Segunda, 25 de outubro de 2021

 

AMIGOS,

O José Luiz Prévidi sofreu um pequeno acidente doméstico neste final de semana.

Em função disso, não consegue digitar e está evitando ler.

No entanto está bem, de modo geral.

Promete voltar logo.

Sexta, 22 de outubro de 2021

 


SOU QUEM SOU.
TUA APROVAÇÃO NÃO É NECESSÁRIA.
...

ANDO DEVAGAR
PORQUE JÁ TIVE PRESSA






Escreva apenas para


COMENTÁRIOS: Todos podem fazer críticas, a mim, a qualquer pessoa ou instituição. Desde que eu tenha alguma informação do crítico - nome, telefone, cpf - ou seja, dados. Claro que existem pessoas que conheço e que não necessito dessas informações. MAS NÃO PUBLICO CRÍTICAS FEROZES. 
E não esqueça: mesmo os "comentaristas anônimos" podem ser identificados pelo IP sempre que assim for necessário. Cada um é responsável pelo que escreve.






especial

Nesta sexta, uma cesta 
de Ruy Castro
!


Biografias?
O melhor de todos!




O biógrafo ideal deveria ser uma pessoa que um dia, talvez, também devesse merecer uma biografia. E isso significa um cara que viveu. Que andou na rua de madrugada. Que viveu a noite. Que se apaixonou, teve mulheres que se apaixonaram. Traiu, foi traído. Levou borrachada da polícia, foi preso. Se meteu em peripécias bem malucas. Que tenha tido uma doença. Que tenha sido pai.



Considero que, quando a pessoa domina a palavra, ela domina o mundo. Passa a fazer parte do mundo. É como se estivesse nascendo de novo.


TRÊS GRANDES BIOGRAFIAS






O mal-humorado é alguém sem imaginação



Ruy Castro (Ruy Barbosa da Costa Júnior) nasceu em Caratinga - Minas Gerais -, em 26 de fevereiro de 1948.

Começou como repórter do Correio da Manhã, em 1967, e trabalhou nos principais jornais e revistas do Rio de Janeiro e de São Paulo.

É reconhecido pela produção de biografias como O Anjo Pornográfico (a vida de Nelson Rodrigues), Estrela Solitária (sobre Garrincha) e Carmen (sobre Carmen Miranda). Lançou livros que tratam de reconstituições históricas, como no título Chega de Saudade (sobre a Bossa Nova) e Ela é Carioca (sobre o bairro carioca de Ipanema).

Parte de sua produção jornalística foi reunida em livros como em Um Filme É Para Sempre (sobre Cinema), Tempestade de Ritmos (sobre Música Popular) e O Leitor Apaixonado (sobre Literatura). Escreveu também um ensaio sobre o Rio, Carnaval no Fogo – Crônica de uma Cidade Excitante Demais. Seus livros têm edições nos Estados Unidos, Japão, Inglaterra, Alemanha, Portugal, Espanha, Itália, Polônia, Rússia e Turquia.

Em ficção, é autor do romance Era do Tempo Rei, das novelas Bilac Vê Estrelas e O Pai Que Era Mãe, e de condensações de clássicos como Franknstein, de Mary Shelley, e Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll. A seu respeito foi publicado o livro Álbum de Retratos – Ruy Castro, uma Minifotobiografia, pela editora Folha Seca.

Venceu vários prêmios, entre eles, o Prêmio Esso de Literatura, o Prêmio Nestlé de Literatura Brasileira, na categoria Obra Publicada, com o livro O Anjo Pornográfico, e de quatro Jabutis, organizado pela Câmara Brasileira

Participou em setembro de 2012 do Salão Nacional do Jornalista Escritor que contou com a curadoria de Audálio Dantas (idealizador do projeto) e foi realizado no Memorial da América Latina

Em maio de 2014 Ruy lançou Os garotos do Brasil – Um passeio pela alma dos craques (Foz). A obra trouxe 25 de seus textos publicados nos últimos 20 anos em diversos veículos e fez um resgate histórico, revelando os sonhos, traços de caráter e miudezas de alguns de nossos maiores ídolos, como Pelé, Garrincha, Bellini e Zico, entre outros. Segundo ele disse por ocasião do lançamento “é, na realidade uma coletânea escrita por um torcedor que viu jogar quase todo mundo, de 1958 até mais ou menos 1990, nos estádios”.

Foi eleito em 2014 entre os ‘TOP 50’ dos +Admirados Jornalistas Brasileiros pelo trabalho desenvolvido na Folha de S.Paulo. Reeleito em 2015 ficou classificado entre os 100 mais admirados do Brasil. A votação é realizada por Jornalistas&Cia em parceria com a Maxpress. 

Sobre a eleição Ruy Castro comentou: “Aos seis anos de idade, lendo jornais – Correio da Manhã, Última Hora, O Jornal –, decidi que queria ser jornalista. E, desde então, nunca evoluí. Isso foi há 60 anos e não trocaria nem um minuto deles por nada. Nos últimos 25, longe das redações, tenho trabalhado mais com livros e há quem me chame de escritor. Talvez seja – mas sempre trabalhando com as matérias-primas do jornalista: a informação e a palavra. Ser um dos mais admirados pelos colegas da área da comunicação substitui com sobras o diploma que me falta na especialidade.”

Em junho de 2015 algumas alterações foram registradas na Folha de S.Paulo no Rio. A coluna Rio da Folha passou a ser assinada por Ruy apenas às 4as e sábados), nos outros dias foi (a pedido) substituído interinamente.

...

