.

Sexta, 22 de maio de 2015



Atualizado diariamente ao meio dia.
Eventualmente, a tarde, notícias urgentes.




Escreva apenas para  jlprevidi@gmail.com






BOM DIA ESPECIAL




Vai para o jornalista Oscar Henrique Cardoso.
Mora em Canoas e é um cara preocupado - e trabalha na área - com as questões sociais.
Acompanho seu trabalho e suas opiniões pelo Facebook.
Uma pessoa do Bem.






--




ponto do dia




O SECRETÁRIO DE SEGURANÇA?
UM BUROCRATA, CALMO DEMAIS!!







Wantuir Francisco Brasil Jacini, para quem não sabe, é o secretário da Segurança do RS.
Na página da Secretaria não consta a sua idade.
"Nasceu na cidade de São Gabriel, no Rio Grande do Sul. Ingressou na carreira policial em 1976, como Agente de Polícia Federal. Em 1977 formou-se em direito pelas Faculdades Católicas de Mato Grosso, e em 1980, mediante novo concurso público, passou ao cargo de Delegado de Polícia Federal.
Durante mais de trinta anos dedicados à carreira policial, Wantuir Jacini ocupou diversos cargos no âmbito do Departamento de Polícia Federal nos Estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Distrito Federal."
-
Muitos gaúchos moram em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Tenho vários amigos que vivem lá e, a pedido, um me passou este texto:

Ele é um sujeito calmo demais. Pacato demais. Sem condições de atuar como secretário de segurança. Ele deve ser um bom burocrata. Só.
O contexto é que o antigo governador (André Puccinelli, PMDB), ao qual ele serviu de secretário de segurança, é uma espécie de coronel. Ele controla diversos partidos.
Além dele, a cidade de Campo Grande é controlada pela família Trad. São deputados, vereadores e ex-prefeito, tudo da mesma família. Então, em geral, os políticos daqui são meros serviçais dele. Uma coisa bem latente mesmo.
Na última eleição para a prefeitura, o povo decidiu dar um basta no governador. Ele controla todos os poderes, inclusive o judiciário. E, com a grande chegada de pessoas de outros estados, esse modelo não se sustenta.
O eleito foi o radialista Alcides Bernal (PP). Mas, o que ocorreu de fato, é que o Edson Giroto, candidato do Puccinelli, foi o perdedor. O novo prefeito começou muito, mas muito bem. Ele herdou a maior epidemia de dengue da história da cidade. No ano seguinte, tivemos o menor índice da doença. E, não foi por acaso. Era visível a atuação da área de saúde. Ele botou na rua todos os CCs que estavam na prefeitura (o domínio era do PMDB há décadas), cortou contratos de fornecimento, fez uma limpa. Contratou uma montanha de médicos.
Um ano depois, cassaram o cara! A acusação foi de irregularidade em um contrato emergencial.
E, sabidamente, com a mão do governador e da família Trad.

Bom, isso foi para contextualizar.

Durante o período do Jacini, o que se viu foi um crescimento da violência. Em 2009 não havia a sensação de insegurança que eu experimentava em Porto Alegre. As pessoas deixavam os portões de casa abertos. Não havia roubos de veículos. Podia-se caminhar, tranquilamente, a qualquer hora do dia e da noite.
Os parques (que aqui são cercados) eram ilhas de paz e tranquilidade, com famílias ficando até a noite.
A polícia tinha fama de durona - e era. Bandido temia muito a PM.
Mas, isso foi reduzindo. A PM foi ficando frouxa. Os crimes foram crescendo e a presença da PM diminuindo, a olhos vistos. Começou-se a ouvir reclamações de falta de verba para a PM.
A PM passou a dar aquelas explicações de "isso não é caso de polícia, é problema social". Pararam as batidas em pontos de vendas de drogas.
Hoje, convivemos com sequestros-relâmpago, um número alto de roubo de carros, invasão de residências e assalto a comércios. Além de homicídios por todo o estado.
A população está bem assustada. E culpa diretamente o antigo governo.
Tanto que o governador atual usou a bandeira da violência como uma das principais para bater o poderoso grupo Puccinelli-Trad.
Pouco se via o secretário aparecer. E, quando aparecia, dava a nítida impressão de ser um burocrata, que passa o dia em uma sala fechada, sem saber o que se passa na rua.
E, também, não parece ter a habilidade de saber lidar com pessoas que ele precisa comandar.
Ele tem fama de incompetente. Incapaz de tomar atitudes para fazer frente ao problema. E é incapaz mesmo!
Foi uma grande surpresa quando se soube que o RS (que, aqui, ainda tem fama de
ser um estado avançado) havia cooptado o Wantuir.
Chegaram a falar que o Puccinelli havia obrigado o Sartori!!! hehehehehehe




--




ponto midiático




JORNALISMO FAJUTO:
ZERO HORA LEVA LIVRE A CONSELHEIRA?

Recebo do João Paulo:

Interessante o silêncio de ZH, quanto a um fato lamentável ocorrido no final de semana. A meu ver, um caso sério e rumoroso.
Visto que a Conselheira Substituta do TCE Heloisa Piccinini foi pega na operação Balada Segura (notícia do Correio do Povo do dia 18/05/2015 página 15 Polícia).
A conselheira recusou-se a fazer o teste do bafômetro e desacatou os policiais.
Deve-se registrar que ela integra um grupo de combate ao alcoolismo e possui uma postura extremamente rigorosa com os prefeitos e vereadores do Estado, normalmente condenando-os por fatos corriqueiros.
Isto não é noticia? Ser do TCE deixa alguém acima da Lei? Ou o Jornalismo é que está contaminado pelos poderosos?

(clica em cima que amplia)




--


MANCHETES

Do Zero Hora, hoje de manhã:

Cortes no orçamento da União serão anunciados hoje

-
Da Folha de S.Paulo, hoje de manhã:

Corte no Orçamento será de R$ 69 bi


--

SALA DE REDAÇÃO

Egon Müller escreve sobre o programa da Rádio Gaúcha:

Olha, tem novidade boa no Sala de Redação. O cantor João Almeida Neto (uma das 3 pessoas lúcidas do programa, os outros dois são o Guerrinha e o Fernando Carvalho) nesta segunda-feira, "demitiu" o Felipão ao vivo, depois da derrota para o Coritiba. Ele disse, o que nenhum dos outros participantes tinha coragem de dizer. Que o Felipão estava desinteressado, apático, sonolento e briguento, xingando a gurizada da base. No dia seguinte o Felipão caiu.
E o Silvio Benfica, dá de goleada no Pedro Ernesto, apresentando o programa. Fica a pergunta: Por que o Silvio Benfica não é titular de um programa importante como esse?

--

SALA DE REDAÇÃO - 2

Eduardo Escobar escreve:

Vocês lembram da remodelação do Sala de Redação? Teria meia hora a mais e muita interatividade, com os caras do Bairrista controlando Uatizáp, Feicebuk, Tuiter?
No início da semana acompanhei quase todo o programa e as tias velhas não interagiram com nenhuma dessas plataformas.
Outra coisa: dançou o patrocínio do Sala em vídeo?
Mas que barbaridade!

--

OS DONOS DA BOLA

Na Band TV, das 13 às 14 horas.
Assisto porque é bem na hora do almoço (divido com o Balanço Geral).
O comando é do Leonardo Meneghetti. Legal, porque não é daqueles que "comando" significa falar o tempo todo, interromper os outros.
O time é bom - outro dia estava o Luiz Carlos Reche.
Aliás o Reche é o único que "destoa": não usa tênis nem jeans. Todo programa de esportes os apresentadores SEMPRE estão de tênis, jeans e pólo. É regra.
Como disse, os debatedores são bons, mas tem um guri, com cara de poeta, que faz caras e bocas, que se mete em tudo o que os outros falam. Mas é bem coisa de guri, mesmo, que quer se firmar.

