Quarta, 1º de setembro de 2021

 

SOU QUEM SOU.
TUA APROVAÇÃO NÃO É NECESSÁRIA.
...

ANDO DEVAGAR
PORQUE JÁ TIVE PRESSA






Escreva apenas para


COMENTÁRIOS: Todos podem fazer críticas, a mim, a qualquer pessoa ou instituição. Desde que eu tenha alguma informação do crítico - nome, telefone, cpf - ou seja, dados. Claro que existem pessoas que conheço e que não necessito dessas informações. MAS NÃO PUBLICO CRÍTICAS FEROZES. 
E não esqueça: mesmo os "comentaristas anônimos" podem ser identificados pelo IP sempre que assim for necessário. Cada um é responsável pelo que escreve.





DÓI NO BOLSO E NA ALMA TAMANHA INJUSTIÇA

Texto do advogado João-Francisco Rogowski.




Foi na década de 90 que vislumbrei uma realidade espinhosa no empreendedorismo.

No mundo dos negócios há ralos por onde escorre  muito dinheiro, um enorme desperdício de recursos financeiros.

No agronegócio não é diferente, verificamos desperdícios de toda ordem que acabam encurtando a margem de lucro dos produtores, pondo em risco a sobrevivência do negócio.

Para o leigo nem sempre é fácil identificar esses sumidouros, às vezes é necessário ter uma visão de águia para enxergá-los ocultos na paisagem.

Grande parte deles encontram-se no cenário tributário, como é o caso, por exemplo, da exigência fiscal em cima das chamadas "quebras" no transporte de produtos agrícolas e seus derivados industrializados vendidos a granel.

Durante o processo de armazenamento,  transbordo e transporte interestadual e até internacional, no caso das exportações, inúmeros são os fatores que podem ocasionar a perda de peso e volume dos produtos, desde roedores e umidade excessiva nos armazéns, perdas no transporte rodoviário pelas más condições das estradas, roubo de cargas, incêndio, e outros sinistros.

Ocorre, todavia, que o fisco desconsidera essas perdas para efeito de tributação. Se na nota fiscal consta 2 milhões de reais, mas o produtor acaba recebendo 1,5 milhão pelo desconto das perdas, ele será tributado não pelo que efetivamente recebeu, mas pelo valor da nota.

Trata-se de uma tributação sui generis, uma vez que ao invés de tributar o lucro, tributa o prejuízo.

No caso do imposto sobre circulação de mercadorias e serviços (ICMS), o fisco entende que o mero trânsito dos produtos é suficiente para a incidência do tributo, todavia, é torrencial a jurisprudência dos tribunais, no sentido de que não é qualquer circulação de mercadoria ou produto que autoriza a tributação. 

Mero deslocamento físico de mercadorias, sem transferência de titularidade, não enseja a incidência do ICMS.

Há que haver o proveito econômico na operação, e a transferência de propriedade da mercadoria, para a ocorrência do fato gerador do tributo, e, por conseguinte,  a sua exigibilidade e cobrança.

Portanto, o que foi extraviado, não poderá ser entregue ao comprador e legítimo destinatário, a mercadoria perdida  não mudará de dono, não gerará proveito econômico algum, logo, não há que se falar em tributação  das "quebras" (prejuízo).

É importante que os produtores rurais fiquem atentos para essa injustiça fiscal, e cientes de que podem se opor legalmente a tais cobranças por parte do fisco, suspendendo a exigibilidade do suposto crédito tributário, bem como, buscar a devolução de tudo que foi cobrado indevidamente nos últimos 5 anos, com juros e correção monetária.


************************************************************


OS ÚLTIMOS EXEMPLARES DESTA EDIÇÃO!!

O livro continua a disposição na Banca da República - na esquina da Rua da República com avenida  João Pessoa.
Também posso enviar pelo Correio, sem custo adicional.
O livro custa 35 reais.

A T E N Ç Ã O!!

