prestar homenagem às mulheres, lembrando a figura da poetisa, pianista e militante comunista Lila Ripoll. Nasclda em Quaraí, mudou-se para Porto Alegre em 1927, aos 22 anos, onde se aproximou  de escritores e intelectuais gaúchos, como Reinaldo Moura, Manoelito de Ornelas, Dyonélio Machado, Carlos Reverbel e Cyro Martins.
A palestra sobre a vida da poetisa gaúcha será proferida pelo jornalista, radialista, professor, pesquisador e escritor João Batista Marçal. Também será lembrada a criação pela Assembleia Legislativa, em 2005, do Prêmio Lila Ripoll de Poesia, aberto a todas as pessoas que desejarem se expressar sobre temas ligados às causas sociais.
Na primeira reunião do ano do Conselho Deliberativo da ARI, também serão lembradas as seis edições do Fórum Internacional de Gestão Ambiental, realizadas pela entidade, para destacar em 22 de março a passagem do Dia Mundial da Água, evento criado pela ONU. Segundo o presidente da ARI, João Batista de Melo Filho, "os eventos buscam promover debates quanto à gestão dos recursos hídricos e as melhores formas de orientar a sociedade para o consumo consciente da água.
No final da reunião, a Diretoria da ARI entregará as 50 primeiras carteiras de identidade a seus titulares, promovendo mudanças importantes na área administrativa da Associação. A reunião especial acontece no próximo sábado, 25 de março, às 10 horas, no Salão Nobre do Edifício Alberto André, oitavo andar, com entrada franca.

-


piadinha




Na Folha de S.Paulo de ontem:

Obra em sítio de Atibaia durou um mês, segundo delator da Odebrecht


5 comentários:

  1. Nada é mais idiota do que uma idiota que se auto julga como líder ou representante de alguma coisa.
    E assim é esta modorrenta chata comunista fashion caviar que os imbecis elegeram deputada.
    Entretanto ela não é a única nulidade; o Estado está cheio de imbecis; inclusive eu, que votei em Sartori.

    ResponderExcluir
  2. Terceirização já existe pelo mundo afora só que já perdeu o glamour dos capitalistas pois acabou acontecendo que funcionários terceirizados não estão nem aí para a empresa que os contrata não existindo comprometimento pois hoje só para citar um exemplo estão no Bradesco amanhã no Itáu e sucessivamente Santander,HSBC e outros assim com em empresas que trabalham no mesmo ramo ,pois as ditas cooperativas fazem rodizio para que tenham conhecimentos da forma de trabalhar de diversas empresas e quando um falta ou adoece mandam outro procurem exemplos de terceirização nos países "pobres"da Europa e saberão como funciona ou funcionava.saludos a todos

    ResponderExcluir
  3. Do sindicalista pendurado na teta Jorge Correa:"Até tentei ver Brasil x Uruguai. É um clássico do futebol. Mas aturar o Galvão, o Ronaldo e o Casagrande é dose. Trio nojento.
    E a seleção não provoca mais tesão depois que os golpistas começaram suas artimanhas vestindo a camiseta da corrupta CBF nas ruas."
    Putz, me pergunto: jogaço de bola, e o cara falando em golpista? O pior é que o cabrito ainda assiste a Globo só para criticar a "mídia golpista". O nível sindical segue afundando.

    ResponderExcluir
  4. Os mesmos que implicam com a terceirização economizam na contratação terceirizada de zeladoria em seu prédio. Acham o custo do trabalhador alto. Falta coerência, né?

    ResponderExcluir
  5. AZEITE existe apenas o extraído da AZEITONA produzida pela OLIVIERA. Os demais produtos enlatados ou envasados em outras embalagens são apenas óleos vegetais. Se falsificam também ou o adulteram não há mais nada que se possa consumir com segurança. E há os que irão atribuir também isto ao PT que embora não tenha nascido em 1500 está levando no lombo toda a podridão que há nessas terras desde então. Coisas da vida.

    ResponderExcluir