--

SOBRE O BALANÇO GERAL

Assisto mesmo, desde que começou. Teve uns períodos ruins, que larguei, mas, agora, o Alexandre Gordinho Mota voltou a sua boa forma. Pena que não tem mais o quadro do Sacomory.
Duas coisa me incomodam: a mulher que grita ao fazer propaganda de remédio e a repetição INSUPORTÁVEL das mesmas imagens, 4, 5 vezes. Imagens, na maioria das vezes, que não dizem nada, inúteis.
E term a Venenosa Oficial..
Ah, sim, as repórteres são muito competentes. Boas no improviso.
Tá bem, Voltaire Porto, tu também tens muita competência no improviso.

--

BOLZAN ROMPE COM A BAND

Leonerdo Meneghetti escreve:

Em função da coluna que assino no METRO JORNAL, o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior, diz que não concederá mais entrevistas aos veículos do Grupo Bandeirantes. A manifestação foi feita agora pela manhã ao produtor Marcelo Salzano. "Não vou falar para a BAND. Estou sendo desrespeitado. Estão me tirando para Cristo", disse o presidente.
Ele realmente tem o direito de escolher para quais veículos quer conceder entrevista, embora isto agrida a isonomia de tratamento aos órgãos de comunicação.
Esta é uma forma de pressão antiga, ultrapassada, de quem não sabe conviver com a crítica.
A adaptação de políticos ao futebol realmente não é tão simples.
Lamentável postura.

--

O FIM DO AM

João Alberto Müller entra no debate:

Sobre o fim das rádios em AM tem uma coisa que não foi citada, ou apenas eu não li. No meu entender, o principal motivo está relacionado aos celulares. Nos aparelhos de telefonia móvel só pega sinal FM e por isso rádio que está em AM só pode ser ouvida se o celular tiver internet e um aplicativo instalado. Vou contar minha experência prática: tentei ouvir a Gaúcha pelo aplicativo, mas com o sinal ruim do 3G o sinal cai seguido, e por isso, mesmo morando aqui em Porto Alegre, prefiro usar o rádio do celular, até porque é gratuito, uma vez que usar o aplicativo acabo consumindo a minha internet paga no celular. E eu não podia ouvir a Bandeirantes, apenas a Band News. Agora, por exemplo, na hora em que escrevo esta mensagem, aqui no meu local de trabalho, estou ouvindo a Bandeirantes em FM no celular, coisa que eu não podia fazer antes. E como você mesmo deve saber bem, hoje em dia os jovens usam praticamente só o celular para se comunicar com o mundo.

--

ESCOLINHA ZH PELO MUNDO!




--

ESCOLINHA ZH NA RÁDIO GAÚCHA

Recebo:

Só falta "pentearam a Mula Sem Cabeça" e a "Volta dos que Não Foram" nessa RBS. Como é difícil, atualmente, encontrar um título que resuma o fato...







--




ponto do intervalo





TUDO E MAIS UM POUCO - 19



Entre 2009 e 2010 fiz a seção "30 Perguntas". Foram dezenas de amigos e leitores, personalidades variadas, que responderam. Muito legal, porque tivemos oportunidade de conhecer particularidades da vida de pessoas relevantes.
Agora, o "ponto do intervalo", com o TUDO E MAIS UM POUCO.
Intervalo, no sentido de recreio, no meio das postagens.
Prometo que as questões serão sempre as mesmas para todos e responderão da forma que bem entender. Sugiro a forma, mas se o cara quiser mudar, legal.
-
Tudo, mas não vamos saber a marca da pasta de dentes e muito menos o tipo de cueca/calcinha predileto.
-
Hoje,  o jornalista




Claudio Moretto

















Tem que ser curto e grosso. Podem ser duas indicações. Se não topar responder alguma é só deixar em branco. 



Extremos - pior e melhor, nesta ordem:


Filme: Tubarão / Janela Indiscreta
Programa de TV: Esquenta / Roda Viva
Apresentador de TV: Raul Gil / Heródoto Barbeiro
Programa de rádio: Difícil escolher pela quantidade / BandNews FM com Ricardo Boechat
Apresentador de Rádio: Escolha difícil pelo excesso de mediocridade / Ricardo Boechat
Livro: biografias autorizadas / O Apanhador no Campo de Centeio.
Revista: Qualquer uma de abobrinha / Época
Jornal: ... / Folha de São Paulo
Site/blog: ... / Prévidi e Making Of (pra bajular ambos. kkk).
Cidade: Goiania / Porto Alegre
Praia: Magistério / São Lourenço do Sul.
Mulher: Cristina Kirschner / Madre Teresa de Calcutá
Homem: Adolf Hitler / Winston Churchill
Presidente da República: Emílio Medici (pode milico de plantão?) ou Fernando Collor / Fernando Henrique Cardoso.
Comida: Entrevero / Espaguette ao suco da Dona Lúcia.
Bebida: Chimarrão / Champagne
Refrigerante: Fanta Uva / Coca Cola.
-


Curtíssimo! Duas ou três palavras:


Me alegro: com meu filho
Me irrito: com cinismo
Me derreto: para a sinceridade
Me dá tesão: minha mulher
Saio de fininho: de psicopatas bipolares com soberba.
Desligo o tel.: telemarketing
-


O que fazer com (pode escrever mais):



Chatos: corro deles.
Radicais: deixo falar sem interferir para saber até onde podem chegar para fazer besteira.
"Engraçados": dou um gelo
Definitivos: debocho
Viciados em redes sociais: procurem analistas que não sejam de sistemas.
Puxa-sacos: paredón
Pessimistas: fujo
Coxinhas enfurecidos: camaçada de laço
Mimadinhos petralhas: sumanta de relho.
-


UMA RÁPIDA BIOGRAFIA:



Jornalista há quase 40 anos formado pela Famecos/PUC. Trabalhou nas rádios Farroupilha (Diários Associados), Difusora (atual Band 640 AM / 94,7 FM), Gaúcha e CBN Porto Alegre com grandes mestres do jornalismo como Flávio Alcaraz Gomes, Mendes Ribeiro, Armindo Ranzolin, Claiton Selistre, Marco Baggio, Cândido Norberto, Jayme Copstein, Eridisson Lemos, José Antonio Daudt, Luciano Klöckner, Pedro Jacques, Valdir Barbosa Paz, Rita Daudt, Sandra de Deus entre ouros e Sérgio Pedro Zambiasi que deu a primeira oportunidade efetiva no radiojornalismo. Atualmente, desativado compulsoriamente, mas sempre à disposição. Casado há 26 anos com a dona Lúcia com quem tem o Eduardo de 15 anos.