*Estrela solitária – Um Brasileiro chamado Garrincha (1995)

Biografia de Manuel Francisco dos Santos, o famoso Mané Garrincha, ou simplesmente Garrincha, jogador de futebol. A vida da estrela do time Botafogo e da seleção brasileira nas décadas de 50 e 60 é retratada de uma forma descritiva e bastante humana. Cada capítulo do livro é referente a um período da vida do jogador, começando com a vida de seus antepassados, passando pela sua infância e adolescência e posteriormente pelos seus tempos de jogador.

500 entrevistas com 170 pessoas foram a base para esta grande obra biográfica, em que os fatos são contados de uma forma literária, como se o autor estivesse presente nos acontecimentos.

*O Anjo Pornográfico (1992)

Gênio ou louco? Tarado ou santo? Reacionário ou revolucionário? Nenhum outro escritor brasileiro foi tão polêmico em seu tempo como Nelson Rodrigues. 

Para escrever O anjo pornográfico, Ruy Castro realizou centenas de entrevistas com 125 pessoas que conheceram intimamente Nelson Rodrigues e sua família, que o ajudaram a reconstituir essa assombrosa história, capaz de arrancar risos e lágrimas dos leitores. 

* Carmem – Uma biografia (2005)

Considerada a biografia da brasileira mais famosa do século XX. Ano a ano, o autor acompanha a vida de Carmen – do nascimento da menina Maria do Carmo, numa aldeia em Portugal (e a vinda ao Rio de Janeiro, em 1909, com dez meses de idade), à consagração brasileira e internacional de Carmen Miranda e sua morte em Beverly Hills, aos 46 anos, vítima da carreira meteórica e dos muitos soníferos e estimulantes que massacraram seu organismo em pouco tempo. “Um dos orgulhos que esse livro me dá é que espero ter conseguido mostrar que Carmen foi praticamente a inventora da música popular brasileira como cantora. Ela inventou um jeito brasileiro de cantar. E já chegou pronta aos Estados Unidos. Na verdade, ela já estava pronta em ‘Taí'”, exalta o próprio Ruy Castro para o jornal A Folha de São Paulo, referindo-se ao sucesso de 1930 que transformou Carmen de anônima em estrela em um Carnaval.


PROVOCA
PROGRAMA DE MARCELO TAS



Nada mais cretino e mais cretinizante do que a paixão política. É a única paixão sem grandeza, a única que é capaz de imbecilizar o homem.


OBRAS:

Chega de Saudade: A história e as histórias da Bossa Nova - 1990; edição revista - 2016;

O Anjo Pornográfico: A vida de Nelson Rodrigues - 1992;

Saudades do Século XX - 1994;

Estrela Solitária - Um Brasileiro Chamado Garrincha - 1995 (prêmio Jabuti em 1996;

Ela é Carioca - 1999;

Bilac Vê Estrelas - 2000;

O Pai que era Mãe - 2001;

A Onda que se Ergueu no Mar - 2001;

Carnaval no Fogo - 2003;

Flamengo: O Vermelho e o Negro - 2004;

Amestrando Orgasmos - 2004;

Carmen - Uma Biografia - 2005;

Rio Bossa Nova - 2006;

Tempestade de Ritmos - 2007;

Era no tempo do rei: Um romance da chegada da corte - 2007;

Terramarear (coautoria com Heloísa Seixas) - 2011;

Morrer de Prazer - Crônicas da Vida por um Fio - 2013;

Letra e música - 2013;

A noite do meu bem - a história e as histórias do Samba-Canção - 2015;

Metrópole à Beira-Mar - O Rio moderno dos anos 20 - 2019




UM ESCRITOR NA BIBLIOTECA

Uma entrevista ao www.boo.pr.gov.br:

Método de trabalho

Naquela época não tinha como aprender sobre biografia ou livro de reconstituição histórica com ninguém. Eu não tinha com quem conversar, tive que ir aprendendo no decorrer do trabalho. Mas logo de cara descobri que não poderia fazer igual os fascículos da Editora Abril, que davam uma aula de História que o leitor não pediu para ter. Pensei: “Está errado isso”. Tenho que contar uma história sem fugir da História, mas dando o contexto da época e do espaço onde tudo aquilo aconteceu. E como fazer isso? Eu concluí que fazendo perguntas. Perguntando às pessoas sobre a vida delas, se tinham carro, se não tinham, se pagavam aluguel, que uísque tomavam, se não tomavam, se namoravam (naquele tempo não tinha motel nem nada, tinha que namorar na praia, o chamado sexo à milanesa). A chave era ir fazendo perguntas sobre a vida pessoal e ir encaixando essas informações na medida que elas coubessem, para dar um contexto em volta do assunto principal, que era a música.

Os mais importantes

Ao longo do processo, fui aprendendo algumas coisas. Fui conversar com o Tom logo de cara. E ele me deu um baile. Só respondeu o que queria e me deixou chupando o dedo. E aí eu pensei: “Tá errado isso”. Essas pessoas muito importantes, como o Tom, o João Gilberto e o Carlinhos Lira têm que ser as últimas a serem entrevistadas. Tenho que aprender tudo sobre eles primeiro, pra depois ir conversar, de modo que não fujam das perguntas. E comecei esse trabalho, que leva anos (o livro da Bossa Nova levou todo o ano de 1988, de 1989 e quase todo o ano de 1990). Então dá tempo de você aprender quase tudo sobre o assunto e, quando for conversar com as figuras mais importantes, apresentar uma realidade em que são obrigadas a falar “sim” ou “não”. E normalmente falam sim, porque se falarem não e eu souber que é sim, vou jogar outra realidade em cima deles.

