Quinta, 25 de abril de 2019




Jamais troquei de lado.
Por quê? Eu não tenho lado.
Ou melhor, o meu lado sou eu
...
ANDO DEVAGAR
PORQUE NÃO TENHO PRESSA







Escreva apenas para

j



FAZER O QUÊ?
A LUTA CONTINUA!




Não tem jeito. Reciclar, redimensionar, reinventar.
Sei lá o termo certo para uma "nova fase". Mas tenho alguns princípios que não abro mão.
Não perco a piada, não deixo de me indignar, vou sempre registar o que está errado, especialmente quando os meios tradicionais de comunicação não tem uma reação a altura.
No entanto, me redimo.
Sei que o meu nível de indignação, nos últimos anos, estava - e está - muito grande. É muito assunto sério e não dá para ser assim. O brasileiro em geral já vive cercado de assuntos sérios e, por isso, tenho que dar uma aliviada.
Também vou levar mais a sério o "...eu não tenho lado". É difícil, mas tentarei.
Pra resumir, vou apostar mais no "bom humor".
E, quando der, vamos rir mais, mesmo em meio a um drama.
Enquanto isso continuo com o pepino me cutucando. Por isso peço a contribuição de todos.
Segue a vaquinha. Tenho que tentar chegar perto do necessário para atender a determinação judicial.
Além de contribuir pelo https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajuda-ao-blog-do-previdi
aceito qualquer contribuição em uma das contas-poupança:

BRADESCO
José Luiz Gulart Prévidi cpf 238 550 700-59
agência 0939 3
conta poupança 1000049 1

BANRISUL
José Luiz Gulart Prévidi cpf 238 550 700-59
agência 0847
conta poupança:   39.081430.0-0
...
Se preferirem a opção de depositar em uma das contas, favor avisar pelo jlprevidi@gmail.com.
...
Na Vakinha pedem cadastro e é um pouquinho demorado. As transferências são muito mais rápidas.






OS MAMADORES ESTÃO INDIGNADOS!





Na minha pós-adolescência, quando normalmente se começa a pensar no futuro, pensei em estudar Cinema. Assisti centenas de filmes, os mais variados, e tinha uma biblioteca especializada com obras e revistas compradas por aqui, no Uruguai e Argentina.
O meu plano de "seguir carreira" na Sétima Arte não deu certo, porque não existiam escolas de cinema no Brasil. Só nos Estados Unidos ou Europa. A minha bolinha não estava para este tipo de sonho. Aí caí no mais próximo - Jornalismo.
Eu sabia, por exemplo, tudo sobre cinema brasileiro. Via tudo. Desde as pornochanchadas até os filmes-cabeça. Tudo. Fui a vários Festivais de Gramado. Assistia palestras, fazia cursos, conversava muito sobre o assunto.
...
Mas era ingênuo. Não entendia como todos aqueles cineastas respeitados eram contra a ditadura e ao mesmo tempo eram financiados pela... ditadura. Explico. Existia a Embrafilme que financiava - ou melhor, dava dinheiro para as produções nacionais - que era bancada pelos generais que mandavam no país. Tinha também o INC - Instituto Nacional do Cinema. Havia toda uma estrutura que bancava esses "filmes-cabeça".
O curioso é que a "indústria da pornochanchada", tão criticada pela intelligentsia, jamais tomou dinheiro dos governos militares. Eles se bancavam, com pequenos patrocínios e BILHETERIA.
Não é interessante?
Aqueles diretores, produtores e atores que recebiam dinheiro dos milicos, falavam mal do regime e faziam filmes cheios de alegorias, "por causa da brutal censura", "lutavam contra a ditadura". O pessoal que só queria mostrar mulher pelada, ou seja, distrair o povaréu, não ganhava nada. Era simplesmente desprezado.
...
Sempre com a desculpa que estão "fazendo arte".
É aquela coisa: esses malandros participam dos festivais de cinema e sempre no dia da entrega tem um "protesto". Mas continuam sendo patrocinados pelos governos que são contra.
Lembram do último Festival de Gramado e os gritinhos histéricos de "fora Temer"?
...
Agora, estão indignados porque a mamata diminuiu bastante. Através da Lei Rouanet só poderão captar no mercado um milhão de reais - até agora podiam morder 60 milhões de reais.
Antes de defender "a arte", dê uma olhadinha nas produções que foram aprovadas até agora.
Será que o Cirque du Soleil precisa da Lei Rouanet para ser montado aqui e cobrando os absurdos preços da bilheteria? Gilberto Gil? Caetano Veloso? Antônio Fagundes? Ivete Sangalo?
A maioria das produções nacionais não gasta nem perto de um milhão de reais!
...
Claro, sempre têm erros quando fazem mudanças. Acredito que as orquestras, por exemplo, deveriam ser contempladas, assim como companhias de dança.
...
A INDÚSTRIA DA LEI ROUANET TERMINOU!!