--




ponto cultural




MUSICAL

JOSÉ MARTÍ EM CANTO






No dia 29 de maio, às 20 horas, no Teatro Dante Barone da Assembleia gaúcha, músicos e compositores brasileiros, uruguaios e cubanos reúnem-se para cantar a vida e a luta do mais universal dos poetas da ilha e herói da guerra de independência cubana contra o domínio espanhol.
O show marca o lançamento do CD inédito, gravado em Porto Alegre a partir de 14 poemas de Martí, escolhidos e musicados originalmente pelos gaúchos Leonardo Ribeiro, Mário Falcão e Pablo Lanzoni, pelo uruguaio Sebastian Jantos e pelo cubano Maurício Figueiral. A realização é da Associação Cultural Jose Martí e a entrada é franca.
Além dos autores e intérpretes, participam do espetáculo os músicos Marisa Rotenberg (voz), Cláudio Sander (sax), Giovani Berti (percussão), Ricardo Arenhaldt (bateria), Éverson Vargas (baixo) e New (teclados). O ex-governador do Estado Olívio Dutra declama o poema Banquete de Tiranos.
Foram musicados os poemas Tiene el alma del poeta, Cuba nos une, Baile agitado, Cultivo una rosa blanca, Por tus ojos encendidos, Banquete de tiranos, Tonos de orquestra, Yo vengo de todas partes, A Emma, Aquí está el pecho, mujer, Yo puedo hacer, Noche de mayo, El rayo surca e Fragmento.
Nos dias 22 a 27 de janeiro deste ano, o projeto José Martí em Canto participou de uma jornada cultural em Havana, a convite do Centro Nacional de Música Popular, do Ministério da Cultura de Cuba, durante as festividades dos 162 anos do natalício de Martí. “Um encontro entre músicos de Cuba, Brasil e Uruguai contribuiu para fortalecer a solidariedade e a integração entre os três países, tendo na cultura uma condição fundamental para este processo”, explica Ricardo Haesbaert, presidente da Associação Cultural Jose Martí do RS.
O show integra a programação da 9ª convenção Gaúcha de Solidariedade a Cuba. Apoiam o projeto as seguintes entidades gaúchas: SINDIPOLO, SERGS, SINDBANCÁRIOS, STIMEPA, FTM, AFOCEFE, UGEIRM, FETEESUL, SINTEC, SINFEEAL, SINDIPORG, SINDIÁGUA/RS, SINDIPETRO/RS, SEMAPI/RS.
-
Contatos e informações:
51 9661.2191 (Ricardo Haesbaert) e 8181.5916 (Gilmar Eitelwein).




--



ponto g



REPITO: NÃO SE ENTUSIASMEM
COM INVESTIMENTOS CHINESES


Na Folha de S. Paulo (aliás, é o único jornal que trata seriamente esta cascata chinesa):

Em Barreiras (BA), um megaprojeto de processamento de soja parou na terraplenagem. No porto do Açu (RJ), a siderúrgica Wisco desistiu de ter uma unidade no Brasil quando Eike Batista começou a desmoronar. Em Mato Grosso e no Pará, o acordo para o financiamento de uma ferrovia está parado há três anos.

Em comum, trata-se de projetos bilionários com capital chinês anunciados com estardalhaço nos últimos cinco anos, mas que nunca saíram do papel. Somadas, essas promessas não cumpridas ou redimensionadas para baixo somam ao menos US$ 24 bilhões, segundo levantamento da Folha.

Esse montante seria maior caso entrasse na conta a fabricante de eletrônicos taiwanesa Foxconn. Em visita a Pequim em 2011, o governo Dilma anunciou que a empresa investiria US$ 12 bilhões, mas ficou bem distante disso.

Esses antecedentes têm provocado ceticismo sobre os anúncios feitos durante a visita do primeiro-ministro Li Keqiang ao Brasil, nesta semana, como a construção de uma ferrovia transoceânica e um fundo de investimento de até US$ 53 bilhões.

Levantamento da Folha publicado nesta quinta-feira (21) mostra que apenas 14 dos 35 acordos recém-assinados têm recursos assegurados e compromissos mais firmes.

MONTADORAS

O esvaziamento dos planos ocorreu em vários setores. No ramo automotivo, alguns fabricantes de automóveis ainda não implantaram projetos industriais no Brasil –casos da Lifan, da Hafei e da Zotye.

Outros investimentos acabaram dependentes de dinheiro brasileiro. Em Camaçari (BA), onde a JAC Motors planeja uma fábrica de R$ 1 bilhão, a obra está parada à espera de um financiamento estadual de R$ 122 milhões. Os chineses arcarão com 66%, e o restante virá do sócio local, o Grupo SHC.

No caso da fábrica da Foton Caminhões, que está sendo erguida em Guaíba (RS), todo o capital de R$ 400 milhões é brasileiro; a China entrará com a tecnologia.

No caso da soja, um dos principais produtos de exportação brasileira para a China, investimentos de pelo menos US$ 8,7 bilhões, que incluiriam compra de terras e infraestrutura para escoamento, não se materializaram.

Em telecomunicações, a visita da presidente Dilma Rousseff à ZTE, em Xian (China), em 2011, não foi suficiente, até agora, para a empresa implantar uma fábrica de US$ 200 milhões em Hortolândia (SP).

Por outro lado, a Huawei cumpriu a promessa na mesma época de abrir um centro de pesquisa e desenvolvimento em Campinas (SP), orçado em US$ 300 milhões.

Os empresários chineses costumam se desanimar com os custos e a burocracia. Eles estão decepcionados também com o crescimento pífio –boa parte dos anúncios ocorreu ente 2010 (quando o país cresceu 7,6%) e 2011.

INFRAESTRUTURA

O Brasil tampouco conseguiu atrair os chineses para grandes obras de infraestrutura. As empresas do país são pouco receptivas ao modelo de concessão e a participar de licitações. O Planalto não teve êxito, por exemplo, em envolver Pequim no projeto do trem-bala entre Campinas e Rio, várias vezes adiado.




--



ponto da piadinha



Do Sensacionalista:


Shopping da Câmara terá inauguração com deputados em promoção


A aprovação da construção de um shopping center na Câmara dos Deputados está agitando o mercado da moda em Brasília. O shopping custará mais de um bilhão de reais, mas Eduardo Cunha promete compensar esse gasto com diversas promoções.
A principal delas acontecerá durante a semana de inauguração onde o visitante encontrará diversos deputados em promoção, dos mais variados partidos e das mais requintadas bancadas.
Algumas marcas já confirmaram presença no shopping da Câmara, entre elas: Giorgio Armando, Louis Jeton, a famosa marca de relógios Enrolex, Caixa Dois & Gabanna, Marc Feliciano Jacobs, ComPrada, DeFendi e muitas outras