Não basta ser jornalista

Eu achava que um livro como esse [Chega de saudade] seria uma grande reportagem, mas aí eu rapidamente me convenci de que não era. Não tem nada a ver. Não adianta você ser um ótimo repórter. Isso não te tornará um bom biógrafo. Porque a biografia é outra coisa. Se você for um repórter, jornalista, realmente vai ter facilidade em localizar fontes, marcar uma entrevista, se preparar para essa entrevista, pegar as informações da conversa e organizá-las de maneira coerente. Em tudo isso realmente a imprensa te ajuda. Mas parou aí. Você tem que ter uma chamada cultura geral, que um jornalista nem sempre jornal da biblioteca pública do paraná | Cândido 9 tem. Porque se você tiver que aprender do zero, tudo o que está contido numa biografia, você vai levar dez anos para fazer. Então é preciso partir de um conhecimento amplo de certas coisas.

Trabalho monumental

Um trabalho de biografia ou de reconstituição histórica é composto de milhões e milhões de partículas de informações que o jornalista não tem e não é obrigado a ter. Como diz o Elio Gaspari, “Jornalista não tem que saber nada, tem é que aprender”. Mas para fazer um livro, você já tem que saber muita coisa de antemão. No caso do Chega de saudade, tive a ideia de fazer em livro porque era um assunto que eu já sabia ser muito amplo, que ocuparia tanto espaço que não caberia numa série de matérias de jornal. O veículo, para fazer isso, seria o livro. No que comecei a fazer o Chega de saudade, descobri a diferença entre trabalhar para jornal e para livro. A diferença entre você nadar num lenço úmido ou se jogar no oceano atlântico. O livro é o Oceano Atlântico, o lenço úmido era o artigo de jornal ou de revista. Mas o fato de você ter o espaço de um livro, de poder nadar à vontade, não te permite usar as palavras de maneira irresponsável. Tem que ser tão conciso ao escrever um livro como seria ao escrever um artigo de jornal. Só que você poderia escrever muito mais coisas em um livro. 

Contar uma história

Ao contrário de todos os livros de música popular feitos até então, que eram livros de análise de letra da MPB do ponto de vista sociológico, psicoló- gico, etc., o Chega de saudade não tinha nada disso. Tinha uma história. Não era um livro sobre a Bossa Nova, era um livro sobre as pessoas que fizeram a Bossa Nova, uma geração interessantíssima, fascinante, jovem, moderna, numa época espetacular do Brasil que até então era muito pouco estudada. O período Juscelino era muito pouco estudado. Hoje tem milhões de livros a respeito, mas em 1990 não tinha quase nada. Acho que foi a quantidade de informações, presente em Chega de saudade, que abarcava toda uma época e um contexto, que surpreendeu as pessoas.

Nelson

Descobri que queria fazer O anjo pornográfico no meio do Chega de saudade. Falei para o Luiz Schwarcz, “Assim que eu terminar o livro sobre a Bossa, quero biografar o Nelson Rodrigues”. E o Luiz, já irresponsavelmente na época, acreditava em tudo o que eu propunha para ele. Então já ficou definido que eu faria O anjo pornográfico, a biografia do Nelson Rodrigues, que não tinha esse título ainda.

Sem descanso

Quando fui fazer O anjo pornográfico, sabia que o livro seria julgado à luz do Chega de saudade. E seria, com toda a certeza, julgado desfavoravelmente. Então pensei o seguinte: “Em matéria de informação, tenho que passar com o trator em cima, dar marcha ré e passar de novo. Tem que ter mais informação ainda do que no Chega de saudade”. E foi o que eu fiz. Me empenhei para que tivesse mais informação. E o pior é que passei a usar isso como uma lei para mim mesmo: cada livro tem que ter mais informação do que o anterior. Por isso leva mais tempo para fazer. Chega de saudade e O anjo pornográfico levaram dois anos e pouco para escrever. O livro do Garrincha levou três. O livro da Carmen Miranda levou cinco. Ou seja: eu sempre me botando dificuldades a mais. Tem que ouvir mais gente, tem que ouvir mais gente mais vezes, tem que consultar a coleção inteira da revista tal, de 1930, tem que fazer isso, fazer aquilo, não posso descansar enquanto não apurar cada informação, cada pergunta que eu mesmo me tivesse proposto. A graça é exatamente essa: a cada problema que você propõe para o livro, tem que ir atrás da solução. Não pode descansar até solucionar. Isso é cláusula pétrea na preparação de uma biografia. 

Com a esposa Heloisa Seixas


Quinta, 21 de outubro de 2021

 

OU QUEM SOU.
TUA APROVAÇÃO NÃO É NECESSÁRIA.
...

ANDO DEVAGAR
PORQUE JÁ TIVE PRESSA







Escreva apenas para


COMENTÁRIOS: Todos podem fazer críticas, a mim, a qualquer pessoa ou instituição. Desde que eu tenha alguma informação do crítico - nome, telefone, cpf - ou seja, dados. Claro que existem pessoas que conheço e que não necessito dessas informações. MAS NÃO PUBLICO CRÍTICAS FEROZES. 
E não esqueça: mesmo os "comentaristas anônimos" podem ser identificados pelo IP sempre que assim for necessário. Cada um é responsável pelo que escreve.


LOGO, LOGO:
DOIS MINUTOS COM O PRÉVIDI





...E EU ESCUTEI, NOVAMENTE,
"MEDICAMENTOS SEM COMPROVAÇÃO"


Cada vez que o sujeito falava isso eu acordava.

