Sexta, 11 de outubro de 2013

LEIAM

Editorial de hoje do Correio do Povo.
Bah!

(clica em cima que amplia)


10 comentários:

  1. Por certo, o bispo Edir Macedo e as dezenas de "pastores" da IURD que se candidatam a cada eleição tem essa chamada "credenciais administrativas e gerenciais". São mais qualificados que o Lasier Martins, por exemplo. Ah, me poupem. Esse pessoal que "administra" o Correio do Povo tem mais é que ficar quietinho. Quem são eles para falar em "bancada política artificial"!!?
    ROBERTO SIQUEIRA
    Canoas - RS

    ResponderExcluir
  2. O "corajoso" editorial está escrito em um veículo da Rede Record, do Bispo Macedo. Até aqui, nada obsta. A pluralidade vale para a política, para a religião e para o convívio humano com vistas à ordem social.
    No entanto, somente UM dirigente de grupo de comunicação foi ostensivamente às posses de Lula e de Dilma, levando a tiracolo seu diretor nacional de jornalismo, como se estivesse afirmando-se pessoal e empresarialmente ao lado dos governantes petistas. Este grupo foi o Record, quem esteve nas posses foi Edir Macedo e o diretor de jornalismo, Douglas Tavolaro, lá estava escoltando o Bispo.
    Então, meus caros leitores do Prévidi, leiam este editorial com toda calma e não se esqueçam da memória. A mesma memória que lembra que Paulo Santana já foi um péssimo vereador, que Zambiasi fez muito pouco por seus conterrâneos no Senado e que Paulo Borges é ainda - e apenas - uma vaga promessa.
    Mesmo assim, eu troco um Lasier por um Paulo Paim e uma Ana Amélia por um Tarso. O André Machado podem ficar com ele pra vocês, mas cuidado porque ele "agora" é comunista (uôôô).

    ResponderExcluir
  3. Pena que os eleitores, quase todos globais, nem dão bola pra isso e elegem qualquer que seja o funcionário da RBS. Depois reclamam que nada é feito. Tá na hora de abir o olho.

    ResponderExcluir
  4. E o que dizer quando um apresentador de um famoso programa policial do mesmo grupo que acusa conseque eleger sua mulher, uma ilustre desconhecida, como vereadora de Porto Alegre?

    ResponderExcluir
  5. Carlos, teu leitor assíduo11 de outubro de 2013 19:59

    O editorialista da Record esqueceu-se de como a vereadora Séfora Mota "chegou ao poder"? Textos como esse me fazem pensar que algumas empresas de comunicação acreditam piamente que o povo é completamente desmemoriado e ignorante.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. O sonho da Record é ter o tal poder da RBS, Globo; eles tem um partido político, o PRB, que usa os trouxas fiéis da dita casa comercial, que eles chamam de igreja, como massa de manobra.

    ResponderExcluir
  7. Que besteira esse artigo,PR é de quem mesmo?
    Eduardo Vasconcellos

    ResponderExcluir
  8. Os caras da Record são uns cagões, não sitam nomes, e a maioria de seus leitores nem vão entender o editorial.

    ResponderExcluir
  9. E quando a esposa de um apresentador se elege devido ao sobrenome do marido? Vide Séfora MOTA.
    E qual era o partido dela? PRB - Partido dos Bispos.

    ResponderExcluir
  10. previdi. tu tem que ser mais moderno! nos dias de hj o correto é: LEIÃO.

    ResponderExcluir