-


PEDIU PRA SAIR - Depois de mais de 24 anos, o produtor de esportes da Rádio Guaíba, Leo Jorge, pegou o boné e tirou o time. Não sse trata de demissão. Ele fez um acerto com a direção da empresa.
Boa sorte, Leo Jorge!!


-


NÃO RESPEITAM NEM O GALÃ! - Felipe Vieira foi assaltado no Centro de Porto Alegre. Levaram o celular do apresentador.
Mas já está tudo normal - comprou outro e o número é o mesmo.


-


POR FALAR EM RESPEITO (NO PARAÍSO DOS ESTAGIÁRIOS)






-



LIQUIDA GAUCHAZH - Três meses grátis para quem topar uma assinatura.


-


REFLEXÃO

Olavo é a Gleisi do conservadorismo, Mourão a Ofélia de farda. Os rebentos do presidente, os perfeitos três patetas.

Glauco Fonseca, consultor


-


OLHA QUE LOUCURA ISSO!! GOD!!

(clica em cima que amplia)


Está no Facebook. Um posto do Eduardo Moreira:
Recebi agora debaixo da porta, entregaram no meu bairro inteiro...
O pessoal esta cada vez mais perdendo a vergonha de assumir suas ideias perigosas e insanas.



-


PENSANDO BEM - Eu já tinha dificuldade em decorar as placas antigas. Imagina essas, agora...



-


PICARETAS - Do jornalista Auber Lopes de Almeida:

Consta na biografia do Olavo de Carvalho publicada na internet a seguinte frase: "Estudou filosofia por conta própria".
Então, se eu estudar odontologia por conta própria, posso me declarar dentista e colocar isso no meu currículo?

(clica em cima que amplia)





-



CAMINHO DE PORTO ALEGRE - Mais de 1200 peregrinos de 42 cidades do Rio Grande do Sul, São Paulo e Rio de Janeiro participarão da 3ª edição do Caminho de Porto Alegre, no próximo domingo, dia 28. A caminhada é inspirada no Caminho de Santiago de Compostela (Espanha) e os quilômetros percorridos na capital gaúcha poderão ser utilizados para a obtenção da Compostelana de Santiago.
O Caminho de Porto Alegre é gratuito e possui 22 km, que poderão ser feitos a pé, correndo ou de bicicleta. O trajeto passa por alguns dos principais pontos turísticos do Município, como a Casa de Cultura Mário Quintana, Orla do Gasômetro, Museu Iberê Camargo, Vila Assunção, Orla de Ipanema, além dos quatro pontos oficiais: Catedral Metropolitana, Igreja das Dores, Santuário de Schoenstatt e Santuário Santa Rita de Cássia.
O evento, que inicia às 7 horas na Catedral Metropolitana, é organizado pela Associação dos Amigos do Caminho de Santiago de Compostela no Rio Grande do Sul (ACASARGS), com o apoio da Frente Parlamentar do Turismo da Câmara de Vereadores (FRENTUR) e da Prefeitura.
Zaffari, Shopping Total, CenterShop, HART’S e Vida Leve patrocinam o III Caminho de Porto Alegre. Os 600 primeiros inscritos receberão o kit peregrino com camiseta, credencial, água e barra de cereal. Haverá pontos de apoio e acompanhamento médico ao longo de todo o percurso.
...
Considerado Patrimônio da Humanidade, o Caminho de Santiago possui várias rotas que levam à Santiago de Compostela, onde se encontram as relíquias do apóstolo Santiago Maior. Peregrinos de diversos países realizam a caminhada, desde o século IX, para adquirir a Compostelana que é o certificado recebido ao completar, no mínimo, 100 km dos 800 km que compõe todo o Caminho de Santiago.