Pode fazer um PIX Banrisul:
Chave   238 550 700 59

Ou um PIX Nubank:
Chave   jlprevidi@gmail.com 

(me avisa quando fizer a operação pelo jlprevidi@gmail.com, mandando o endereço completo)

OU
BANRISUL
AGÊNCIA 0834
CONTA CORRENTE 35.120973.0-2
JOSÉ LUIZ GULART PRÉVIDI
238 550 700 59

...

Como de hábito, o velho e bom Prévidi costuma acertar na mosca quando escreve. É tiro ao alvo de verdade não sei, mas com um passado de combatente - quem sabe ele também é bom nessa mosca. Sobreviventes como ele não fazem prisioneiros na arte de botar os pingos no II. O cara é do ramo. (Fernando Albrecht, jornalista)

Esta ficção se confunde demais com a realidade. Todos nós temos e vivemos um pouco da vida de Alfredo Otávio. Ele é muito parecido contigo que tem uma atividade profunda com a profissão de jornalista e não se furtou de vivenciar experiências longínquas sem deixar de prezar por suas raízes. (Raul Ferreira, jornalista)

Estou relendo as aventuras do Alfredo Octávio (Flávio Pereira, jornalista)

Neste tempo, em que os jornalistas e o jornalismo na cobertura da vida e do cotidiano perdem a cada dia o que deveria ser seu bem mais sagrado, a credibilidade, Alfredo Octávio nas suas histórias mostra a importância da curiosidade e da interrogação como elementos fundamentais na tarefa de um jornalismo, coerente e independente.(Sérgio Seppi, jornalista)

A trajetória do "maior jornalista do Brasil" é, na verdade, a história de dois grandes jornalistas: o biografado Alfredo Octávio e o biógrafo, José Luiz Prévidi: às aventuras de Alfredo Octávio, soma-se a saga de Prévidi para contá-las.
O resultado é um livro divertido, envolvente desde a primeira linha. Um presente para quem ama jornalismo.(Raquel Sacomori, jornalista)

Em meio a fatos reais e ficções não menos reais, os quarenta lépidos capítulos da obra mostram AO, celebridade internacional, convivendo com cachaça e Mario Quintana na Rua da Praia, sua amizade com Che Guevara, o encontro com a eterna Catherine Deneuve , a vida em Burundi e, acima de tudo, seu tórrido relacionamento com a escultural estagiária Kristinna. 
(...)
Memória é onde as coisas acontecem muitas vezes, de modo inventado ou não. Em Alfredo Octávio estão as reminiscências do jornalista gigante, fatos e personalidades das histórias brasileira e internacional, que caminham ao lado das lembranças de Prévidi, que estava ali, vivendo frequentemente no olho do furacão. O livro é uma homenagem à ficção, ao jornalismo bom e ético de antigamente e, claro, uma ode ao novo jornalismo, que bebeu e bebe em todas as manhas das técnicas literárias. Alfredo Octávio se foi pouco depois da morte de sua mãezinha e levou para o túmulo um mundo e um jeito de ser repórter que não existem mais. Um bom biógrafo coloca um defunto novamente a andar entre nós. Então AO vive. Vai ver por muito tempo. Até que o Prévidi e os milhares de fãs lembrem dele. (Jaime Cimenti, jornalista e advogado)

...Em formato de entrevista-depoimento, transformou-se numa novela eletrizante. (Tibério Vargas Ramos, jornalista e escritor))

...Devorei o livro numa tarde noite de sábado e confesso, fiquei com a sensação de quero mais... (Gustavo Victorino, jornalista e advogado)

...Divertido, tem uma graça envolvente. Parabéns! (Anonymus Gourmet, José Antonio Pinheiro Machado, jornalista e escritor))

...meu querido colega AO que me foi apresentado pelo autor da biografia numa tarde qualquer no Tuim. Leiam o livro!! (Rogério Mendelski, jornalista)


*********************************************************


É UMA VERGONHA O SITE DO DETRAN-RS - Antes com a placa do carro e o número do Renavam se consultava as multas em minutos. Se era fácil, nada mais óbvio do que complicar, certo? Aí inventaram que tem que fazer um cadastro para qualquer consulta. No gov.rs.
Na primeira fase, se coloca o CPF e nome completo. Aí o tradicional "não sou robô". Aí não se vai mais pra frente, porque tranca.
E eu fiquei sem saber se tenho multas...
NÃO TEM COMO FAZER UMA SIMPLES CONSULTA!!