--




ponto final



O AMOR NOS TEMPOS DA CÓLERA


Glauco Fonseca


A diferença entre amor e paixão é complexa, apesar de sugerir simplicidade. A paixão é um estado temporário, uma fase de êxtase e euforia que todos gostaríamos que durasse para sempre, mas não dura. E se durasse, não seríamos capazes de realizar ou de completar algo, pois o estado permanente de distração tiraria a compreensão da fundamental diferença entre o sentir-se bem e o que realmente significa estar diante de algo bom. Já o amar é um estado mais perene, mais relevante e sofisticado, onde se estabelece um sentimento mais sereno e, porque não, racionalizado, permitindo o agir e o fazer, o realizar e o completar até, porque não, o pranteado fim.
Não tenho certeza de nada. É apenas assim que eu acho que é.
Trocando os sinais, seria o ódio o contrário de amor? E seria a raiva o oposto da paixão? Uma simples procura nos dicionários nos dirá que ódio é “um sentimento intenso de raiva, de aversão”. Outro diz que ódio é “paixão que conduz ao mal”. Em todas as definições de ódio, lá está a raiva como uma de suas manifestações, mesmo que a principal acepção da palavra tenha a ver com a “doença infecciosa, especialmente dos cães, podendo transmitir-se por mordedura a outros animais e ao homem; hidrofobia”.
Eu não odeio Dilma e Lula. Eu não odeio o PT. Nem mesmo o Tarso Genro eu odeio. Eu me sinto abusado por seus atos e manifestações, injuriado com suas engambelações e discursos. Nem a palavra raiva aponta corretamente o sentimento para com essas pessoas, pois que nada fizeram, até o momento, que enseje a tanto. O atual estágio é de mágoa, indignação, veemência. Ódio? Claro que não. Raiva? Também não. Indignação? Definitivamente sim.
Não houve manifestação de ódio nos movimentos de março e abril. Milhões de pessoas nas ruas e nenhum incidente violento em todo o território nacional indicando que havia, sim, pessoas querendo o impeachment, a renúncia de Dilma e o desejo de ver o PT muito longe. Nenhuma violência física, nenhum atentado às propriedades pública e privada, nenhum Gordini velho sequer incendiado.
Não há ódio no coração do brasileiro. Não há sequer raiva no grito de desespero de um país inteiro. Há mágoa, desesperança, tristeza, indignação.
Os que continuam a não entender de nada, sem aprender nada e sem se esquecer de nada, persistem em tentar modificar a realidade via manipulação de imbecis da imprensa, especialmente a tosca e gasosa imprensa gaúcha. Apareceu até um beócio com a tese de que “aumenta o ódio nas redes sociais”. Mas que besteira, que impropério, lacuna típica de mínima qualidade intelectual.
Não há ódio nas redes sociais. Há pessoas finalmente se manifestando, expurgando seus sentimentos encalacrados há anos, dizendo o que jamais pensariam que diriam. Fazem-no por que o momento é o pior possível, de falta de esperança no futuro, de indignação diante da corrupção petista sem fim, da violência que recrudesce, do desemprego que assombra, do país que empobrece e onde pessoas perdem seus direitos após o inesperado ataque de coqueluche da vaca, aquela vaca, lembram?
A esquerda acuada, ao invés de refletir sobre seus erros, ataca com mais um de seus recursos sórdidos. Os petistas e seus satélites, num cantinho do ringue, apanham dos que lhes fazem cobranças de promessas que se mostraram apenas como mentiras, de ideias que eram apenas discursos fáceis, de teses que se revelaram apenas piadas grosseiras. E eles apanham nas redes sociais – e não nas ruas – de pessoas magoadas, deprimidas, injuriadas, acuadas pelas circunstâncias que foram criadas pela desilusão e pela dura realidade que sempre revela a mentira, mais cedo ou mais tarde.
Não há ódio entre brasileiros. Há palavras duras, eloquentes e incisivas. Não há raiva nas redes sociais, mas há gente desiludida que, em breve estará desesperada.
De que serão acusados os que hoje comem menos e em breve poderão ter fome, que poderão perder suas casas pela impossibilidade de pagar por elas face o desemprego? Como é que o menino burrinho da rádio aquela vai chamar os impropérios que os brasileiros dirão uns aos outros quando a casa toda tiver caído, martelada pela podridão das mentiras de petistas e outros heróis a soldo em meios de comunicação?
Não é ódio. É que a esquerda, com suas frases prontas e almanaques, sempre falou muito mais do que ouviu. Agora é a hora da esquerda ouvir. Ouvir de orelhas abaixadas e adotar uma das três opções: escutar humildemente em silêncio, deixar a arena, pois a hora é de escutar ou pegar seu boné e fugir para o colinho da mamãe.
Chega, brasileiros de esquerda. Chega.
Ouçam quietos, reflitam, assumam seus erros e de seus herois. Silenciem! Tenham um pingo de vergonha e de humildade. Os que hoje rugem são brasileiros enganados, injuriados, indignados. Os que vocês acusam de odiar são apenas brasileiros como vocês, que estão a cobrar a fatura, querendo os dividendos de um gigantesco investimento que fizeram na esperança de um país melhor, esperança esta que foi depositada na conta de vocês, suas crenças, ideologias, seus partidos, seus líderes, através do voto.


Quinta, 21 de maio de 2015



Atualizado diariamente ao meio dia.
Eventualmente, a tarde, notícias urgentes.




Escreva apenas para  jlprevidi@gmail.com






BOM DIA ESPECIAL




Vai para a família Pericolo Previdi.
Como escrevi ontem, com a foto do Pedro, eles estão em Santorini. Mas esta foto é em Paros.
Aí estão o Guilherme, a Janaína (com a Maya) e o Pedro.







--



ponto do dia



RECONHECIMENTOS E CRÍTICAS



Gosto do Juremir Machado da Silva.
Tem textos brilhantes - e isso até aqueles que o odeiam devem admitir. Conheço-o desde o início do século, quando fizemos uma entrevista para a Press e passou a ser colaborador da revista. Gosto muito dele, porque além de escrever bem, é um sujeito simples, simpático, agradável - apesar de "fazer" uma risada nos programas de rádio que não tem nada a ver com ele. Mais ou menos como a que o Paulo Brito inventou.
As vezes sento o cacete nele, porque ele faz de tudo para irritar todo mundo. Mas sei que não dá bola.
E fecho com ele em muitos pontos.
Hoje de manhã, por exemplo, no programa Bom Dia, do Rogério Mendelski, ele tratou desses "bandidos da internet", que não têm limite no que escrevem. Juremir não dá espaço para esta gente em seu blog, que está no site do Correio do Povo. Se assinam o post, com argumentos, tudo bem. Do contrário, "façam um blog e escrevam o que bem entender. Jamais irei processá-los".
Me comporto exatamente como o JMS. Não publico ofensas contra ninguém, nem contra mim. Vocês não imaginam o que recebo todos os dias. Até ameaças de morte! Todo tipo de "ofensas", que são muito engraçadas. Leio e deleto. Enviam também detalhes da vida de outros, como o Duda/Dudu, da RBS... Não imaginam o que sei da vida do presidente jovem e tímido, que nem o maior puxa-saco comedor de sucrilhos com nescauzinho sonha em saber. Aí eles devem sonhar que vou publicar estas coisas.
-
Ontem recebi centenas e centenas de mensagens em função do meu aniversário. Por todos os meios, até de amigos que me viram na sacada de casa. De amigos, há décadas, de pessoas muito importantes aos mais simples que, de alguma forma, conheço. De todos os cantos do Brasil e de outros países. São, na verdade, meus leitores, pessoas que me acompanham há quase 12 anos por aqui e, antes, na Press.
Uma história muito legal. Ontem à tarde estava caminhando pela avenida João Pessoa, num passo de tartaruga. Passa por mim um cara me olhando, olhou mais duas vezes, e me diz: "Te leio todos os dias. A minha sobremesa depois do almoço". E eu, de tão pateta, não perguntei o seu nome. Isso é legal, acontece sempre, nos mais inesperados lugares.
-
Claro que nesta quarta recebi também mensagens dos idiotas tradicionais. Mais uma vez, dei risada e deletei o escrito do carinha.
-
Final da manhã me dediquei a ouvir Piazzolla.
E lá embaixo, no ponto final, Adios Nonino para que se emocionem.
Gracias e beijos!




--



ponto midiático especial



O FIM DO AM


Escreve o jornalista Lucio Haeser:

Sobre o texto de ontem, escrito pelo Clovis Heberle, com o qual concordo, é importante lembrar: a migração do AM em direção ao FM não é obrigatória. Das cerca de 1.700 emissoras AM no Brasil, aproximadamente 400 vão continuar nessa faixa. Quem pediu insistentemente para sair do AM foram os próprios radiodifusores, com pressão da Abert. A rádio que ainda quiser desistir, pode fazê-lo. Assim como o Heberle, que no litoral gaúcho deixará de captar em AM rádios como Gaúcha e Guaíba, muitos outros ouvintes serão prejudicados, pois o sinal do FM não vai chegar em vários recantos. A Gaúcha está implantando repetidoras nas principais cidades e isso ameniza o problema. Mas o FM sempre é prejudicado se há algum morro ou muitos prédios no meio do caminho.
Pelo lado dos radiodifusores, é preciso levar em conta que os custos de manutenção e de consumo de energia elétrica de um transmissor de 50 kW (Band, Farroupilha, Pampa e Rural, por exemplo) ou 100 kW (Gaúcha e Guaíba) é muito alto em relação ao FM. Isso pesa. Além disso, nas últimas décadas, a falta de fiscalização por parte do Estado permitiu a chegada ao mercado de muitas engenhocas que produzem interferências na recepção do AM. Aí, a solução que os próprios radiodifusores pediram foi matar de vez o moribundo.
Enquanto isso, há 20 anos o rádio digital vive de fazer testes. Em 1995, assisti num congresso da Abert que a solução do rádio digital estava chegando... Semana que vem devo acompanhar um teste do sistema DRM em Brasília. O DRM, por tudo que sei, parece ser o melhor caminho, embora isso seja apenas a opinião de um leigo interessado num assunto que diz respeito à engenharia.
Mas, quem corre por fora são as webrádios. Podem rir, hoje, do que estou escrevendo. Mas no dia em que finalmente os carros saírem de fábrica com wifi veicular, será a vez delas. Nos Estados Unidos, isso já acontece. Aqui, ainda é preciso fazer a instalação do wifi no carro por conta própria. Já ouvi um radialista dizer que há pressões para que as fábricas nacionais não lancem no mercado carros com wifi. Se é verdade, até quando conseguirão deter essa inovação?
 -
PS: Sei que é possível fazer um bilhão de diferentes tipos de programação de rádio, mas fico curioso sobre qual será a opção da RBS para o seu novo canal assim que a AM for desligada e eles ganharem mais uma frequência em FM?
-
Alguns comentários que estão no post de ontem:

* A questão da migração do AM para o FM estendido (canais 5 e 6 da TV)... Isso tem a ver com a questão da implantação do Rádio digital... Tudo indica que o padrão será o IBOC americano... A partir da experiência americana e de testes feitos aqui no Brasil, chegou-se a conclusão de que o ideal seria a utilização da banda japonesa (canais 5 e 6 VHF) ao invés de continuar utilizando o AM, que sofre demais com as interferências de telefonia e eletricidade...
Frise-se que somente será utilizada a banda japonesa nas regiões onde o dial FM está congestionado (Grande Porto Alegre, por exemplo)... No interior, as emissoras serão realocadas no dial FM "tradicional"... E mais: as emissoras receberão uma potência em FM que dê cobertura igual a cobertura do AM...
Até aí, tudo bem...
Mas agora é começa a sacanagem...
Será que a RBS, por exemplo, utilizará as 4 FM's que ganhará, uma delas para a Farroupilha??? E a Rede Pampa, que ganhará mais 3???
Será que vão fazer que nem o Estadão, que vendeu os 700AM da Eldorado para o RRRRRRRR Soares???
-
Tá, mas não sei se entenderam uma coisa chamada comprimento de onda.
A Gaúcha, por exemplo, possui um transmissor de AM de 100kW de potência para a faixa de 600kHz, com raio de cobertura de aproximadamente 800km. Uma rádio FM SEM REPETIDORAS teria que ter um transmissor de mais de 1 Megawatt para ter a mesma cobertura, ou seja, impraticável, já que quanto mais baixa a frequência maior o alcance para a mesma potência.
Melhor seria uma central emissora em PoA de 10kW e repetidoras de 2,5kW nas demais cidades, como se faz no Japão. Também defendo a preservação da banda dos kHz pela questão de alcance, de modo que os ouvintes da fronteira Oeste, por exemplo, possam ouvir mais do que um "culturão" ou sertanejo o dia todo em São Borja, como era meu caso.
As vantagens do FM no quesito técnico limitam-se a maior cobertura do espectro audível (irrelevante para quem só quer ouvir notícias e voz que ocupam faixa estreita entre os 200 e 5.000 Hz) e antenas menores, já que os grandes comprimentos de onda do AM exigem antenas grandes e circuitos indutivos maiores, motivo pelo qual não foi possível adaptar em celulares.
-
* Discordo. O sistema de rádio digital não vai vingar tão cedo. E desconfio que a verdade seja outra. Muitas operadoras de telefonia estão de olho na faixa do AM.Aguarde a migração e verá.




--



ponto midiático




FARID NA TVE

Envia o jornalista Gerson Brisolara:

Quanto à notícia da estreia do jornalista Farid Germano Filho na TVE.
Ano passado, eu fiz o concurso da Fundação Piratini e o Farid também. Aliás, pela proximidade das iniciais dos nossos nomes, fizemos a prova na mesma sala, em um dos prédios da PUC. Eram 12 vagas para o cargo de Repórter de TV/Rádio.
Minha classificação foi 30º lugar, e o Farid ficou na 196ª colocação. Esta semana, "Faridinho" estreou no telejornalismo da TVE.
Enquanto isso, eu e as outras 178 pessoas que se classificaram na frente dele sequer foram chamadas... Acho que vou-me embora pra Pasárgada, lá sou amigo do rei...

--

OS 25 ANOS DO TOP OF MIND

Há um quarto de século, o prêmio Top of Mind Rio Grande do Sul da Revista AMANHÃ, promovido em parceria com a Segmento Pesquisas, realizava a primeira pesquisa espontânea de marcas do Brasil. Modelo de transparência e credibilidade, a amostragem é única, na medida em que alcança todos os perfis da população gaúcha, sendo referência para as empresas como instrumento de identificação de oportunidades e bússola para a criação de estratégias de marketing conectadas ao consumidor.
O prêmio contempla as marcas campeãs na lembrança do público em seis categorias: Grande Empresa do Rio Grande do Sul; Produtos; Serviços; Comunicação; Top Corporativo e Top Executivo. Entre as novidades desse ano, incluem-se as premiações para Instituição de credibilidade e Empresa em que gostaria de trabalhar, além de surpresas que serão reveladas na noite da cerimônia.
Segundo o presidente do Grupo Amanhã, Jorge Polydoro, o evento cresce a cada ano. “A pesquisa Top of Mind AMANHÃ promove uma leitura do que está fazendo a cabeça do consumidor gaúcho e de forma muito fiel, pois é realizada em toda a dimensão do Rio Grande, revelando suas características. Nesta edição especial de 25 anos, faremos uma grande e memorável celebração”, afirma.

--


ESCOLINHA ZH

Arrumaram durante a manhã, mas a "largada" no ZH online foi assim:

Investimento 21/05/2015 | 08h01

Distribuidora de alimentos abre em filial em Santa Maria e deve abrir 50 empregos

Ainda não há previsão de quando haverá seleção para empregos
--


ESCOLINHA ZH - 2

No Correio do Povo online. A "viatura" não é um carro?

Colisão entre carro e viatura fere dois policiais em Porto Alegre


--


ESCOLINHA ZH - 3

Esta, do CP online, concorre a melhor da semana!!

Vejam que MARAVILHA de texto!!

Dois homens foram assassinados em Gravataí na quarta-feira. O primeiro homicídio ocorreu no bairro São Vicente, onde um homem de 50 anos foi morto a tiros. O corpo foi localizado durante a tarde na rua Cristóvão Colombo.

No início da noite, outro crime ocorreu próximo à Escola Estadual Tuiuti, no bairro Vila Bonsucesso. Anderson Delfino levou 30 tiros de um Ford Fiesta e uma moto Honda que passavam pela rua Borges de Medeiros. Ele faleceu devido a dez disparos. Um amigo de Anderson ficou ferido e foi conduzido aos Hospital Dom João Becker, mas não corre risco de morte.

--


ESCOLINHA ZH - 4

Insistem que o prédio foi explodido. A explosão foi NO prédio!!

Polícia investiga tentativa de suicídio ou crime como causa da explosão de prédio

O alemão Markus Muller ficou com 50% do corpo queimado no incidente de São Conrado
--


ESCOLINHA ZH - 5

Revisão no clicRBS?
HAHAHAHAHAHA!!!!!!!



--


ESCOLINHA ZH - 6

Recebo do Felipe Carneiro:


Matéria da ZH de hoje (20/05/15) sobre a crise do setor automotivo, ta serto:




--


ESCOLINHA ZH - 7

Não perdem a mania. Idiotice é idiotice:

Quem é o suposto lobista preso em São Paulo


--


ESCOLINHA ZH - 8

Desemprego? Não é moderninho!!