Desde segunda que estou tentando assistir ao Jornal Nacional. Mas é um exercício mais difícil do que encarar a Hora do Brasil no tempo dos milicos e Arena. 

Quando começavam a falar na CPI da Covid ia me dando um sono insuportável.  Eu ia me espichando na poltrona e as vozes dos "repórteres de sempre" servem como um forte tranquilizante. Mas eu acordava sobressaltado cada vez que falavam do "kit covid", remédios sem eficácia".

Mas ontem superei todas as barreiras e escutei as abobrinhas de sempre dos "repórteres". É uma xarapice danada, porque eles apenas leem o que adireção da globo manda eles lerem. E é rigorosamente o mesmo texto em todos os telejornais!!

Esse renan calheiros é tão cafajeste que não tem a menor ideia do que está lendo. Apenas lê o relatório que a tchurma da globo escreveu e que vem repetindo desde o ano passado. É um bandido perfeito.]

Só queria saber o que ganhou para se prestar a este papel de palhaço.

E tem mais uma coisa...

CHEGA QUE JÁ COMEÇOU A FEDER!!


************************************************************


NOTÍCIAS DO FLÁVIO PORCELLO - Post de ontem da filha, a Paula:

Queridos amigos! Mais um dia de notícias boas! O pai segue intubado, mas os médicos estão retirando a sedação para começar o processo de extubação e ele está reagindo bem. Hoje até abriu um pouquinho os olhos quando foi chamado pelo nome.
Ainda está com resquícios e efeitos da sedação prolongada, mas os pulmões estão reagindo bem. A diálise segue, mas isso agora é o que menos importa. Temos que comemorar cada pequena vitória. Pra nós são como final de campeonato!
Nossa corrente de amor tem chegado nele. Ele ama tanto viver, então está lutando pra isso. Logo estará aqui do nosso lado rindo e comemorando a vida.
Obrigada, obrigada!!!! Um beijo enorme em cada um!


-

BOLSONARO GENOCIDA? - Escreve o Paulo Cursino:



Ah, vá!? Jura? Não diga! O Globo finalmente lembrando no editorial de terça que jornalismo tem que ter um mínimo de responsabilidade. Caiu na gritaria das redes sociais e na gagazice dicionarizada de Reinaldo Azevedo e agora tenta corrigir as coisas porque, não há como, a verdade sempre se impõe. Acho um grande bem-feito, mas é preciso cuidado com as intenções. Por mais que eu tenha críticas imensas a este governo, principalmente na falta de trato político com os outros poderes – peitar é uma coisa, não saber conversar é outra – eu jamais aceitei ou aplaudi o colunismo e o cartunismo irresponsável que tentaram colar a pecha de genocida em Bolsonaro. Sempre achei exagero, sempre achei bobo, mentiroso, sempre achei ponto baixíssimo da nossa imprensa e de seus críticos, canalhice pura de alguns, sem falar na incompetência generalizada de se fazer uma análise. Querer ganhar no grito e na força de uma mistificação é estratégia colegial, ferramenta que a esquerda utiliza desde sempre e o que mais me afastou da ideologia. Para a esquerda brasileira o Plano Real era uma farsa, FHC era de direita, José Serra era nazista, o impeachment de Dilma um golpe, e por aí vai. Não dá para levar essa turma a sério NUNCA. No mais, para complicar, ainda que esteja correto, o editorial chega tarde e com cheiro ruim. Soa como desesperada tentativa de ajudar uma CPI falhada, uma dica de professor querendo ajudar o aluno na prova, um toque para Renan Calheiros pegar mais leve. Porque se o relatório da CPI realmente insistir na tese de genocídio, será facilmente derrubável em qualquer instância, pois o epíteto não passa da mais indecorosa e deslavada fake news. Daquele mesmo tipo que nosso jornalismo diz tanto combater, mas sem o qual parece também não conseguir sobreviver.


-



BIBO NUNES APRESENTA AO MINISTRO DA INFRAESTRUTURA O PORTO DE ARROIO DO SAL -
A construção do Porto de Arroio do Sal, maior investimento privado do Rio Grande do Sul, foi apresentada ontem ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, pelo deputado federal Bibo Nunes.
O ministro conheceu todo o projeto do complexo portuário, bem como sua capacidade de movimentação e seus investimentos. Além do parlamentar, participaram os diretores e acionistas da Doha Investimentos e Participações S/A, Anderson Leobino, Marco Antônio Perez, José Adilço e Matheus Sagaz.
O porto tem planejamento para atender as demandas de escoamento de produção do Rio Grande do Sul e do MERCOSUL. Em escala de produção, a capacidade prevista é de movimentar 30 milhões de toneladas por ano. A ideia é permitir que aportem grandes embarcações, como navios de carga e de cruzeiros.


-




PIADINHA DA SEMANA!

-


O HOMEM MAIS HONESTO DO BRASIL!!



-


VAI CONCORRER AO GOVERNO EM 2026? - Onyx Lorenzoni, mesmo não sabendo em que partido vai se filiar para concorrer no ano que v em, sonhava concorrer ao Governo gaúcho. O apoio dde Bolsonaro seria fundamental. Mas o presidente aposta, agora, na candidatura do senador Heinze a governador.
Não entendo muito as práticas desse pessoal, mas apenas acho que é a vez do Lorenzoni...


-


OS GOLPES CONTINUAM


-


ESSE É O CARA.
NOSSA!!!





