Sexta, 25 de julho de 2014 - parte 2


Atualizado diariamente até o meio dia.
Eventualmente, a tarde, notícias urgentes.







PREVIDI@PREVIDI.COM.BR E
PREVIDI01@TERRA.COM.BR NÃO EXISTEM MAIS!!





ponto especial



O PASSARALHO DA RÁDIO GAÚCHA VEM AÍ



A excelente apresentadora Gabriele Chanas resolveu deixar a Rádio Gaúcha para se dedicar ao Zero Hora e ao blog de noivas. Teve problemas no jornal e não está mais na RBS.
Sara Bodowski, que começou a aparecer na madrugada da Gaúcha, foi para a TVCOM. Não está mais no "Tudo +", que agora está com a maravilhosa Regina Lima. Sara está apenas na Rádio CBN.
-
Me contam que a maioria dos diretores da RBS está de férias. E voltam a trabalhar em agosto. Na segunda, dia 4. E, aí a notícia mais do que ruim: há uma lista de dispensas na Gaúcha.
O certo é que a audiência caiu bastante nas tardes da rádio.
De modo geral, o departamento comercial está tendo muitas dificuldades em vender os atuais comunicadores.
O empresariado não conhece os atuais apresentadores. Nomes conhecidos no jornalismo? Olha, tirando o Mazedão e os irmãos Benfica... Pedro Ernesto, conhecidíssimo, não apresenta mais o  programa Show dos Esportes - apenas o Sala de Redação, que tem "vidas própria". Quem mais?
Infelizmente, vamos aguardar.

11 comentários:

  1. Olha, não é o que Ibope diz... A Gaúcha no FM já é a 3ª colocada geral no FM da Grande Porto Alegre (Fonte: http://tudoradio.com/noticias/ver/11405-panorama-104-fm-e-radio-gaucha-crescem-em-porto-alegre-mix-fm-da-mais-um-salto). Está atrás apenas da 104 e da Eldorado...

    Deve ser falta de carisma dos apresentadores, todos com voz de taquara rachada...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. IBOPE em terceiro só se explica por um motivo: audiência de mais de trinta pontos no horário das 5h as 9h, o que joga a média para o alto. Se a média fosse com base nos programas de meio da manhã e meio da tarde, não seria a terceira, nem a sexta...

      Excluir
    2. Ser o segundo tem suas vantagens

      O saudoso ranzina Claudio Cabral, nos seus raros momentos de descontração, dizia, entre risos, que “mulher é bom, mas dá trabalho”. Transpondo para rádio e audiência de rádio, ser primeiro no dial é bom, mas dá muito trabalho (e custos!).
      No meu primeiro emprego - Lanifício Kurashiki, Sapucaia do Sul - eu, curioso, questionava em relação ao símbolo da empresa, três pequenos círculos encerrados em cada vértice de um triângulo retângulo imaginário, simbolizando, na cultura dos orientais, a sapiência de ser o segundo.
      O que me diziam os chefes japoneses: no Japão, cultuamos ser o segundo, pois entendemos ser mais vantajoso; não entendi, fiquei esperando mais. Veio: o segundo tem uma ambição e um temor. Ambiciona o primeiro posto e, para isso, se motiva, luta, briga, sua; além disso, tem que lutar mais ainda, pois teme que o terceiro o alcance. (Olha o pessoal da Rede Pampa aí, gente!)
      No caso da minha Guaíba, ser a segunda é uma excelente opção. Terá a Gaúcha como o objetivo a ser alcançado, seu “benchmark”, e seus custos não serão tão pesados. Manter-se no primeiro posto do panteão, sai caro, muito. (to be the best, isn’t easy!)
      Um recadinho para o chefe Nando: não há a menor necessidade de narradores “in loco”. Sai caro, há problemas de conexões e é “politicamente incorreto”, pois gera emissão, desnecessária, de carbono.
      Dá-le Guaíba!

      Excluir
    3. Poxa, ver um jornalista dizer que não precisa narrador in loco é dose. Na tevê dá pra ver perfeitamente o posicionamento dos times em campo, né? Ou então, eles colocam um replay ou um lance de gol de outro jogo bem na hora em que acontece algo em campo, como fica? Lugar de narrador, comentarista e repórter é no local do jogo. Se não estiverem lá, pra que rádio?

      Excluir
  2. "Infelizmente"? Que acabe logo essa porcaria dessa Gaúcha.

    ResponderExcluir
  3. Acho que um dos motivos, está na programação quadrada da tarde, pois só repetem as notícias, sem descontração e assuntos mais leves.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Alemão...
    Ah...Pois é! A Credibilidade do Rádio, está na Qualidade do seu Conteúdo!
    "Voz"de Qualidade, dá Credibilidade, ao Conteúdo! Estou puxando a Brasa, pro meu Assado...Sim...rsrsrs...Abraço, meu Bom Prévidi!

    ResponderExcluir
  5. A Sara ja foi tarde. Sempre vinha com entrevistas chapa branca, nao acrescentava nada.

    A gaucha ta um saco mesmo.

    Agora a guaiba melhorou muito com a entrada do nando gross.
    Ta com uma equipe de credibilidade e ao mesmo tempo descontraída. Destaque para o grande Franklin Berwig e o Alemao.

    Tambem gosto da grenal em alguns horarios.

    Ja a pampa tinha o grande Oberda Pires, mas agora ele ta só na caiçara a tarde, as vezes o ouço, otimo comunicador e programa.

    De resto o radio ta um pé no saco.


    ResponderExcluir
  6. Olha essa Prévidi:
    http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2014/07/1491475-parana-passa-rio-grande-do-sul-e-minas-em-ranking-de-competitividade.shtml

    Pequisa pra inglês saber que gaúcho só fica no quarto kkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  7. Guaíba e Pampa são boas opções à Globo do rádio ... é por isso que crescem em qualidade e em audiência.

    ResponderExcluir
  8. Prévidi, na minha opinião a Gaúcha é a melhor rádio e vai continuar sendo por um bom tempo.Sempre ouvir dizer que tem que se ter equipe completa nas coberturas desde o tempo do Celso Ferreira(pode ser desconhecido para muitos).Acho que hoje o comentarista pode ficar no estúdio, agora o narrador tem que ir.Escuta um jogo com quem faz tubo que se vai ver a diferença.Como trabalhei muitos anos em comercial de rádio tenho o habito de ficar mudando de emissora toda hora.Só para quem curte ouvir rádio escute uma informação do plantão da Gaúcha e em seguida coloque na sua rádio de preferencia e escute a mesma informação.Só escuto a Gaúcha,minha preferencia, e respeito a dos outros.Todos que foram emissora tal.. e saído da Gaúcha.
    Respeito todas as opiniões contrarias,mas essa é a minha.Só para deixar claro,não tenho ódio de nenhuma emissora,mas gosto da Gaúcha.
    Eduardo Martinez

    ResponderExcluir