-


EM COMPENSAÇÃO - O gov.br é uma beleza. Rápido para se cadastrar e tem tudo que se rpecisa.


-




BIBO INDICA REITOR DA UFSM - O deputado federal Bibo Nunes, reuniu-se com o ministro da Educação, Milton Ribeiro, para indicar o novo reitor da Universidade Federal de Santa Maria. "A minha indicação foi o professor Luciano Schuch, que reúne todas as condições e está comprometido com a melhor educação para o Brasil, sem viés ideológico", explicou o parlamentar.

Luciano Schuch


-


DUDU MILK CONSEGUIU - Corsan foi pra banha.
Cá entre nós: a maioria dos deputados estaduais não merece o mandato.Votam e nem sabem o que estão votando.
...
Quando Sartori era o governador, Dudu se arvorou de "líder da oposição" e comandou todas as propostas de privatizar, sob a alegação de que o Governo iria torrar o dinheiro com o funcionalismo.
Agora, eu pergunto: 
O QUE O DUDU VAI FAZER COM A GRANA DA PRIVATIZAÇÃO DA CORSAN?


-



PEDRO WEBER FELIZ DA VIDA! - Pedro Weber é o diretor artístico da RDC TV.
- Me preparei a vida inteira pra isso e agora tenho esta oportunidade de pensar numa televisão que tem um olhar local para o mundo. O grande incentivador disso tudo é o Márcio Irion, empresário apaixonado por televisão e muito presente entre os colaboradores - afirma Pedro.
Ele lembra que hoje estreia na emissora o "Pode Chegar", programa que Cris Barth apresenta, ao vivo, de segunda a sexta, logo após o Manhã RDC, (com Armando Burd e Yasmin Luz). Arte, educação e cultura, gastronomia, moda, comportamento e muita diversão.
Pedro conta que a RDC TV está investindo muito em profissionais e na qualidade de programação, "queremos estar presente em tudo que for de interesse dos gaúchos".
...
RDC TV - Canais 24 e 524 da NET CLARO TV.
Canal 524 da CLARO FIBRA.
Pela internet acesse no rdctv.com.br ou em sua rede social de preferência.


-


ANDRESSA XAVIER NO ATUALIDADES -
A cada dia aumentam os apoios para que Andressa Xavier siga como titular do Atualidades da Rádio Gaúcha.
Davi Kvitko escreveu:
Graças a Deus é a Andressa e não a Kelly. Aliás quando esteve no lugar do Macedo, que estava de férias, também foi bem.


-



MODELITOS MAZZAROPI -
Aí acima o Mazzaropi e uma de suas características eram as calças muito acima da cintura. Essa da foto está quase "normal".
Algumas repórteres e apresentadoras da RBS TV usam essas calças, com a "cintura" pouco abaixo do seio.
A mulher pode ser uma deusa, mas vira uma escrota com essas calças.


-


VEM AÍ - Aguarde, está saindo do papel Mussum - O Filmis.
Paulo Cursino no projeto.


-


PERGUNTINHA

Padres e pastores evangélicos estão convocando a população para o dia 7. O STF vai mandar prendê-los?

Moema Bauer, jornalista


-


TUDO PARA COMBATER OS "INIMIGOS" -
Matéria do site do TSE:

Programa de combate à desinformação

já tem 52 instituições parceiras

Com o intuito de combater os efeitos negativos provocados pela desinformação no processo eleitoral brasileiro, 52 entidades públicas e privadas assinaram acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) num gesto de união para levar ao eleitor brasileiro informações confiáveis acerca das Eleições Municipais de 2020. 