-



SUSI OBAL - Uma menina que aos 13 anos sai da Europa com sua família fugindo do regime comunista da república Tcheca e aporta no Brasil onde inicia uma nova vida. Trabalhando com o pai e muito bem recebida em Porto Alegre, Susi Obal vence todas as barreiras e constrói uma linda família com muitas aventuras. Esta delicada narrativa traz a história desta menina que nunca desistiu de viver com emoção, mesmo presenciando os horrores da guerra (que havia acabado há dois anos). É um tributo à vida. Pela editora @cincogatas Autobiografia de Susi Obal, já com pré-venda liberada pelo site do CATARSE (link na Bio).

Mais no https://www.instagram.com/textuaria.tx/.



-


LIVRO DO JOÃO SACI



-


ISSO É MUDERNINHO!



-



COMERCIAL MEMORÁVEL 2

(https://youtu.be/HYycrFNThp0)



-




X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X






X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X


INTERVALO


CASAL UNIDO PARA SEMPRE



X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X



PIADINHA

ISSO É SACANAGEM OU PIADINHA?
AS COBRAS DA REDENÇÃO


SERÁ QUE É HOMENAGEM AO LFVERISSIMO E SUAS COBRAS?


Quarta, 20 de outubro de 2021


OU QUEM SOU.
TUA APROVAÇÃO NÃO É NECESSÁRIA.
...

ANDO DEVAGAR
PORQUE JÁ TIVE PRESSA







Escreva apenas para


COMENTÁRIOS: Todos podem fazer críticas, a mim, a qualquer pessoa ou instituição. Desde que eu tenha alguma informação do crítico - nome, telefone, cpf - ou seja, dados. Claro que existem pessoas que conheço e que não necessito dessas informações. MAS NÃO PUBLICO CRÍTICAS FEROZES. 
E não esqueça: mesmo os "comentaristas anônimos" podem ser identificados pelo IP sempre que assim for necessário. Cada um é responsável pelo que escreve.


LOGO, LOGO:
DOIS MINUTOS COM O PRÉVIDI





ABSURDO, ABMUNDO


Texto do jornalista Paulo Motta.



Sim, estou embasbacado, senhores e senhoras ouvintes! Me caíram os basbaques do bolso e já lhes digo porquê; ajeitem-se na poltrona, sirvam um copo de Grapette e uma tigelinha de Mandiopã, e ouçam o que ouvi agora há pouco - e não estou autorizado a falar sobre isso, mas meu instinto sacanístico me obriga a tal - da boca, ou melhor, das teclas de uma amiga: "Estou frustrada pois não consigo engordar cinco quilos!".

Pela capa do Genoíno, nunca pensei ouvir isso de uma mulher, juro! E acho que nenhum homem em pleno uso de suas escassas faculdades mentais feitas na PUC, imaginaria isso, também.

Mesmo correndo o risco de ser processado pela bela amiga, me faço o portador dessa boa nova para todos os povos da Terra!

As mulheres querem engordar! 

Abrir-se-ão os céus, soarão as trombetas de Gedeão e os anjos Gabriel, Rafael, Gargamel e Anatel descerão entre nós para receber a boa nova e levá-la aos quatro cantos do Universo!

Os palácios dourados da Valhala se regozijarão com as valquírias opulentas - criadas à base de polentas - brindando em seus cálices transbordantes de cerveja com álcool e transgênicos.

Viva o javali assado e o colesterol, que venham frívolas fritas e mal-passadas e escambau ao molho de lambisgóia!

As mulheres querem engordar!

Uma nova era se inicia a partir de agora!

Nossas parceiras não mais tentarão botar, às escondidas, aquela calça jeans de dez anos atrás e, se conseguissem, passariam o tempo todo gemendo, apertadas, e tu achando que era enxaqueca.

Chega de fingir que a folha de alface e um brócolis são um banquete, chega de miséria e viva a fartura, vivam as bem fornidas, tratadas a pão-de-ló e cuca serrana, viva a celulite e a bochecha fofinha! Abaixo a magreza compulsiva! 

Hoje é um dia para marcar no calendário: 16 de outubro, o dia em que as mulheres se libertaram do estereótipo da modelo seca feito pavio! 

O dia em que a líder do movimento Engorde Sem Culpa, a minha amiga, queimou em praça pública milhares de receitas para emagrecer, que lhes foram entregues por suas seguidoras. 

Comemoremos, irmãos!

Só os irmãos, as irmãs que fiquem na lancheria comendo uma bem-servida torta de limão com cerveja preta. Com álcool, pois sem tonturinha não dá!

Bem, após esse momento de desvario e júbilo, vou jantar sem culpas nem desculpas, boa janta a todos e todas, alegres paroquianos, depois das orações estarei aqui para atormentá-los com palhaçadas sem graça, tiau.


************************************************************


SUGESTÃO DO JORNALISTA CACO BELMONTE:

As novas gerações de jornalistas, e quem se interessa pelos fenômenos da comunicação de massa, deveriam ter a oportunidade de conhecer e estudar a respeito de Alfredo Octávio. Na Famecos, onde me formei no final do século passado, nenhum professor falou a respeito dele.

A história do cara parece mentira, ficção. Amigo do poeta Mario Quintana, com quem bebia cachaça na Rua da Praia. Íntimo de Roberto Marinho e Che Guevara, morou no inóspito Burundi e foi amigo de Catherine Deneuve.

