Terça, 12 de março de 2013 - parte 3

EDUARDO CAMPERE E A RÁDIO GAÚCHA

De Porto Alegre:
Seguidamente eu leio comentários teus com relação aos meios de comunicação, especialmente, com relação ao Grupo RBS. Para contribuir com o debate, gostaria de tecer alguns comentários sobre a Gaúcha, rádio que escuto há mais de 10 anos e que, aos poucos, tenho ouvido cada vez menos. 
Para início de conversa, concordo contigo, pois não entendo porque despendem tanto tempo para o esporte. Eu gosto de futebol, mas chega 11h30 e começa o futebol no Chamada Geral, depois emenda com futebol ao meio dia (nem lembro o nome do programa) e com o Sala de Redação (que, para mim, é uma das grandes incógnitas do rádio gaúcho: como este programa que não diz nada com coisa nenhuma tem tanta audiência?). E a coisa piora. Na época do Lasier, o Gaúcha Repórter era um programa de Economia e Política e, agora, virou uma outra versão do Chamada geral, inclusive com um baita espaço destinado ao Esporte (futebol).
Aliás, com a saída do André Machado do Chamada Geral, à tarde, colocaram a Sara. Foi um desastre. Tanto que já trocaram e colocaram a Sabrina Tomasi que está melhor, mas falta bagagem para um programa destes.
O pior, contudo, está no Gaúcha Repórter.
Um amigo meu, faz uns dias, comentou;  nunca pensei que fosse sentir saudades do Lasier . Eu o indaguei perguntando se o Scola não era um bom jornalista e coisa e tal. Aí ele disse que também pensava que sim, mas que o Scola era, ao final, apenas um leitor de notícias. Saí discordando dele, mas, depois de ouvir alguns programas, passo a concordar. Conseguiram piorar o Gaúcha Repórter e o Scola não tem a mínima condição de tocar um programa de entrevistas e debates já que ele não tem opinião (falta de conteúdo?) e, quando tem, elas não saem do senso comum. Isto ficou mais evidente com a cobertura em Roma. Pergunto: de que adianta mandar alguém fazer uma cobertura se tudo o que ele diz poderia ser falado ou escrito por alguém que fica em Porto Alegre e acompanha tudo pela Internet?
Bem diferente o correspondente na Venezuela, que contextualiza com personagens de lá.
Enfim, acho que no afã das mudanças a Gaúcha tem pisado na bola. Particularmente ando cada vez mais próximo da Band News e da Guaíba.
-----

CÁ ENTRE NÓS

Como estão chatos os programas ditos jornalísticos.
É só julgamento de bandidos, Vaticano, Tragédia de Santa Maria.
Cansei.



7 comentários:

  1. Simples: "Muda de canal", desliga o rádio!

    ResponderExcluir
  2. E eu cada vez mais ouvindo a CBN ( tanto pelos podcasts quanto pela internet ) e RFI ( da mesma forma ).

    O rádio gaúcho, salvo raríssimas exceções, é de uma mediocridade diretamente proporcional ao nível de seus ouvintes.

    E dê-lhe programas-chuteira pra manter esse povinho no brete ...

    Ou alguém aí consegue ouvir rádio que não seja durante o almoço ou ao final do dia ? Nesses horários, só futebol ...

    ResponderExcluir
  3. E eles são tão arrogantes que não querem nem ouvir a opinião de quem ouve a rádio, pois não tem um espaço de crítica e tampouco disponibilizam um canal para que o ouvinte diga o que quer na programação.

    Aí sobra trânsito, previsão do tempo e outras bobagens ...

    ResponderExcluir
  4. Eduardo Vasconcellos12 de março de 2013 17:38

    Previdi.que fonte de informação a Gaúcha,tem repórter no Vaticano,na Venezuela dois mais um de ZH. Pessoal pelo que se lê aqui só se ouve a Gaúcha, eu começo no Macedo,cara com opinião forte,não leio criticas contra as outras rádios será que ninguém escuta?

    ResponderExcluir
  5. Cara, finalmente leio alguém com a mesma opinião que eu a respeito do Scola! O cara é bom repórter, mas péssimo apresentador! Não tem carisma e opinião própria a respeito de nada - coisa que sobra no André Machado, por exemplo

    ResponderExcluir
  6. Com todo o respeito, discordo da opinião do leitor em relação ao Daniel Scola. Ele é um bom jornalista, e justamente por isso foi enviado ao Vaticano. O que acontece é que ele tem um perfil mais discreto do que o do Lasier, que quase sempre metia os pés pelas mãos e acabava aparecendo mais do que a notícia, no estilo pavão que parece uma praga entre os figurões dos veículos da RBS.

    ResponderExcluir
  7. Assino embaixo das percepções do Eduardo.

    O Gaúcha Repórter era um baita programa, com o Lasier. Sou do tempo do Lasier com o Melquíades Stricher. Hoje virou uma resenha de notícias, a toque-de-caixa. Larguei.

    Tenho ouvido Guaíba e BAND AM. Aliás, a Band está perdendo MUITO espaço em optar por não ter uma frequência FM.

    Um abraço.

    Fábio

    ResponderExcluir