Bom Dia!! Terça, 20 de maio de 2014

NÃO QUERIA SAIR DA CAMA





Foi muito difícil. Acordei, como sempre, antes das oito horas. Fiquei ouvindo as vozes, os assuntos do início da manhã. A Gabriela veio me dar uma lambida, como se quisesse saber se não iria levantar. Eu ali, fingindo que estava dormindo, tapado até a cabeça.
Pequeno, não gostava dos meus aniversários. Dos presentes, sim; mas a festa era um saco.
Sempre foi assim.
Quando estava perto de completar 18 anos fiquei muito preocupado. Acreditei que teria que mudar de vida. Parar com o negócio de só pensar em gurias, de festinhas. Teria que procurar um emprego, estudar mais - afinal estava me tornando um homem, com 18 anos. Em 20 de maio de 1972 demorei muito para sair da cama e, óbvio, nem fui à aula. Passaram-se alguns dias e me dei conta que nada iria mudar. Aliás, mudou. Fui fazer a minha carteira de motorista.
--
Acredito que o problema maior é quando completamos 20, 30, 40, 50.
Os 20. Estava completamente de molho, não levantava nem para fazer xixi. Quase morri num acidente na friuei. Não me lembro muito bem, mas foi bastante gente lá em casa e até fizeram uma decoração.
Os 30. Estava praticamente casado. Ou melhor, já estava casado e iríamos "selar a união" num cartório em Copacabana, Estava feliz. Muito.
Os 40. Já era um pai de família. No dia 20 de maio de 1994 fui,com a Rute, num show do Roberto Carlos na Reitoria, comemos pizza em casa - a insuperável e saudosa Superpizza - e no dia seguinte embarquei para Nova York.
Os 50. Nada especial. Fomos - o pessoal de casa e amigos - no antigo Pedrini, da avenida Venâncio Aires.
--
Sempre ouvi dizer que a vida humana sempre vai numa linha crescente e quando chega os 40 a linha começa a descer.
Olha, é a mais pura verdade!!
Comecei pelos óculos. Dois. Depois descobriram, pra variar, uma doença circulatória nas minhas pernas. Sempre elas. Só não fiquei careca.
--
Os 60.
É tempo pra cacete!! Percam as esperanças, não fico procurando doenças. Ninguém será testemunha desse rápido diálogo:
- E aí, Prévidi, tudo bem, onde estás indo?
- Vou fazer um check-up completo, daqueles de ficar o dia todo no hospital!!
Não dá, né?
Tinha que parar de fumar, isso sim. Que vício maldito!! Raios!!
--
Pensando bem, não mudei muito. Ou não mudei nada.
Continuo sem comer frango e peixe, não suporto a mistura de comida com frutas (molho de manga? Blerch!!), jamais acampei, heterossexual convicto, sou um exímio pegador de jacarés no mar de Oeisis, muita risada, escrever sempre. Por aí.
--
Em casa, nos aniversários de todos, acontece um fenômeno. Se comemora um dia antes. Não sei o motivo e ninguém sabe.
Aí ontem foi um pessoal em casa. Aparecem.
Lá pelas tantas, começaram a falar das "vantagens" que terei.
Ônibus de graça em Porto Alegre. Bah, nem lembro da última vez que andei de ônibus.
Vaga exclusiva no supermercado: legal.
Senha exclusiva nos bancos. Isso, sim, dá para pegar a normal e a dos velhinhos.
Fila exclusiva nos aeroportos? Bom.
--
Saí da cama para atender o telefone. Vários, um negócio muito legal.
Emails e centenas de mensagens no Facebook.
Muito, muito legal.
Agradeço, emocionado, a todos.
E como agradecimento reproduzo o que escreveu o jornalista João Carlos Machado Filho.

Certamente o dia de hoje é muito especial, principalmente para quem é amigo, quem convive com ele, com suas irreverências, com suas informações exclusivas, mas acima de tudo com sua figura única de amigo, parceiro e companheiro. Conheço o Prévidi faz muitos anos. Até nem gostava muito da cara dele até aprender que estava diante de um ser humano ímpar, de um jornalista como poucos e de um amigo verdadeiro. Hoje, avô assumido, o Prévidi divide seu tempo com o sol e a tranquilidade de Oesis com a Rute, seus filhos, noras e, é claro, com o neto. E escreve um blog que, como diz o Bibo, "é sucesso".
No dia do aniversário dele, quero escancarar minha alegria e dividir com ele a satisfação de mais um ano vivido, torcendo para que este abra as portas de muitos outros. Felicidades, meu amigo, muito sucesso, muita paz, muita informação, um uisquinho prá bebemorar e muita luz na tua vida. O beijo é meu, da Ana e da Gabi! 

Beijos gerais!!
Por hoje é isso.
--
Mas foi muito difícil sair da cama.

6 comentários:

  1. Parabéns pela data. O Machado disse tudo.
    Fica tranquilo guri, pois dia 10 de junho se ainda estiver por aqui estarei chegando aos 70 anos.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo aniversário e que continue com esse irretocável senso de bom humor, que faz com que qualquer notícia chegue até nós de maneira mais agradável.

    ResponderExcluir
  3. Éverton Severo Maciel20 de maio de 2014 14:24

    Parabéns pela data (brevemente atingirei esta "marca", se Deus quiser!) e muito fôlego para a vida e para a missão de jornalista. Afinal, as noticias tem que chegar até seus leitores com a marca Prévidi, sempre agradável e verdadeira. Saúde e Paz!

    ResponderExcluir
  4. Parabéns, amigo. Muita luz, sempre. PS: a âncora do Jornal da Almoço falou Porto Alegre, hoje. Acho que por causa do teu aniversário. kkkk. A
    bração.

    ResponderExcluir
  5. Oi Xu, adorei o seu texto....principalmente da parte "....Tinha que parar de fumar, isso sim. Que vício maldito!! Raios!!..." e gostei muito da mensagem final da Ana e Gabi....
    E que bom que gostou do meu presente....ano que vem tem mais!!! Bjss
    Xuly

    ResponderExcluir