É esse o homem que o José Luiz Prévidi entrevistou para fazer o livro, pouco antes de falecer o entrevistado. A obra foi escrita numa linguagem ágil e acessível, no formato de diálogos. Recomendo. Imperdível!
(Informações e pedidos pelo jlprevidi@gmail.com)


-


GLOBO NÃO TEM EXCLUSIVIDADE DE NADA - Da revista Oeste:

A Globo renunciou à exclusividade nos direitos de transmissão pela internet da Copa do Mundo de 2022. A decisão ocorre depois de longa batalha judicial contra a Fifa para reduzir o valor das parcelas de seu acordo de TV para a transmissão da maior competição do mundo.

Agora, a entidade que rege o futebol tem oferecido pacotes de jogos do torneio por streaming diretamente às plataformas digitais no Brasil. De acordo com a Folha de S.Paulo, empresas como YouTube, Facebook e TikTok já foram procuradas e estudam a possibilidade de firmar acordo. O pacote, avaliado em US$ 8 milhões, o equivalente a R$ 43 milhões, permite ao patrocinador explorar a publicidade nos estádios durante os 64 jogos do Mundial.

A Globo continuará exibindo as partidas do campeonato na televisão aberta e no seu canal esportivo por assinatura, o SporTV. No entanto, não há mais exclusividade nas plataformas digitais, seja no Globoplay ou em seus portais na internet, que transmitiram os jogos das Copas de 2010, 2014 e 2018.


-



BIBO E MOURÃO EM VIAGEM PELO RS - O deputado federal Bibo Nunes acompanhou o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, em viagem pelo interior do RS nesta semana. Falaram muito sobre a situação atual do país, especialmente as chances - boas - de Santa Maria receber a Escola de Sargentos.
Mourão participou de 
inauguração e homenagens em Ijuí e em Cruz Alta. Em Ijuí, Mourão foi agraciado com o título de Cidadão Benemérito.  
A honraria foi entregue pelo prefeito Andrei Cossetin (PP), no salão do Clube Ijuí. O título é concedido pela prestação de serviços relevantes ao município. Antes de ingressar na política, Mourão foi comandante do 27º Grupo de Artilharia e Campanha de Ijuí.  


-



TODOS SE ENGANARAM - Apesar da voz e dos trejeitos o senador Randolfe Rodrigues é macho, muito macho. 
Ah, e tem uma filha e um neto.
É sério!!


-

MARCOS ROGÉRIO E A HIPOC
RISIA  DA CPI




-


PROGRAMA DO GUGU


-


O DOUTOR DA GLOBO, EM 30 DE JANEIRO DE 2020

https://twitter.com/i/status/1450248334292172810


-


É GORPE!



-


ELES NÃO TÊM O QUE FAZER...
...MAS AS VEZES O BOM SENSO TRIUNFA

Com 39 votos contrários e 6 favoráveis, foi rejeitado o PL 129 2019, da deputada Sofia Cavedon (PT), que declara o município de Porto Alegre Capital da Democracia e da Participação Popular. Após gerar bastante debate em plenário nas sessões de 28 de setembro e de hoje, houve acordo entre as bancadas para rejeição da matéria original e apresentação de um novo projeto para declarar Porto Alegre como Capital da Democracia e da Liberdade. 


-




ESCRAVOS DO SÉCULO 21 - Uma operação conjunta realizada pela Polícia Federal e Receita Federal, Ministério Público Federal, Ministério Público do Trabalho e Ministério do Trabalho e Previdência Social resgatou 18 trabalhadores em situação análoga à escravidão em uma fábrica clandestina na cidade de Triunfo, na Região Metropolitana de Porto Alegre. A ação é parte da Operação Tavares, que realizou ontem o cumprimento de 40 mandados de prisão e 56 mandados de busca e apreensão no Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo. O MPT-RS foi representado na ação pelo procurador Rogério Uzun Sanfelici Fleishmann.

A operação é o ápice de uma investigação que teve início em 2020 para desbaratar uma organização criminosa dedicada ao contrabando e à falsificação de cigarros. A produção abasteceria um mercado clandestino não apenas no Brasil mas também no Uruguai. A investigação também apura os crimes de redução à condição análoga a de escravo, contra o meio ambiente e corrupção de menores cometidos pela mesma organização. A operação foi denominada Tavares em alusão ao local onde foi identificado o primeiro depósito do grupo, no município da Cachoeirinha.

Durante o cumprimento de um dos mandados, em Triunfo, foi encontrado um elevador que levava a instalações subterrâneas nas quais eram mantidos 18 trabalhadores em condições análogas à escravidão. O lugar operava sob a fachada de uma cerealista, mas no subterrâneo ficavam equipamentos para manufatura de cigarros e alojamentos. Cada metade do grupo trabalhava em turnos de 12 horas e passava as seguintes também no local, sem ver a luz do dia.

A Operação também investiga a organização criminosa por cooptar cidadãos paraguaios para trabalharem na produção clandestina. Ao chegarem ao Brasil, os estrangeiros tinham os celulares apreendidos pelos líderes do grupo e eram levados à "fábrica", de onde não poderiam sair até o fim do ciclo de produção.

Os trabalhadores resgatados ainda estão sendo ouvidos pela Polícia Federal, com acompanhamento do MPT-RS e do Ministério do Trabalho. Eles serão encaminhados para os serviços de assistência social. O MPT-RS analisará medidas judiciais nas próximas horas.


-


O CAFAJESTE QUER SER DEPUTADO FEDERAL


-


COMERCIAL MEMORÁVEL 1

https://youtu.be/7QKdS1MxhlE



-




X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X






X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X


INTERVALO



X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X



PIADINHA


Terça, 19 de outubro de 2021

 

OU QUEM SOU.
TUA APROVAÇÃO NÃO É NECESSÁRIA.
...