O programa é um dos principais pilares do combate à desinformação para as Eleições 2020, e visa contrapor eventuais notícias falsas disseminadas à respeito da Justiça Eleitoral

Os dois integrantes mais recentes são o Senado Federal, com documento de cooperação assinado pelo presidente, Davi Alcolumbre, e também o Instituto Tecnologia e Equidade, organização sem fins lucrativos que desenvolve pesquisas e projetos experimentais para promover iguadade de direitos e oportunidades para todos.

Além das principais plataformas de mídias sociais e de serviço de mensagens do mundo como Google, Facebook, Instagram e WahtsApp, também aderiram ao programa as agências de checagem de notícias, segmentos da imprensa, telecomunicações, tecnologia da informação, provedores de internet, agências de checagem e patidos políticos, entre muitos outros.
...
Concebido há pouco mais de um ano, o Programa de Enfrentamento à Desinformação do TSE prevê uma série de iniciativas para capacitar as pessoas a identificar e checar uma desinformação, estimular a compreensão sobre o processo eleitoral, incluindo o funcionamento da urna eletrônica, desestimular ações de proliferação de informações falsas e aperfeiçoar métodos de identificação de possíveis práticas de disseminação de conteúdos falsos.

Durante encontro virtual realizado recentemente com os integrantes do programa, o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, afirmou:

“queremos coibir a disseminação de notícias falsas não pelo controle de conteúdo, mas mediante esclarecimentos, conscientização e informações de qualidade capazes de conter esse fenômeno do mal. Liberdade de expressão não é liberdade para difundir a mentira e o ódio”.

Barroso enfatiza que a Justiça Eleitoral tem um papel importante, porém residual, no enfrentamento das fake news, uma vez que o Judiciário não tem nenhuma intenção de se tornar censor da liberdade de expressão das pessoas. Além disso, os ritos judiciais são muito lentos em relação à velocidade com que as notícias circulam.

No acordo, os participantes reiteram o compromisso de coibir o uso de robôs e outros mecanismos de disparos em massa de notícias falsas; aperfeiçoar as ferramentas de checagem; e disponibilizar a estrutura brasileira de rádio e televisão à Justiça Eleitoral.

...

NENHUMA NOVIDADE NOS "ASSOCIADOS":

1. Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert);

2. Associação Brasileira de Imprensa (ABI);

3. Associação Brasileira de Internet (Abranet);

4. Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abratel);

5. Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrint);

6. Associação Nacional dos Jornais (ANJ);

7. Agência Aos Fatos;

8. Associação Acredito;

9. Associação Brasileira das Agências de Comunicação (Abracom);

10. Associação InternetLab de Pesquisa em Direito e Tecnologia;

11. Boatos.org;

12. Conselho Gestor da Internet (CGI.br);

13. Instituto Palavra Aberta;

14. Instituto Update;

15. Ministério da Justiça e Segurança Pública;

16. Ministério Público Federal;

17. Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil;

18. Partido Avante;

19. Partido Comunista do Brasil (PCdoB);

20. Partido Democracia Cristã (DC);

21. Partido Democratas (DEM);

22. Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB);

23. Partido Solidariedade;

24. Partido Progressistas;

25. Partido Republicanos;

26. Partido Trabalhista Brasileiro (PTB);

27. Politize!;

28. Safernet Brasil;

29. Sociedade Brasileira de Computação (SBC);

30. Secretaria Executiva do Comitê Nacional do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral;

31. Agência Lupa;

32. Partido Social Cristão (PSC);

33. Partido Podemos;

34. Partido Democrático Trabalhista (PDT);

35. Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República;

36. Instituto Não Aceito Corrupção;

37. Google;

38. Facebook;

39. Twitter;

40. WhatsApp;

41. Associação Nacional dos Editores de Revistas (Aner);

42. Um a Mais Tecnologia e Consultoria;

43. Tribunal de Contas da União (TCU);

44. Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político (Abradep);

45. Instituto de Liberdade Digital;

46. Freitas e Bittencourt Sociedade de Advogados;

47. Conselho Nacional de Procuradores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União (CNPG)

48. /Grupo Nacional de Coordenadores Eleitorais (GNACE)

49. Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Democracia Digital (INCT.DD);

50. Redes Cordiais.

51. Senado Federal

52. Instituto Tecnologia e Equidade


-


PONTES DE IMBÉ - O Zurba Fagundes colabora:

Minha modesta colaboração para economizar mais de 50%, nas pontes entre Tramandaí e Imbé.
Na boa, achei um desperdício de grana...