Desocupação segue estável em Porto Alegre em abril, aponta IBGE


--

O MAIOR CC DO BLOG DO PRÉVIDI

CC não é cargo em comissão. É "caça-cagadas" na imprensa gaudéria.
Ultimamente, o "cargo" é do meu amigão Jorge Loefller - praiadexangrila.com.br

--

CÁ ENTRE NÓS

Cada vez que ouço nas rádios a expressão "fluxo complicado" imagino uma mulher com problemas menstruais.

--

NOTÍCIAS DA TVE

Fico sabendo através do Comunique-se, um site de comunicação de São Paulo.
Pensando bem, é muito difícil montar uma enxuta assessoria de imprensa. Deve faltar pessoal na TVE, né?
-
Por meio de parceira com a TVE, emissora educativa do Rio Grande do Sul, a TV Cultura passa a retransmitir sua programação no canal. Com isso, a grade da emissora gaúcha ganha as atrações 'Roda Viva', 'Metropólis', 'Viola, Minha Viola', 'Sr. Brasil', 'Cartão Verde', 'JC Debate' e 'Café Filosófico', além da programação infantil.
O acordo faz parte do projeto de expansão da TV Cultura e prevê, além da retransmissão dos programas, a geração de conteúdo jornalístico local, intercâmbio de profissionais das emissoras educativas e cooperação técnica. Segundo as informações, o evento que oficializou a parceria contou com a presença da presidente da Fundação Piratini, mantenedora da TVE, Isara Marques, do presidente da Fundação Padre Anchieta, mantenedora da TV Cultura, Marcos Mendonça, e do coordenador de rede da emissora paulista, Fábio Borba.
No total, o canal chegará a mais de 80 municípios do Rio Grande do Sul, alcançando 7,5 milhões de espectadores no estado.



--




ponto do intervalo





TUDO E MAIS UM POUCO - 18



Entre 2009 e 2010 fiz a seção "30 Perguntas". Foram dezenas de amigos e leitores, personalidades variadas, que responderam. Muito legal, porque tivemos oportunidade de conhecer particularidades da vida de pessoas relevantes.
Agora, o "ponto do intervalo", com o TUDO E MAIS UM POUCO.
Intervalo, no sentido de recreio, no meio das postagens.
Prometo que as questões serão sempre as mesmas para todos e responderão da forma que bem entender. Sugiro a forma, mas se o cara quiser mudar, legal.
-
Tudo, mas não vamos saber a marca da pasta de dentes e muito menos o tipo de cueca/calcinha predileto.
-
Hoje,  o jornalista e empresário




Daniel Tercílio Carniel


















Tem que ser curto e grosso. Podem ser duas indicações. Se não topar responder alguma é só deixar em branco. 



Extremos - pior e melhor, nesta ordem:



Filme: Filmes da Xuxa / todos os filmes de Mazzaropi
Programa de TV: Big Brother Brasil  /  Manhattan Connection
Apresentador de TV: Fátima Bernardes  /  Silvio Santos
Programa de rádio: Programas das Igrejas  /  Correspondente Ipiranga
Apresentador de Rádio: ...  /   Melhor Rogério Mendelski
Livro: livros do Paulo Coelho  /  Mais Esperto que o Diabo
Revista: aquelas sem conteúdo feitas apenas para ganhar dinheiro  /  Veja
Jornal: O Garibaldense  /   Folha de S. Paulo
Site/blog: – ...  /  Previdi, Portal Adesso
Cidade: Alvorada  /  Garibaldi
Praia: Praias do RS  /  Punta del Leste
Mulher: falsas  /  a minha, Srta.Patrícia
Homem: corruPTos  /  Jesus Cristo
Presidente da República: os desastres Petistas  /  Juscelino Kubitschek
Comida: carnes de panela  /  Churrasco e massas
Bebida: cerveja industrializada  /  uma boa espumante de Garibaldi
Refrigerante: marcas diabo  /  água tônica
-


Curtíssimo! Duas ou três palavras:


Me alegro: com boas ações e exemplos
Me irrito: falsidade, enrolação
Me derreto: minha afilhada Ana Laura
Me dá tesão: minha mulher, meu trabalho
Saio de fininho: com chatos
Desligo o tel.: para insistentes
-


O que fazer com (pode escrever mais):



Chatos: dar um gelo, mandá-los para longe
Radicais: mesmo sabendo que é perda de tempo, debater e mostrar que estão errados
"Engraçados": depende do momento
Definitivos: não tem o que fazer
Viciados em redes sociais: tentar auxiliar
Puxa-sacos: deixá-los envergonhados e fazer com que mudem pela vergonha
Pessimistas: ficar longe
Coxinhas enfurecidos: esta palavra é invenção dos estrelares, não conheço nenhum coxinha
Mimadinhos petralhas: dar ótimas risadas com as asneiras que falam. Só eles acreditam no que dizem e defendem.
-


UMA RÁPIDA BIOGRAFIA:


Natural de Garibaldi, Daniel Tercílio Carniel é formado em jornalismo pela  Universidade de Passo Fundo (2007). Acadêmico de Direito na FMP , atuou nas rádios Planalto AM de Passo Fundo, Estação FM de Carlos Barbosa, Guaíba e Gaúcha de Porto Alegre e TV Record RS. Integrou a assessoria  do Ex-vice-governador Beto Grill e foi candidato a Deputado Estadual em 2014 pelo PSB. Atualmente é sócio proprietário da Diffusione Comunicação que edita uma Revista regional, um Portal de Notícias e uma Web TV.




--




ponto da fotografia



TÚNEL DO TEMPO! MARAVILHOSO!!

Recebi ontem da querida jornalista Teresa Cristina Machado, a Kity, que hoje vive em Brasília:

Aí chefe! Que o bom humor e a saúde sejam teus parceiros diários. Felicidades!! Aí vai um presente que guardo por aqui com carinho há algumas décadas. beijos.
-
As duas na Imprensa da Assembleia gaúcha.
Foi, acredito, uma festa de final de ano.






--




ponto g




PERCAM A ESPERANÇA


Em O Globo:

Taxa de desemprego em abril foi de 6,4%, a maior desde 2011


--

PERCAM A ESPERANÇA - 2

Cortes no Orçamento vão afetar investimentos e projetos sociais

Tesourada, de cerca de R$ 70 bilhões, afetará PAC e Minha Casa Minha Vida. Emendas parlamentares individuais também serão cortadas

--

PERCAM A ESPERANÇA - 3

Caixa reduz de 80% para 50% o valor máximo para financiar imóveis usados

--


NÃO SE ENTUSIASMEM MUITO
COM O ACORDO BRASIL/CHINA

Pelo menos é isso que entendo dessa matéria da Folha de S. Paulo.
Looooongo prazo!

Os acordos assinados entre o Brasil e a China nesta semana têm efeitos práticos nas áreas de aviação, petróleo, mineração e agronegócio.
Para os demais setores em que houve entendimento entre os países, os acordos ainda precisam percorrer um longo caminho para terem efeitos reais, principalmente o que abre linha de crédito de US$ 53 bilhões para obras de infraestrutura no Brasil.
-
Em 14 dos 35 acordos, o Brasil conseguiu assegurar recursos chineses para a compra de aviões da Embraer e navios da Vale. E também um compromisso mais firme dos asiáticos de abrir seus mercados para a carne brasileira.
Ainda foram abertas linhas de financiamento para a Petrobras e a Vale fazerem investimentos nos próximos anos que somam US$ 11 bilhões. Com esses acordos, a China garante suprimentos de matéria-prima –alimentos, minério e petróleo– que ela não consegue produzir.
Há um outro grupo de acordos que está mais para o campo das boas intenções. Os chineses estariam dispostos a emprestar US$ 53 bilhões para obras no país. Mas o que foi de fato assinado é um acordo sem valores em que os dois governos se comprometem a criar um comitê para avaliar prioridades em conjunto.
Nesse tipo de acordo, quem empresta exige condições que nem sempre são favoráveis, o que pode levar quem recebe a não pegar o dinheiro.