ANDO DEVAGAR
PORQUE JÁ TIVE PRESSA







Escreva apenas para


COMENTÁRIOS: Todos podem fazer críticas, a mim, a qualquer pessoa ou instituição. Desde que eu tenha alguma informação do crítico - nome, telefone, cpf - ou seja, dados. Claro que existem pessoas que conheço e que não necessito dessas informações. MAS NÃO PUBLICO CRÍTICAS FEROZES. 
E não esqueça: mesmo os "comentaristas anônimos" podem ser identificados pelo IP sempre que assim for necessário. Cada um é responsável pelo que escreve.


LOGO, LOGO:
DOIS MINUTOS COM O PRÉVIDI





REAPARECEU O MARTINELLI




Missão cumprida, com prazer e senso do dever cumprido!

Fechamos, neste domingo, mais um intenso e produtivo trabalho desta vez na inspiradora Cabo Verde, "sentinela" da África. A equipe da Via Mercosul, com todos os nossos parcer@s, está feliz por ter colaborado, nestes quase quatro meses, na concepção e realização da campanha “Djunta mon, Kabésa y Korason”, do nosso cliente José Maria Pereira Neves, certamente o mais preparado candidato nesta difícil disputa pela Presidência da República deste belo País, um político comprometido com seu povo, que faz falta em qualquer lugar.

Um prazer trabalhar com ele e sua equipe, como os coordenadores Jorge Lemos, Adão Rocha e Mário Sanches e tantos parceiros inspiradores como o professor José Brito, Filinto Silva e Débora Katissa.

Meu obrigado especial aos meus amigos de longa data Newton Bento -nosso Diretor de Criação - e nosso também criativo e múltiplo Video-Jornalista Pedro Foss , os que primeiro foram convidados, aceitaram esta parceria e aqui permaneceram “direto”, presencialmente, por mais de três longos meses, enfrentando e superando as dificuldades do trabalho e a distância de casa.

Meu muito obrigado pela confiança e parceria de toda esta maravilhosa e enxutíssima equipe, que soube trabalhar com estas e outras dificuldades que só os “profissionais de elite” conseguem superar, como meus amigos Ricardo Wolf Baptista , na redação, Salete Teixeira e Rosangela Coelho , na produção; Aloisio Rocha , Stefan Hrymalak Neto e Fabrício Renner Garcia, que deram um show de organização, edição, finalização dos nossos programas de TV; como as incansáveis Flávia Lima, Raoni Lacava , Jaiminho, Yasmin, Anas Vera com apoio do Gelson Gelson Vieira nas Redes Sociais do JMN, profissionais que tanto empenho demonstraram e tanta diferença também fizeram na comunicação online.

Obrigado, também, aos parceiros locais como nossos motoristas Pedro Cardoso e Edilson, nossa valorosa equipe de Rádio, coordenada pelo Edson, com Valdir e Rui; toda a equipe da Carbon: Alex, Jê, Paulo, Bob, Fredy, Samir & Samira.

Foi um tempo de desafios e aprendizado, como a vida deve ser. Obrigado ao visionário e inspirador José Maria Neves por esta oportunidade e confiança de coordenar o marketing desta maravilhosa candidatura, um verdadeiro mutirão de mentes e corações, um “Djunta mon”, como deveriam ser todas as obras feitas com o objetivo do bem comum.

Na torcida pela vitória em primeiro turno, uma vitória que – acreditamos e torcemos - será de Cabo Verde e de todas os caboverdianos.

Kebra-Kostelas (versão crioula do nosso quebra-costelas gaúcho)


************************************************************


TENHAMOS FÉ! - Escreve a Paula Porcello, filha do Flávio Porcello:


Amigos queridos! Pelo quarto dia seguido o pai teve uma leve melhora.

Os pulmões dele estão, aos poucos, respondendo. 

A diálise também tem funcionado e o coração não apresentou mais arritmia.

A única coisa que preocupou um pouco é uma anemia, que já está sendo controlada com duas bolsas de sangue.

Aproveito então para fazer um pedido para vocês: quem puder e quiser doar sangue (de qualquer tipo) é só se apresentar no Banco de Sangue do Hospital São Lucas da Pucrs e dar o nome do pai - Flávio Antônio Camargo Porcello. 

Acho que nossa corrente de oração está chegando até ele. Vamos seguir acreditando e torcendo para que amanhã ele suba mais um degrauzinho nesta escada da recuperação.

Não tenho palavras para agradecer cada um que está se solidarizando com o caso dele. 

Seguimos na fé!

-


BIBO E AS CALÚNIAS





A PIADA DA SEMANA!!

JOSÉ LUIZ DATENA: “VOU SER PRESIDENTE”


-


OLHEM A CARA DE PAU DO POSTE!


-


ESTADÃO VIROU ZH!



-


ASINHAS DE FORA: PEPAREM-SE!!

Atentem para os tipos que se dizem trabalhadores sem terra, do Via Campesina, grupelho do mst. Um de suas "líderes" postou noTwitter:


Agora, vejam aí embaixo a categoria dos "trabalhadores":



-


NIVER DA SANTA CASA - Há 218 anos, em 19 de outubro de 1803, a Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre dava início a sua trajetória de atender e entregar a melhor assistência em saúde à comunidade gaúcha e brasileira. Mais antigo hospital do Rio Grande do Sul, se tornou uma das instituições mais modernas do Brasil e referência regional e nacional pela qualidade de sua medicina sem esquecer do propósito que está em seu DNA desde sua origem: acolher e oferecer assistência médica e hospitalar de alta complexidade a pessoas de todas as condições sociais, sobretudo aos mais necessitados.