As duas ideias oficiais:




-


JUSTIÇA CONDENA PARQUE POR PROIBIR BIQUÍNI - Do Metrópoles:

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) condenou a Empresa Sul Americana de Montagens (Emsa), responsável pela gestão do Pontão do Lago Sul, a indenizar em R$ 3 mil uma mulher repreendida por usar a parte de cima do biquíni para realizar atividades físicas, ao ar livre, na beira do Lago Paranoá. Cabe recurso da decisão.

O caso foi revelado em maio deste ano pelo Metrópoles, após a servidora pública Patrícia Nogueira ter sido abordada por um vigilante do Pontão, localizado no Lago Sul, para que ela vestisse a camiseta, por ser uma regra interna do complexo de lazer. O lugar é cedido por meio de concessão para administração particular.

A abordagem foi gravada e indica que o funcionário terceirizado teria repreendido a visitante porque o uso de “trajes de banho” é proibido no centro que reúne vários restaurantes e lanchonetes. Patrícia, contudo, também usava short e tirou a camiseta apenas para poder aproveitar o sol daquela manhã.

Durante a gravação da abordagem, a servidora pública percebeu a aproximação de um homem sem camisa, sem que fosse igualmente alertado pela equipe de segurança do local. Nas reportagens anteriores, o Pontão já havia afirmou que a abordagem foi equivocada.

Após levar o caso aos tribunais, a juíza Maria Rita Teizen Marques de Oliveira, substituta do 4º Juizado Especial Cível de Brasília, reconheceu os dados alegados pela vítima e determinou uma indenização de R$ 3 mil, por danos morais, à empresa responsável por administrar o complexo.

“À vista de todos os aspectos abordados acima, tenho que o valor de R$ 3 mil, a título de indenização por danos morais, mostra-se, no presente caso, suficiente e dentro dos parâmetros da razoabilidade”, determinou a magistrada.

...

Antes da decisão, Patrícia Nogueira tentou uma conciliação para evitar que a ação seguisse o trâmite processual. Contudo, o Pontão do Lago Sul se negou a fazer uma retratação formal no caso. Ela alegou ter sido vítima de machismo.

A defesa dela, representada pelo advogado Danilo Morais, pediu uma formalização de desculpas e que fosse feita doação de cestas básicas a uma instituição de acolhimento a mulheres vítimas de violência no DF.

“Fui lá, de manhã, pra tomar sol, ver o lago, e aí estava de short e coloquei a parte de cima do biquíni. Desci a blusa e aí o guarda veio, me mandou colocar a camiseta e que eu não podia ficar ali com a parte de cima do biquíni, de short, tênis, máscara, né? Mas a parte de cima do biquíni não podia mostrar. E na hora que ele estava falando isso pra mim, passou um homem andando sem camisa. Aí eu falei, mas ele tá sem camisa e eu não posso ficar com a parte de cima do biquíni? Ele falou, não. Isso é um absurdo, muito grande”, desabafou.

Segundo Patrícia, o vigilante orientou “de forma educada” que ela colocasse uma roupa de ginástica como forma de respeitar as regras internas do parque.

“Quer dizer, não só eles censuram o nosso corpo, como querem me dizer o que eu devo usar, enquanto um homem passa sem camisa ali do lado. Fiquei muito indignada com isso. Eu estava com a parte de cima do biquíni, uma parte de biquíni grande, a diferença daquilo para o top de ginástica seria o que? Meio grama a mais de tecido? Este é o país em que vivemos”.