-


QUE TRISTEZA - Escreve o jornalista Clovis Heberle:




TRAMANDAÍ PERDE SUA ALMA
A cidade tem localização privilegiada, à beira mar, junto a um belíssimo lago e um rio apropriado para marinas e banhos. Poderia ser charmosa e atrair turistas de toda a região sul do Brasil e da Argentina.
Não vou compará-la com Miami, onde alguns malucos transformaram um charco numa meca do turismo, mas a Gramado, que usou seus atrativos naturais e direcionou seu crescimento para o turismo, quando poderia ser apenas mais uma cidadezinha sem graça lá da Serra.
Em Tramandaí os prefeitos, vereadores e empresários não se deram conta do potencial que tinham nas mãos e deixaram tudo ao sabor dos interesses econômicos imediatos.
O fechamento do tradicional restaurante Taberna do Willy, o último que ainda funcionava na outrora efervescente barlândia da avenida Emancipação, é mais um capítulo desta melancólica decadência da cidade.
Restaram drogarias, lojinhas de 1,99, sorveterias e, no canteiro central, quiosques de churros, pipocas e crepes.
Charme zero.


-


GRATIDÃO - Virou modinha. Ao invés de "obrigado" dizem "gratidão". Dá vontade de virar a mão na cara.


-



NÃO É PIADINHA


É sério!




-


Piadinha

Estilo Caco Antibis





6 comentários:

  1. Em anos idos da Embrafilmes, tinha uma pedra no meio do caminho chamada Solange.

    ResponderExcluir
  2. Jose manoel vega garcia25 de abril de 2019 13:14

    Eu ate tentei a formula que me ensinaram quando comprei um carro e tive de ser assaltado em R $ 250,00 para fazer a nova placa.Mas não tem jeito e um rolo o que fizeram mas o Bozo disse que vai voltar a ser como dantes no quartel de Abrantes so quero saber quem vai me devolver a guita que paguei.

    Como é Como ficará
    0 A
    1 B
    2 C
    3 D
    4 E
    5 F
    6 G
    7 H
    8 I
    9 J

    ResponderExcluir
  3. Fui a Tramandaí esse ano, após muitos anos. Realmente, aquela rua que eu lembrava das décadas de 80/90, com muitos bares e tudo fervendo, não existe mais. Não achamos onde sentar pra tomar um chope... Um aspecto triste e abandonado.
    Alexandre

    ResponderExcluir
  4. Na Avenida Emancipação tem vários lugares para um chope sim. Aqueles antigos fecharam. Provavelmente porque seu publico acabou. Alternativas surgiram. Concordo que falta mais investimento.
    Paulo Fachel

    ResponderExcluir
  5. Caro Prévidi,
    1) Com relação a Tramandaí, desculpem-me, mas serei o Joãozinho do passo certo. A praia, orla, está lindíssima. Houve uma revitalização, não ainda está 100% concluída, que a deixou padrão primeiro mundo, com calçadas largas na beira mar, espaços, esplanadas, para apresentações de shows, tendas para venda de produtos – padronizadas e esteticamente bem feitas, etc. Há uma vídeo institucional rolando na rede.

    2) Esta nova placa ‘Mercosul’ não está legal, esteticamente muito feia, e, como afirmou o Veiga, muito, mas muito cara. As placas normais custam, se eu não estiver enganado, em torno de 80 reais e geram emprego para milhares de micros empresários que orbitam os detrans e nos prestam um serviço rápido, de boa qualidade e barato. A placa ficou grande, pois houve a inclusão de mais uma letra (4 letras e três números), possibilitando mais de 390 milhões de combinações. A ideia é boa, mas junto com a ideia veio a ‘trampa’, o ‘vamos repartir’ (e não é o pão!).

    ResponderExcluir
  6. Com relação ao meu comentário sobre chope na Emancipação, queria esclarecer, realmente, existem lugares, vimos alguns. Já estava em final de temporada e alguns fechados. Tinham dois abertos mas não nos agradaram. Mas tem um bem bom onde era a antiga Rodoviária(Rodobar) ali perto. Mas aquela efervescência não.
    De fato o calçadão está bonito e estão tentando fazer coisas. É louvável.
    O triste é o estado da rodoviária... Mas isso é uma mal no Estado todo.

    ResponderExcluir