-


FERNANDA ENTRA NO STJ CONTRA PASSAPORTE SANITÁRIO - A vereadora de Porto Alegre Fernanda Barth (PRTB) protocolou habeas corpus coletivo com Pedido de Tutela de Urgência junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). A impetração da parlamentar visa fazer cessar coação a liberdade de locomoção de parcela

significativa da população do RS, tendo em vista a consolidação e irrenunciabilidade do direito fundamental de liberdade de ir e vir, em relação à discriminação da livre circulação de pessoas, uma vez que a mesma foi condicionada à vacinação e testagem através do Decreto nº 56.120, de 1º de outubro de 2021, pelo governador Eduardo Leite, e cujas regras começam a valer de fato a partir do dia 18 de outubro.

No texto, é reforçado que a vereadora não se opõe à prática da

vacinação, uma importante conquista que tem se mostrado extremamente  relevante na contenção de doenças e na salvaguarda de vidas. São acrescentados fatos e razões de direito que restam evidenciados que o Decreto de Lei acabou por violar a Constituição Federal. Junto a isso, é posto que há que ser dada aplicação conforme a Constituição para diversos trechos do Decreto, uma vez que, aplicando a orientação do

Supremo Tribunal Federal (ADI 6586), pecam pela falta de proporcionalidade, razoabilidade, violam direitos humanos, criam segregação entre vacinados e não vacinados, pobres e ricos, saudáveis e doentes, não respeita a autonomia e liberdade aos que não lhes assiste direito de escolha, atinge crianças, adolescentes.

O habeas corpus considera, ainda, a impossibilidade de aplicação de qualquer ponto do Decreto do governador que preveja a necessidade de vacinação aos que não o fazem por motivos médicos, e quanto a aqueles que tenham criado imunidade por outros meios que não o da vacinação, como a própria contaminação pela Covid-19. Quanto à aplicabilidade do

passaporte vacinal e da inconstitucionalidade do ato governamental, é posto que a exigência no Decreto se mostra desproporcional na medida em que ele passou a ser praticamente inócuo para a contenção da doença, mas apto a criar custos e burocracia para o Estado e o comércio de bens e serviços. O fato de a obrigatoriedade de uma vacina experimental não

caracterizar a eficácia total da extinção do vírus, traz uma “falsa segurança” para a população, levando-se em conta que estudos revelaram que tanto os vacinados, como os não vacinados, transmitem a moléstia aqual não está até hoje devidamente sanada.


-


VIVE!!



-


UMA HOMENAGEM MUITO LEGAL!



-



GENTE CHATA - As ligações por engano ao Samu chegaram a 23,60% dos chamados recebidos em setembro. Das 17.487 solicitações, 4.126 foram por engano, segundo motivo mais comum dos contatos telefônicos. O número aumentou na comparação com agosto, quando foram realizados 4.034 contatos desse tipo. No primeiro semestre do ano, os enganos representaram 20,84% dos chamados.

O alto índice é um desafio diário para as equipes de regulação e da assistência. Das solicitações feitas em setembro, apenas 39,30% viraram atendimentos, chegando a 6.875. Os outros 60,70% dividiram-se em ligações por engano (23,60%), pedido de informações (14,34%), ligações interrompidas (8,85%), trotes (5,17%), chamadas repetidas - quando mais de uma pessoa liga para o mesmo fato - (5,31%) e fora da área de abrangência do Samu (3,08%). 

Conforme a coordenadora do Núcleo de Educação Permanente, Dinorá Cenci, as pessoas ligam para o 192 mas, na verdade, querem falar com outros serviços de emergência, como Bombeiros ou Brigada Militar. Ao entrar em contato com o serviço, é importante ter em mente que o Samu atende situações de risco de vida. Para outras informações não relacionadas ao tema, o 192 não deve ser acionado, pois isso pode prejudicar o atendimento de quem precisa.

...

Confira como utilizar o Samu de maneira correta:

Confirme se outra pessoa já não realizou o chamado.

Diga ao telefonista o endereço completo, indicando pontos de referência (escolas, cruzamentos, supermercados, igrejas, etc.).

Não desligue a ligação. Você falará com um médico em seguida.

Diga seu nome e o que está vendo. Responda com calma às perguntas do médico.

Em caso de acidente de trânsito, indique quantas vítimas há no local e se existe alguém preso no interior do veículo. Siga os conselhos do médico enquanto aguarda a chegada do socorro. Peça para outra pessoa sinalizar para a ambulância quando o veículo estiver chegando ao local.

Qualquer nova informação, ligue novamente para o 192 e relate as mudanças ocorridas

Números de emergência:

Bombeiros - 193

Brigada Militar - 190

Defesa Civil - 199

EPTC - 118

Fala Porto Alegre - 156

Polícia Civil - 197

Polícia Rodoviária Federal - 191

Polícia Federal - 194

Samu – 192


-


ELEITOR DE LULA


-


VACINA PARA TURISTAS - O jornalista Alejandro Malo informa: O Governo uruguaio anuncia oferta da terceira dose de vacina (pfizer) para os turistas que desejem ser vacinar, a partir de novembro. Será gratuita e poderá ser agendada na entrada ao pais via Whatsapp e ainda escolher local. Serão ofertados vários locais, data e horários. Para os menores de 18 até 12 anos será ofertada a vacina opcional.


-




X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X






X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X


INTERVALO




X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X



PIADINHA

MILAGRE NO JOGO DO GRÊMIO
CONTRA O JUVENTUDE