-


EM CANOAS, MAIS TRABALHO PARA JOVENS - Em mais uma ação de prevenção às violências do programa Cidade do Cuidado, a Secretaria de Segurança Pública de Canoas firmou uma parceria com a Superintendência Regional do Trabalho e EmpregO, para o encaminhamento de jovens em contextos de violência para o programa Jovem Aprendiz.

De acordo com a coordenadora estadual da Aprendizagem Profissional do RS, Denise Natalina Brambilla González, Canoas ainda possui 754 vagas para aprendizagem profissional, de um total de 1.739, o que representa apenas 56% das vagas preenchidas.

Uma das estratégias desta parceria é sensibilizar as empresas que ainda não cumprem a Lei da Aprendizagem para que contratem jovens encaminhados pelo programa Canoas Cidade do Cuidado. O Ministério Público do Trabalho e as secretarias de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação e de Cidadania devem participar da iniciativa.

Segundo o secretário de Segurança Pública, delegado Emerson Wendt, a prefeitura de Canoas vem investindo em políticas de prevenção às violências como uma forma de enfrentar a criminalidade. “Não são apenas as ações ostensivas que garantem maior segurança para a população, mas, sobretudo, uma ampla política pública de prevenção. Por isso, entendemos que oferecer uma oportunidade de trabalho para os jovens é uma das formas de prevenir a criminalidade”, comenta.

O próximo passo da parceria é elencar as necessidades em relação aos casos que já são atendidos pela Prefeitura de Canoas, nos Centros de Acesso a Direitos.
...
A Lei 10.097/2000, conhecida como a Lei da Aprendizagem, exige que empresas de médio e grande porte contratem jovens com idade entre 14 e 24 anos como aprendizes. O contrato de trabalho pode durar até dois anos e, durante esse período, o jovem é capacitado na instituição formadora e na empresa, combinando formação teórica e prática.


-



PRÉ-VENDA - Ao comemorar os 60 anos do “Movimento da Legalidade” é salutar elevar as ideias que levaram ao sucesso a mobilização que evitou um golpe militar apenas com discursos de rádio e mobilização popular.

Nada melhor do que a literatura que conta a história, e que teve uma significava ampliação na bibliografia quando o movimento completou seus 50 anos.

Neste contexto, Doze Dias que Abalaram o Rio Grande – Levante e Informação: Guaíba, a Rádio da Legalidade, de William Keffer, ganha uma segunda edição pela Editora Escuna, do Paulo Pruss. Com prefácio do jornalista Walter Galvani e apresentação de Juremir Machado da Silva, o livro que teve tiragem esgotada volta a circular com os depoimentos de coadjuvantes que possibilitaram o sucesso do Governador Leonel Brizola nesta empreitada. 

Conta ainda como foi instalada a rádio da Legalidade nos porões do Piratini, Graças aos voluntários e ao engenheiro Homero Simon que deu voz aos intuitos democráticos criando o que se tornou a “Cadeia da Legalidade”.

Aprofunda com fundamentos teóricos da linguística e da análise do discurso de Brizola em suas entrelinhas, que, com o poder do rádio como veículo de informação, mobilizou o povo, parte dos militares, Brigada Militar, políticos e todos que acreditavam na solução pacifica, legal e democrática.

Estes coadjuvantes junto ao poderoso discurso de Brizola permitiram a João Goulart tomar posse como presidente do Brasil democraticamente. Esta obra preenche assim algumas lacunas da história da Legalidade e abre novos questionamentos para que sejam respondidos e aprofundados no futuro, algo importante para uma sociedade democrática moderna. 

PRÉ-VENDA.

VALOR: R$ 40,00
PIX: willkeffer@gmail.com
Enviar e-mail com nome e endereço do envio para willkeffer@gmail.com

ESTA PRÉ-VENDA CONSISTE EM, INICIALMENTE, ATINGIR A VENDA DE UM NÚMERO DE LIVROS VENDIDOS PARA REALIZAR A IMPRESSÃO DA SEGUNDA EDIÇÃO, PORTANTO AINDA ESTA NO PRELO ATÉ QUE ISTO ACONTEÇA. ASSIM QUE ATINGIR O VALOR ESPERADO SERA REALIZADA A IMPRESSÃO E ENVIO DO LIVRO.


-


CADÊ A VÍRGULA?




-


"TRABALHOS ESPIRITUAIS" - Tem um sujeito na TV Pampa que apresenta um programa que deveria ser religioso.
Ontem ele abriu a"atração" dizendo que estava fazendo uma promoção de trabalhos espirituais, EM QUATRO PAGAMENTOS MENSAIS!!
Pelo que fala, tudo que acontece na vida das pessoas é fruto de um trabalho espiritual.


-



-



X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X






XXXXXXXXXX


INTERVALO

Ambiente conjugado?

(clica em cima que amplia)





-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-XX-X-X-X-X-X


PIADINHA

Gaúcho de férias

Um gaúcho passando férias no Rio de Janeiro vai visitar o zoológico. De repente, vê uma menina se aproximando demasiadamente da grade da jaula do leão.

O leão ataca e tenta puxá-la para dentro da jaula para matá-la, sob os olhares dos pais, paralisados de terror!

O gaudério corre e acerta um soco em cheio no nariz do leão, que dá um pulo, soltando a menininha.

Um repórter assistiu a todo o desenrolar da cena e diz ao gaúcho:

- Esta foi a atitude mais nobre e corajosa que já vi em toda a minha vida, garanto que este ato de heroísmo não irá passar em branco. Sou jornalista e o jornal amanhã trará a história na primeira página. Para complementar, qual é a sua profissão, e qual seu posicionamento político?"

O gaúcho responde:

- Estou em férias. Sou militar do Exército e nas eleições para Presidente votei contra a Dilma e vou votar no Bolsonaro de novo.

Na manhã seguinte, o jornal estampa na primeira página:

"Radical de extrema-direita, ligado à ditadura militar, ataca imigrante africano e rouba o seu almoço".

13 comentários:

  1. Caro Prévidi,

    Corsan,
    Prévidi e amigos, a Corsan não tem como seguir por si própria, simples.
    Eu gosto de citar o caso aqui de Taquari. Há uns 15 anos, um colega meu,o Luís Porto, hoje vereador do PT e presidente da Câmera, fez um magnífico trabalho de mapeamento de toda a situação em termos hidricos de Taquari a fim de traçar-se um plano (Corsan x Prefeitura) para, finalmente!, termos um sistema de esgoto (Taquari, 27 mil habitantes ainda está na idade média em termos de tratamento dos seus esgotos, tudo largado 'in natura' no pobre rio Taquari. Só no centro tem canalização); o que deu? compromissos de ambas partes, fotos, matérias em jornais e, ... NADA! Continuamos na idade média!
    Pelo amor de Deus, isso não pode continuar. É grave, gera doenças principalmente nas crianças. Diria mais, é crime, exagerando infanticídio!
    O governo não age por dinheiro, mesmo por que só de dívida ao fundo de pensão dos funcionário há um débito superior a UM bilhão de reais! Isso é fato. Eu amaria o Corsan continuar público, mas não há como!! É triste, mas a autarquia virou uma estrovenga, um pato manco, um cavalo com dois joelhos arrebentados!
    Eu parabenizo o governador, pois ela faz o que é preciso ser feito. Privatizar a Corsan não dá voto, mas é algo que precisa ser feito.
    Apoio o Bolsonaro, mas se ele for inviabilizado e o Leite for candidato num esquema de terceira via, tem o meu voto. Tirando uma coisinha ou outra, perfumaria, ele faz um excelente governo! Só por nos ter livrado da CEEE já mereceria um espaço no panteão dos grande da política brasileira !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A privatização da Corsan, tal qual a da CEEE, chegou a um ponto em que se tornou inevitável. São empresas que não cumprem eficientemente os objetivos para os quais foram criadas e não têm condições de investimento para dar conta das necessidades crescentes.