FERROVIA

Outro acordo pouco crível é o que trata dos primeiros passos para a construção de uma ferrovia ligando o Pacífico ao Atlântico passando por Brasil e Peru.
O que foi assinado é um acordo para que os países estudem, até maio de 2016, a viabilidade do projeto. Depois disso é que se poderá ter a real ideia de quanto custaria e se isso é viável.
Os dois acordos apontam para uma estratégia chinesa de levar seu antigo modelo de desenvolvimento, o investimento pesado em infraestrutura, para outros países.

DE TUDO UM POUCO

Convênios entre Brasil e China vão de incentivo ao badminton à cooperação em astronomia

Esporte
A China quer ajudar a desenvolver a prática de badminton e tênis de mesa no país do futebol. O convênio assinado com o Brasil prevê intercâmbio de atletas

Astronomia
Acordo de colaboração Científica entre o Observatório Nacional (ON) e o Observatório Astronômico de Xangai (SHAO)

Defesa
Ministério da Defesa fez acordo para troca de experiências nas áreas de telecomunicações entre outras

Energia nuclear
A Eletronuclear e as empresas chinesas do setor prometem colaborar entre si para desenvolvimento de tecnologias

Educação
Treinamento de bolsistas do Ciência Sem Fronteiras em tecnologia da informação

Bovespa
Acordo com a Bovespa para desenvolvimento do mercado de capitais

Telefonia
Quatro acordos entre empresas brasileiras e chinesas para a compra de equipamentos e transferência de tecnologia no setor foram assinados.

Energia
Acordo entre a Apex e a empresa BYD para desenvolvimento de painéis solares fotovoltaicos

Sipam
A Odebrecht e empresas chinesas firmaram acordo para um projeto de atualização do Sipam (Sistema de Proteção da Amazônia)

Clima
Declaração conjunta sobre mudanças climáticas dos dois países, sem compromissos práticos e metas



--




ponto da piadinha




EM ESPECIAL,  AOS NOSSOS DESAFETOS:

"SAI, TU NÃO PASSAS DE UM..."







--




ponto final




MENOS, MENOS.
QUASE FINAL DE SEMANA!!


Só uma anta de tênis não se emociona.






Quarta, 20 de maio de 2015



Atualizado diariamente ao meio dia.
Eventualmente, a tarde, notícias urgentes.




Escreva apenas para  jlprevidi@gmail.com






BOM DIA ESPECIAL




Vai para o Pedro.
No ano passado, no dia 20, ele estava por aqui.
Hoje está em Santorini (não precisa ir pro google, é na Grécia). Fino este meu neto, hein?
Evidente que está com o papai Gui e a mamãe Jana (que, por sua vez, está com a Maya, que se prepara para encarar esta encrenca no segundo semestre).
Ontem me mandaram esta foto, pra me liquidar!!






--




ponto do dia




NÃO GOSTO DOS MEUS ANIVERSÁRIOS



E não é de agora, que estou velho. Não, desde a mais tenra idade.
Também não gosto de qualquer festa em que seja protagonista, mesmo no coletivo.
Lembro que o meu pai teve que gastar sua lábia para me convencer a entrar na Igreja para a Primeira Comunhão. Estava fardado, de terno branco, no carro, e cismei que não iria, que não acreditava.
Nas formaturas do colégio sempre participei, porque minha avó e tias iam bater palmas pra mim. Encaravam um ônibus, dois dias de viagem, do RS ao Rio.
Adolescente, bah!, não admitia festinha de aniversário. Quanto muito um bolo com cobertura de chocolate. E um almoço ou jantar legal.
Formatura na faculdade? Hahahahaha!!!
Casamento na Igreja e festa pros outros? Hahahaha!!!
-
Hoje estou fazendo 61 anos.
Estou velho pracaralho!!
De idade, porque me sinto bem. Gasto, mas bem. O vigor diminuiu, mas a libido, não.
-
Por que resolvi me exibir neste aniversário? Não sei.
Mais uma vez, não vou fazer festa, não quero presentes e nem cumprimentos.
Só quero ficar aqui, fazendo as minhas coisas. Por sinal, estou terminando mais uma "obra" - a 12ª.
Pois é, e estou me exibindo.
E tem mais eu no ponto do intervalo.
-
Então tá, duas fotos para me exibir. Mais ainda.

Esta eu ainda morava na Urca, no Rio. Estava completando quatro anos.
Não me perguntem sobre o bolo e nem sobre aquelas estranhas sombras.
E muito menos o motivo de estar de gravatinha.



-

E aqui me lembro bem. Foi no salão de festas do edifício que morava em Laranjeiras, também no Rio. Foi um festão que não gostei, porque tinha gente que nem conhecia.
Aí, um dia antes, eu estava contente, porque gostei muito do bolo - um campo de futebol. Não dá para ver, mas os jogadores são do Fluminense - eu, Botafogo. A desculpa foi de que não encontraram os bonequinhos do Bota.
Os bichos atrás? Minha mãe é quem fazia. Com um no colo.
Mimoso eu, né?
Ah,sim, completava 7 anos.






--



ponto midiático




O FIM DO AM E A TOMADA DE TRÊS FUROS:
QUEM GANHA?


Fecho integralmente com o que escreve o jornalista Clovis Heberle.
Há tempo que penso assim, só ainda não tinha escrito porque não sou entendido. Mas sou fã do AM não apenas quando estou na praia. Não me preocupo com "som limpo" para escutar notícias ou programas de entrevistas:

Ainda não consegui entender quem vai se beneficiar com o fim das transmissões em ondas médias (AM, amplitude modulada). Mas já sei quem será prejudicado: o morador de cidades do interior que sintoniza as rádios das capitais para saber das notícias e acompanhar transmissões de futebol.
Talvez quem vive em regiões com dezenas de opções no dial de seus receptores não se dê conta da mediocridade das emissoras das pequenas cidades, com suas programações à base de música da pior qualidade e programas de baixo nivel.
Ouvir uma rádio localizada a centenas de quilômetros, mesmo que o som não seja lá essas coisas, é super importante.
No Litoral Norte, a apenas 130 quilômetros de da capital, é difícil sintonizar as rádios de Porto Alegre em FM, mesmo no receptor do carro. Nas minhas caminhadas matinais, ligo o rádio portátil em ondas médias para ouvir, sem problemas, a Gaúcha, a Band, a Farroupilha e a Guaíba - esta, às vezes,  atropelada pela rádio Tubá, de Tubarão, que ocupa quase a mesma frequência.  Sem a AM me resta ouvir a Itaramã, a Atlântida, a Golfinho...
Será que esta mudança não vai ter efeito semelhante à das tomadas de três furos, que causou uma enorme confusão e - desconfio - não serviu para nada?


--


MARAVILHOSA ESCOLINHA ZH!




No detalhe:



--

ESCOLINHA ZH DE REVISÃO

No próprio:

Reforma Agrária 19/05/2015 | 21h56

Integrantes do MST invadem área da Varig me Cruz Alta


--


ESCOLINHA ZH DE EXPLOSIVOS

No CP online:
Explodiu? Ou foi uma explosão?
Não, queridinho, não é a mesma coisa.


RIO DE JANEIRO

Liberação de prédio que explodiu deve demorar quatro meses



--

AOS REDATORES E EDITORES

Dos noticiários de rádio:

Hoje de manhã escutei a "notícia" de que Luiz Fachin é o novo ministro do STF, que foi aprovado pelo Senado com tantos votos a favor e tantos contra, etc.
Pô, isso é notícia de ONTEM!!
NÃO É NOTÍCIA PARA HOJE DE MANHÃ!!
-
Se ao menos fosse a repercussão...

--


SEM COMENTÁRIOS, POR FAVOR

No clicRBS:

(clica em cima que aumenta)




--

É VELHO ESSE FELIPÃO!!