      Excluir
    2. Sempre gosto dos comentários do João Paulo, mas não este. As proibições implantadas por ele na pandemia, chegando a 100% de "bandeiras vermelhas" no Estado, tendo como guru aquele ex-reitor idiota, é crime contra a humanidade. E os milhões enviados pelo governo federal para combater a pandemia? O MP está cobrando o governador/governadora.

      Excluir
    3. Jeferson de Xangrila1 de setembro de 2021 17:10

      Mas o Leite vem fazendo um bom governo... Só cego é que não vê... O cara teve a coragem de vender a CEEE e a Corsan, dois lobbys históricos, duas máquinas de perder dinheiro público... Vocês bolsonaristas são engraçados, se não lambe as botas do capitão, não presta...

      Excluir
    4. Caro Paulo e anônimo abaixo, há anos, partidos de direita, aos quais sempre votei, inclusive o probo, reto Sartori, prometeram fazer uma reorganização do Estado, mas não o fizeram, por várias razões. O Leite, que não prometeu, fez. As suas briguinhas com o Bolsonaro, São brigas apenas por interesse politico, ocupar espaço. Em nível institucional a coisa vai bem, obrigado.
      Abraços.
      Discordar é da essência da democracia!

      Excluir
    5. Sartori não é de direita. Ele tentou fazer o plebiscito e o psdb trancou na última hora e deixou o gringo com o pincel na mão. E quem comandou tudo nos bastidores foi um jovem tucano pré candidato. Todos sabem quem é. Olhem nas reportagens do correio do povo e jornal do comércio.
      Se é pra elogiar o PSBD eu vou elogiar a governadora Yeda. Ela sim teve maos de ferro e.teve que lidar com a esquerda e a imprensa contra ela.Fez um bom governo.

      Excluir
    6. No dia em que um governador quiser
      entregar o Banrisul,ele que vá
      procurar um emprego.ELE JAMAIS
      SERIA REELEITO!!!!!!!!

      Excluir
    7. Não votei e não votaria no Leite, mas a questão específica das privatizações merece elogio.

      Excluir
    8. Banrisul,
      Penso, penso, penso e não alcanço entender o sentido de uma estado ter um banco.
      Este 'tranca rua' do Banrisul é o responsável pelo nosso RS ser o único que paga 13% sobre receitas liquidas ao Banco Central(momentaneamente, pagamentos suspensos - covid) a partir da centralização das dívidas dos estados junto ao Banco Central, lá por 1995 mais ou menos. Os demais, só 8% . É que o nosso estado embutiu um PROER para salvar a estrovenga que estava quebrada. Poucos lembram, eu, maldição, nunca esqueço! Vendam enquanto tem algum valor. Com a invasão desses sistemas de bancos digitais, daqui a pouco valerá muito pouco!

      Excluir
  2. O engraçado que para tirar o papel de licenciamento que nao vem mais pelo correio a gente continua pagando. Baixou o valor mas se é online deveria ser gratuito.
    Lembro que isso foi até debate no programa do Forcolen e o secretário da autarquia deu um monte de desculpas de que tinha custo disso e daquilo.
    Realmente para acessar as informações do Detran vc precisa entrar e ter uma senha do gov.br. Eu consegui tranquilo mas acredito que para as pessoas que nao tenham muitas habilidades com o computador fique mais difícil.

    Quanto a corsan sou a favor de privatizar. Mas sou contra a parte do projeto de regionalização que a princípio não foi votado e acredito que não ia passar.
    Sou a favor de privatizar tudo, pois essas estatais só servem de cabibes de empregos que nos cidadãos temos que manter.
    Além disso patrocinam vários veículos de comunicação. Muitos acabam ficando refens não criticando o governo do estado quando é necessário.

    ResponderExcluir
  3. Já vai tarde esse cabidão de empregos. Era só um amigo da turma não se eleger e já ia direto pra diretoria. Tinha de acabar. Menos uma teta pra políticos desgraçados mamarem.

    ResponderExcluir
  4. Mas que barbaridade, tchê!!! Roedores (pra não dizer ratos) dentro dos armazéns onde guardam os alimentos que a gente come e a preocupação do cara é a tributação...

    ResponderExcluir