No site da Rádio Gaúcha (depois arrumaram, mas é muito boa!):


Técnico encerra sua terceira passagem pelo Tricolor

--


NA TVE?

O Farid Germano Filho?
-
Recebo:

Que me dizes do Farid Germano Filho na TVE, fazendo comentários esportivos no Canal Aberto, que estreou hoje? Foi tão na surdina que nem naqueles releases da nova programação aparece o nome dele.
Não cheguei a ver o Diário Oficial nesta semana, pra ver se saiu algo... Mas que foi pra lá na surdina, foi.

-

INTERPRETAÇÃO DE TEXTO

No Correio do Povo.
Decifre:

(...)
O clássico entre Boca Juniors e River Plate, disputado na última quinta-feira, na Bombonera, foi suspenso devido ao ataque contra os jogadores do time visitante, na volta do intervalo. O Millonario foi declarado vencedor e avançou às quartas de final para encarar o Cruzeiro. 
(...)




--



ponto do intervalo





TUDO E MAIS UM POUCO - 17



Entre 2009 e 2010 fiz a seção "30 Perguntas". Foram dezenas de amigos e leitores, personalidades variadas, que responderam. Muito legal, porque tivemos oportunidade de conhecer particularidades da vida de pessoas relevantes.
Agora, o "ponto do intervalo", com o TUDO E MAIS UM POUCO.
Intervalo, no sentido de recreio, no meio das postagens.
Prometo que as questões serão sempre as mesmas para todos e responderão da forma que bem entender. Sugiro a forma, mas se o cara quiser mudar, legal.
-
Tudo, mas não vamos saber a marca da pasta de dentes e muito menos o tipo de cueca/calcinha predileto.
-
Hoje,  eu mesmo




José Luiz Prévidi
















Tem que ser curto e grosso. Podem ser duas indicações. Se não topar responder alguma é só deixar em branco. 



Extremos - pior e melhor, nesta ordem:


Filme: todo dramalhão americano /  Dersu Uzala e ET  (Ladrões de Bicicletas, também)
Programa de TV: Jornal Nacional, pela péssima influência ao jornalismo   /  Mega Senha, o melhor humorístico
Apresentador de TV: Geraldo Luis (Record SP), o pior do universo /  Silvio Santos e Alexandre Mota (Record RS)
Programa de rádio: Sala de Redação (Gaúcha) / Bom Dia, do Mendelski (Guaíba) e Tá Vazando (Atlântida)
Apresentador de Rádio: Daniel Scola (Gaúcha, excelente repórter)   / Flávio Alcaraz Gomes e Milton Cardoso (Band); e o Nilton Fernando
Livro: Ulysses, James Joyce (o mais chato) / Todos do Erico e LF Verissimo; e do Rubem Fonseca. Imperdoável se não acrescentar: Gladstone O. Marsico (Cágada e Cogumelos de Outono)
Revista: Playboy atual / Press (pô, ajudei a criar)
Jornal: O Zero Hora, pela soberba / O Pasquim, ainda
Site/blog: clicRBS  /  Sensacionalista
Cidade: Gramado  /  Montevideo e Porto Alegre
Praia: Qualquer uma de SC  /  Oeisis International e Copacabana
Mulher: Marta Suplicy  /   dona Rute
Homem: A biba da Coreia do Norte  /  Mujica e Brizola
Presidente da República: Todos os milicos  /  JK
Comida: Só como galinha viva  /  Massas
Bebida: Saquê e cerveja  /  Uísque e espumante
Refrigerante: Coca zero  /  Coca normal e água tônica
-


Curtíssimo! Duas ou três palavras:


Me alegro: com um bom papo
Me irrito: com aqueles que não entendem nada simples
Me derreto: com reconhecimento
Me dá tesão: bunda (feminina)
Saio de fininho: discussão inútil
Desligo o tel.: tem pobre ligando pra mim!! tem pobre ligando pra mim!!
-


O que fazer com (pode escrever mais):


Chatos: suporto um tempo e me mando
Radicais:o mesmo
"Engraçados": um sorriso amarelo termina com o chato
Definitivos: ah, vai chupar um carpim!
Viciados em redes sociais: não suporto, apesar de ficar o dia na frente de um computador
Puxa-sacos: só  deixo uma chupadinha
Pessimistas: ah, vai chupar um carpim!
Coxinhas enfurecidos: ah, vai chupar um carpim!
Mimadinhos petralhas: ah, vai chupar um carpim!
-


UMA RÁPIDA BIOGRAFIA:


Nasci no Rio, mas a minha vida é em Porto Alegre e Oeisis. Eventualmente Montevideo. Botafogo e Internacional, mas não gosto mais de futebol - só as vezes. Continuo jornalista porque não sei fazer mais nada, nem trocar uma lâmpada (agora, aprendi a cortar grama). Gosto muito de escrever livros e adoro a minha família. Mar e sol, como bom farofeiro.




--



ponto g



O AFIADO COMANDANTE RAUL


Ontem assisti, como normalmente faço, ao programa Ponto de Vista, na TV Assembleia, com o fabuloso Milton Cardoso. Gosto do programa porque o MC não dá mole para o entrevistado. Não é aquele negócio de bola picando - imagina se ele não der nos dedos, o telespectador dorme. O programa começa a meia noite.
Estava quase desligando a TV quando vi a figura impoluta do Comandante Raul, o ex-deputado Raul Pont, um dos mais importantes líderes do PT.
Continua o mesmo, só um pouco mais calmo.
-
Tocou em dois pontos fundamentais:
- Disse que no diretório nacional do partido votou pela expulsão dos que foram condenados e presos naquilo que se chamou de "mensalão";
- É completamente contra as medidas que o ministro Levy pretende tomar, "como se o Brasil estivesse vivendo uma séria crise". Continua defendendo o Governo de dona Dilma, porque ajudou a eleger, mas não pode concordar com os cortes.
-
Ao final, o Milton sugeriu que o comandante Raul deveria ser o candidato, novamente, à Prefeitura de Porto Alegre: "Com os candidatos que estão sendo lançados... Até o Danrlei pode ser candidato a prefeito!", lembrou o Milton.
RP, que não é acostumado a rir, deu muita risada e ficou até vermelho.
Deve ter gostado da ideia.
Se o PT tiver juízo...

--

FUTEBOL EM HD?

A Oi TV transmite jogos exclusivos das sérias A e B do Brasileirão 2015 em alta definição (HD) ao vivo pelos canais Premiere. Com um time de narradores, comentaristas e repórteres distribuídos por todo o Brasil, o Premiere fará a maior cobertura em HD do futebol nacional. Na sequência dos jogos, o assinante pode assistir também ao programa do seu clube de coração, com entrevistas, bastidores e muita informação.
Os canais Premiere estão disponíveis para contratação na Oi TV a partir do pacote Oi TV Mix Futebol HD, por R$ 154,90 por mês, promocionalmente para clientes Oi Fixo .
-
A Oi TV é uma das principais apostas da estratégia de negócios da Oi. O serviço é 100% digital, disponibiliza canais em alta definição (HD) em todos os planos e pode ser contratado pelo telefone 0800 031 0001 ou nas lojas da Oi.

--

SOLUÇÃO SALVADORA


Do Sensacionalista:

Para anular trio Messi, Neymar e Suarez, FIFA coloca Felipão no comando do Barcelona




--




ponto da piadinha








-




ponto final




CARA DE PAU NÃO TEM LIMITES!!
QUAL MERECE O TROFÉU ÓLEO DE PEROBA?



No Facebook, da própria:






VISITA ESPECIAL

A presidenta Dilma recebeu hoje (18), no Palácio do Planalto, o apresentador Jô Soares, para um bate-papo sobre diversos assuntos.


-

Aí dá uma conferida em alguns comentários: